• Amazon Atualiza Kindle DX

    Nesta manhã de quinta-feira, a Amazon orgulhosamente apresentou a nova versão de seu e-reader, o Kindle DX. O novo modelo aumentou sua área de visualização, e está um pouco maior em dimensões que o iPad, o tablet-inovação da Apple. E o inacreditável é que o preço para o novo modelo baixou, de US$ 489,00 para US$ 349,00. A nova versão também vem com uma nova cor em sua carcaça: o grafite. O novo modelo começará a ser comercializado para todo o mundo a partir do dia 7 de julho deste ano (daqui a 6 dias). A própria empresa quis deixar claro que o novo modelo vem com um novo display E-Ink, com um contraste melhorado (50% melhor em contraste que o modelo anterior).

    É fato que a Amazon tem trabalhado duro em sua plataforma Kindle, lançando melhorias quase que diariamente. E a última novidade, como descrito acima, foi a atualização do display E-Ink do leitor de e-books por um modelo de maior contraste. A vista dos usuários agradece, sempre! E ninguém poderá usar a desculpa de que o e-reader da empresa está fazendo os oftalmologistas enriquecerem desenfreadamente. Outra novidade que vai agradar os consumidores está no preço. O novo modelo caiu para US$ 349,00 (lembrem-se que lá fora ele custava US$ 489,00). Claro que aqui no brasil, com a quantidade absurda de impostos, você não vai ver o novo Kindle DX por menos de R$2.000,00. E só lhe resta efetuar uma compra diretamente do site da Amazon com um cartão de crédito internacional, e aguardar a soma dos impostos do produto em sua retirada.


    Pioneiro

    O Kindle já está no mercado há um bom tempo, mas parece que somente com a chegada do iPad da Apple, que o interesse do público acordou, para dispositivos desse porte, e para essa finalidade. É óbvio que o iPad possui uma vantagem clara: ele faz muito mais coisa que somente apresentar e-books em sua tela. Por sinal, o Kindle DX possui a mesma dimensão de tela do iPad, com 9,7 polegadas diagonais.

    A Amazon tem começado sua ofensiva desde o mês passado, quando baixou o preço do modelo mais básico do Kindle para US$ 189,00. Sua intenção era competir com o Nook, que chegou ao mercado com telas coloridas e um preço bem menos salgado: US$ 149,00.


    Aposta em Software

    Mas a Amazon parece estar interessada mesmo em atacar o mercado através do software e não do hardware. Mesmo reduzindo o preço da primeira geração do Kindle, a Amazon ainda sai perdendo, em preço e em funcionalidade, para o Nook, da Barnes & Noble. Atualmente a Amazon embarcou no Kindle a integração com as redes sociais Twitter e |Facebook, além de dar uma melhorada nas capacidades do leitor de PDF embutido no gadget. Com isso, o DX já é capaz de efetuar zoom. O anúncio dessa melhoria foi feito em um press release da própria companhia.

    E via Software, a Amazon tem "espalhado" o Kindle por diversas plataforma. Você já pode ter um app do Kindle para iPhone, iPad, Mac, PC, BlackBerry, e recentemente, a plataforma Android do Google. A proliferação dos app para Kindle mostra que o foco da Amazon está em espalhar e disseminar seus e-books para múltiplas plataformas e dispositivos. E essa nova "estratégia" parece mostrar menor interesse nas vendas físicas do próprio Kindle, e focar mais em poder vender livros digitais para todo o público, independente do veículo usado.

    Ainda falando em e-books, a Amazon parece estar efetuando uma investida mais agressiva na venda de e-books. Com isso, estima-se que a companhia fature US$ 1 milhão só com a venda de e-books. E não deve faltar títulos nas opções dos consumidores. Desde janeiro, a Amazon iniciou uma nova política de royalties, onde oferece maior porcentagem para autores e editores, para cada venda. A nova opção permite que os autores que escolhem a plataforma Kindle possam faturar até 70 por cento em cima da lista de preços. Mas grandes vantagens vem seguidas de uma lista de requerimentos de igual valor. Resumindo: não é qualquer um que conseguirá ser altor de e-books para a Amazon comercializar em seus Kindles. Só os melhores terão sucesso (e dinheiro no bolso).


    Notícias Relacionadas:

    - Problemas no iPhone 4
    - Apple Vende Quase 2 Milhões de iPhone 4 em Três Dias



    Links de Interesse:

    - Amazon Upgrades Kindle DX, but Shifts Its Focus?
    - Amazon cuts price of Kindle DX to $379
    - Amazon Updates Kindle DX, Cuts Price


    Sobre o Autor: saryshagan


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L