• Domínios XXX Aprovados, Mas indústria Especializada Reclama

    O ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers), organismo que rege o sistema de endereços da Internet, finalmente aprovou nesta sexta-feira, a criação da extensão ponto-xxx para sites Web voltados para o público adulto. E foi uma longa espera. Essa mudança já havia sido vetada no passado, e há anos, esteve na espera de ser algum dia aprovada. Porém, a atual decisão parece não ter agradado os grandes nomes da indústria de entretenimento adulto. Se depender deles, não irão migrar seus investimentos para esse "canto novo" da Internet.

    O mais interessante é que eles se juntaram aos grupos religiosos, em um lobby contra essa medida, argumentando que os domínios terminados em ponto-xxx poderiam ser facilmente marginalizados e provavelmente sofreriam com regulamentações "extras". Essa insólita aliança foi descrita por Diane Duke, diretora executiva da Free Speech Coalition, uma associação comercial que representa mais de 1.000 empresas de entretenimento adulto.

    Já a ICM Registry, empresa patrocinadora dos domínios .xxx, disse ter tido uma visão para esse "espaço especializado" da Internet, que o mesmo seria limpo, leve, e livre de spam, vírus e mesmo ladrões de cartão de crédito. O conteúdo seria claramente rotulado como adulto, e toda a vizinhança seria fácil de se enquadrar. Eles ainda afirmam que qualquer um que se sentisse ofendido com pornografia, poderia ficar longe dessa vizinhança.

    Stuart Lawley, atual chairman e executivo chefe do ICM afirmou que "Isso é bom para todos", e completa, "isso é uma vitória para o consumidor de conteúdo adulto. Eles sabem que os domínios ponto-xxx irão operar segundo padrões determinados". E o que desagrada os grupos religiosos com essa decisão? Eles se opõe a criação dos domínios ponto-xxx, temendo que eles possam tornar a pornografia mais presente ainda na Internet.

    Já Duke afirma que "não terão suporte de nossa comunidade" para esse plano. Os próprios membros de sua organização, que incluem grandes nomes da indústria como Hustler e Adam & Eve, estão preocupados que o conselho que regulamenta os domínios ponto-xxx poderiam envolver censura, e que a indústria como um todo poderia estar sob maior regulamentação. Duke ainda completa dizendo que "se a diretoria não gosta do que o produtor cria, existe a possibilidade de que o mesmo poderia censurá-la", e finaliza, "isso iria colocar nossa indústria em um verdadeiro gueto, e nos tornar alvo de regulamentação". Ela também afirma que muitos membros de sua comunidade pretendem continuar operando em seus domínios ponto-com.

    Mas Lawley não está preocupado. Nem um pouco. Sexo Online é um grande negócio, e ele espera que sua companhia se beneficie do processo. Mas os interessados em já registrar seu domínio ponto-xxx, pŕeparem-se para tirar o escorpião do bolso. Cada domínio irá custar US$ 60,00 ao ano, sendo que desses 60, US$ 10,00 irão para uma organização sem fins lucrativos que promove "as práticas responsáveis de negócios" para a indústria. Lawley afirma que mais de 100.000 domínios já foram pré-registrados. Isso representa mais de US$ 6 milhões de receita. Ele ainda espera que quando os domínios ponto-xxx estejam operando, de nove a 12 meses a partir de agora, devem ser registrados algo em torno de 500.000 domínios adultos. Isso equivaleria, somente em registros de domínios ponto-xxx, uma movimentação financeira de US$ 30 milhões.


    Links de Interesse:

    - For X-Rated, a Domain of Their Own
    - .xxx gets the green light... er, make that "red light"


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L