• Oracle Apresenta Cloud Resource Model Application Programming Interface

    Em mais um dos seus importantes compromissos em fornecer uma completa, aberta e integrada solução de cloud computing, a Oracle Corporation anunciou o Cloud Resource Model Application Programming Interface (API Oracle Cloud), voltada para o gerenciamento de infra-estrutura de computação em nuvem. Expandindo o seu comprometimento com padrões abertos, a Oracle tem contribuído o Oracle Cloud Elemental Resource Model API, um subconjunto do Oracle Cloud API para a Distributed Management Task Force (DMTF) por consideração ao padrão Infrastructure as a Service (IaaS) Cloud API da DTMF. A especificação Oracle Cloud API está disponível no Oracle Technology Network.

    No que diz respeito à estender seus investimentos em TI na nuvem para uma maior flexibilidade e melhorias nos níveis de serviço, o Oracle Cloud Elemental Resource Model API abrange os elementos comuns que formam um ambiente de nuvem através de máquinas específicas, volumes de armazenamento e redes. A especificação apresentada ao DMTF, é descrita como uma máquina que pode ser fornecida a partir de uma imagem, como um
    volume que pode ser conectado a uma máquina, e como uma máquina pode se conectar a uma rede. Estes blocos básicos de construção são a base para incentivar a padronização aberta na indústria.



    A Oracle Cloud API segue o estilo de arquiteura Representational State Transfer (REST) e usa métodos HTTP para interagir com recursos de provisionamento, associação, modificação, entre outros. Como um modelo de recurso total, a Oracle Cloud API também inclui entidades compostas para facilitar a implantação e gerenciamento do sistema, incluindo conjuntos de implantação e grupos de escalabilidade.

    Ao alavancar a virtualização, clustering e provisionamento dinâmico em todas as camadas da pilha, Oracle Cloud API ajuda a garantir que os usuários possam gerenciar fácil e eficientemente os seus recursos baseados em nuvem, para oferecer maior agilidade nos negócios e alta flexibilidade, melhor utilização e custos reduzidos. Os clientes podem beneficiar-se do built-in extensibility e interoperabilidade que o Oracle Cloud API oferece, ajudando a aumentar a reutilização e maximizar o retorno sobre o investimento.


    Saiba Mais:

    [1] Cloud Resource Model Application Programming Interface: http://www.oracle.com/us/corporate/press/184426

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L