• Sony: Medidas Legais Contra Hackers do PS3

    Através de publicações feitas em seus web sites, George Hotz, que se tornou conhecido por "hackear" o iPhone e o PS3, e os hackers do grupo fail0verflow, fizeram três declarações sobre a denúncia feita por representantes legais da Sony Computer Entertainment America ( SCEA ) contra Hotz e quatro supostos membros da fail0verflow no Tribunal do Distrito Norte da Califórnia, em San Francisco. A partir desse procedimento, os advogados da Sony acusam os hackers de terem driblado a proteção de cópia do PlayStation 3, além de terem lançado várias ferramentas de software e liberado a "metldr root key", considerada a chave mestra da Sony.

    Isso permite que pessoas não autorizadas, aparentemente, possam descompilar, modificar e renovar a assinatura do firmware do PS3. Ele teria também permitido que qualquer tipo de software a ser assinado para consoles PS3 non-modified pudesse ser reconhecido absolutamente como legal, permitindo que ele seja reproduzido em tais consoles. Os primeiros jogos de PlayStation 3 que foram copiados ilegalmente, com base no hack, já estão em plena circulação. A assessoria jurídica diz que isto tem causado à SCEA danos e perdas econômicas consideráveis, embora nenhum valor tenha sido estipulado.

    Enquanto os membros da fail0verflow não publicarem diretamente a chave de segurança, eles estão sob grave acusação de terem liberado instruções detalhadas sobre como extrair a referida chave, fato este que ocorreu no 27th Chaos Communication Congress (27C3), último congresso do Chaos Computer Club, realizado recentemente em Berlim. Essas informações e mais conversas com os hackers teria possibilitado à Hotz a liberação da chave metldr, e a consequente publicação da mesma em seu web site. Os hackers estariam sob a acusação de também compartilhar suas informações através de serviços como o YouTube e o popular serviço de microblogging Twitter. De acordo com o que foi apresentado pela Sony, esta ação constitui-se como uma violação do Digital Millennium Copyright Act (DMCA) e Computer Fraud and Abuse Act (CFAA).

    A Sony propôs uma medida cautelar para impedir a circulação das instruções sobre como "contornar" o sistema de segurança, e uma ordem para confiscar todos os computadores de George Hotz e dispositivos de armazenamento que, alegadamente, contiverem esta informação. Embora George Hotz tenha supostamente compartilhado de forma gratuita as ferramentas de software e as chaves, há indícios de que ele teria pedido doações para uma conta PayPal e, portanto, também teria sido acusada de obter benefícios financeiros através de suas ações ilegais.

    Hotz e o grupo fail0verflow disseram que o sistema de segurança do PS3 teria sido ignorado por causa de uma opção de instalação do Linux, que foi disponibilizado oficialmente pela Sony. Eles também acrescentaram que não foi realizada nenhuma espécie de coleta de todas as doações ou pagamentos. Segundo outras declarações, esses pedidos eram falsos e foram colocados na Internet por scammers (que objetivam obter informações pessoais de suas vítimas).


    Links de Interesse:

    - Geohot
    - The Register UK
    - Sony Takes Legal Action Against PS3 Hackers

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L