• Amazon Web Services Adiciona Oracle Database 11g

    O Relational Database Service da Amazon Web Services, contará com o Oracle Database 11g a partir do segundo semestre deste ano. O serviço de RDS tem sido baseado em serviços prestados pelo sistema open source MySQL. O lançamento desta solução aconteceu em outubro de 2009. Ao que tudo indica, os usuários do EC2 estariam superando as capacidades do MySQL. O sistema de código aberto pode lidar com grandes quantidades de leitura de dados, e quando combinado com o InnoDB ou outra forma de mecanismo de storage, pode armazenar e recuperar grandes quantidades de dados. Enttretanto, muitas das características modernas de administração de negócios, incluindo a utilização do SQL, exigem um grande sistema comercial.

    Ao recorrer a um sistema de banco de dados em nuvem, uma companhia de tamanho médio ou uma que possua uma equipe pequena de TI, há uma terceirização eficaz em relação aos problemas de infraestrutura, tais como o dimensionamento de banco de dados para o qual o provedor oferece suporte. Além disso, usuários da Oracle terão um BYOL ou opção bring your own license (traga sua própria licença), que permite que eles executem o Oracle 11g ao invés do EC2 em nuvem da Amazon, sem licenciamento adicional ou taxa de suporte técnico.

    Potenciais usuários do 11g que não sejam clientes da Oracle, poderão selecionar a versão on-demand com suas cobranças de carga horária. Uma carga de licença será incluída na taxa da hora. As taxas atuais são baseadas no tamanho do servidor e edição 11g utilizados- eles vem nas edições Express, Standard e Enterprise, bem como horas de funcionamento.

    Uma terceira opção seria adotar uma instância de reserva, onde os clientes efetuariam um pagamento adiantado para a Amazon pelo direito de utilizar uma base de dados por um certo número de horas por mês, a uma taxa reduzida de hora em hora. Instâncias de base de dados podem ser reservadas para o uso pelo período de um ou três anos.

    Os preços reais ainda não foram definidos – ou pelo menos não foram postados – para a lista AWS Relational Database Service. Nenhum exemplo de preço foi incluído no anúncio. De acordo com Raju Galbani, vice-presidente de serviços da AWS, os clientes perceberam que podiam deixar a responsabilidade com a AWS para o MySQL quando era o sistema disponível. O vice-presidente também disse que "empresas têm perguntado quando vamos oferecer a mesma funcionalidade para o banco de dados Oracle".

    A Amazon assume a responsabilidade de manutenção do software do banco de dados, não para o usuário. Não houve anúncio da data específica de lançamento do serviço para o segundo semestre. O Oracle Database 11g já está sendo oferecido no catálogo de aplicativos e banco de dados do EC2, mas a provisão e a ativação será automatizada de forma mais ampla através do console Relational Database Services que um cliente de RDS recebe da AWS para gerenciar sua instância de base da dados.

    "Nós estamos trabalhando com a AWS para garantir que a facilidade e agilidade de realização da plataforma Amazon RDS esteja disponível para o banco de dados Oracle; a Amazon continua a ser uma pioneira em computação em nuvem", disse Mark Townsend, vice-presidente de tecnologia de servidores de banco de dados Oracle.


    Links de Interesse:

    - Amazon Web Services will offer Oracle 11g

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L