• Identificado Pivô da Demissão de Mark Hurd da HP

    Parece que toda a pressão da imprensa conseguiu descobrir o pivô por trás da demissão de Mark V. Hurd do cargo de executivo-chefe da Hewlett-Packard. Hurd havia sido acusado de assedio sexual contra uma contratante externa a empresa, e na abertura das investigações internas sobre o caso, a empresa também descobriu diversos relatórios de gastos falsificados por Hurd, o que terminou de colocar a corda em seu pescoço. A mulher, identificada como Jodie Fisher, é uma atriz que já protagonizou vários filmes curtos como (títulos originais) "Sheer Passion" e "Intimate Obsession" afirmou que estava sob contrato com a HP "para trabalhar com clientes com clientes e eventos de alto-nível por todo o país e exterior".

    Nas palavras de Jodie "Eu estava preparada para esses eventos, trabalhei muito duro e gostei muito de trabalhar para a HP", e completou "Fiquei surpresa e triste com a perda do emprego de mark Hurd por causa disso. Essa nunca foi minha intenção". Aparentemente tudo começou quando a advogada de Fisher contactou a companhia no final de junho, acusando o assédio sexual. Ela acrescentou que conseguiu resolver tudo com Mark Hurd fora dos tribunais, de forma privada e sem litígio. Ela finaliza dizendo que "eu não pretendo comentar sobre isso ainda".

    O interessante da história é que a disciplina fiscal implementada por Hurd fez com que a HP se tornasse a maior companhia de tecnologia do mundo. E ele foi demitido não pela acusação contra ele de assédio sexual de Jodie Fisher, mas sim porque, durante4 as investigações, a companhia encontrou vários relatórios de gastos falsificados, o que acabou colocando-o no "olho da rua". E todos esses relatórios tinham um ponto em comum: declaravam despesas imprecisas para os pagamentos feitos a Fisher.

    O montante perdido por causa desses relatórios pode variar de US$ 1.000,00 a US$ 20.000,00. Hurd, que é casado, também negou ter tido um relacionamento sexual com Fisher. O pivô da acusação havia conhecido Hurd em 2007 quando foi entrevistada para um emprego na empresa contratante. No comunicado liberado neste domingo, a advogada de Fisher, Gloria Allred, descreveu sua cliente como uma mãe solteira tentando criar seu filho.

    Ainda segundo Allred, Fisher, hoje com 50 anos de idade, possui licenciatura em Ciência Política pela Texas Tech University, e recentemente ocupou o cargo de vice-presidente de uma companhia imobiliária. Ela também já trabalhou anteriormente na House of Representatives Select Committee on Narcotics Abuse and Control,e já foi uma representante de vendas para uma empresa presente na lista Fortune 500.

    Vale ressaltar que o ocorrido com Hurd pode comprometer seriamente seu futuro profissional. Acredito que a partir de agora será sua "aposentadoria forçada". Hurd foi um profissional que levou sua empresa ao topo do mundo, chegou ao alto da pirâmide hierárquica da empresa, para depois jogar tudo no chão. mas creio que casos como o de Hurd acontecem "a torto e a direito" em nosso mundo. Mas para o azar dele, foi descoberto e o "problema" caiu nas "graças" da imprensa, que caiu nas "graças" do mercado, fazendo as ações da companhia despencarem, que terminou por "sepultar (ou não!) a carreira de um excelente profissional.


    Notícias Relacionadas:

    - CEO da Hewlett-Packard Mark Hurd Pede Demissão
    - O Impacto de Demissões em Grandes Empresas


    Links de Interesse:

    - Actress Is Identified in Hewlett-Packard Scandal

    Sobre o Autor: saryshagan


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L