• Certificação Digital e Linux em Minas

    Vou ser rápida. Eu não pude acreditar quando soube que deveria instalar programas que só rodam no Windows 2000 ou XP e no Internet Explorer para receber um auxílio à pesquisa. Ainda não desisti de tentar, mas acho importante marcar minha posição: estou envergonhada de viver num estado cujos órgãos não tem o menor pudor em trabalhar com um Windows (ainda por cima desatualizado) e usar, para certificação digital, que exige segurança, um navegador conhecido por sua insegurança. Estou envergonhada de saber que a pesquisa que eu fizer com esta verba vai servir para dar mais força a instituições que ignoram completamente o software livre e a liberdade de escolha, que são bandeiras do meu trabalho.

    No meu gabinete, na faculdade, tenho 3 máquinas. Uma roda MacOS, outra roda Linux e outra, da minha colega, roda Windows Vista. Se eu não encontrar uma boa alma que tenha XP e IE no seu micro, sou forçada ou a comprar ou a piratear esses programas para poder receber um auxílio a pesquisa, ou seja, ou a PRODEMGE está vendendo Microsoft, ou estimula a pirataria, ou ambos. Nenhuma outra alternativa. Vergonhoso. Copio abaixo a última mensagem recebida, quando perguntei se eles poderiam me indicar alguém que instalasse o programa no linux ou no Mac:


    Conforme orientações no link WWW.fapemig.br/toe.php o workflow só funciona no Windows 2000 ou XP e no navegador Internet Explorer. A senhora deverá utilizar um micro com esta plataforma e este browser para assinar seu termo de outorga.
    Este artigo foi publicado originalmente no blog: Certificação Digital e Linux em Minas iniciado por acris
    Comentários 3 Comentários
    1. Avatar de josir
      josir -
      Olá Ana, isso realmente é um vexame. Aqui no Rio, temos a opção de fazer pelo SERPRO com Linux mas a burocracia deles é tão grande que desisti.

      Qual a sugestão que eu dou:
      1. instale o VirtualBox na máquina Linux e crie uma máquina virtual com XP SP2. Você não precisa comprar pirata, veja se nenhum amigo tem um CD de instalação par

      2. Compre o certificado A-1. Neste caso vc não precisa de comprar o leitor de Token!

      Boa Sorte,
      Josir.
    1. Avatar de paulocwb2003
      paulocwb2003 -
      É provável que, mesmo que vc use Linux em sua máquina, ela tenha uma licença válida do Windows (a maioria das máquinas vem com ele em OEM). Vc pode seguir a recomendação do Josir e instalar numa VM (com virtualbox, qemu, VMWare ou outra de sua escolha). Agora, o fato de um órgão governamental exigir que você utilize esse, ou aquele software para ter acesso a seus serviços é uma clara afronta à CF/88. No Paraná, graças ao trabalho da Celepar e do Serpro, temos leis estaduais que garantem a preferência a padrões abertos e ao software livre nas autarquias estaduais. No âmbito federal, existe o protocolo de Brasília, onde várias instituições públicas e privadas se comprometem a dar preferência a padrões abertos. No caso da FAPEMIG, não acredito que eles, ou a PRODABEL mudem sem espernear. Afinal, vocês têm um governador do PSDB, partido que claramente, tem laços com Steve Ballmer e a Microsoft, segundo notícias veiculadas na internet.
      Eu sugiro fortemente que vocês se organizem e *exijam* mudanças.

      Abraço.
    1. Avatar de paulocwb2003
      paulocwb2003 -
      Ana,
      Eu li a página apontada pela carta d FAPEMIG, e me parece que é apenas uma questão de instalar o Sun Java e importar o certificado A3 nele. São procedimentos simples. Se quiser tentar, entre em contato comigo pelo email linuxdevlivery@rocketmail.com. Fiz esse mesmo procedimento para a instalação do programa de emissão de NFe da receita federal. Como ambos rodam em Java, são independentes de plataforma. O aviso pode estar no site apenas porque eles testaram naquelas plataformas e não são competentes para dar suporte a outra plataforma, mas não significa que não funcione. É preciso testar.

      Abraço.
    + Enviar Comentário


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L