• Google Processado por Rastreamento via Android

    Duas mulheres de Michigan, nos Estados Unidos, estão processando o Google pela coleta indevida de dados de localização de seus dispositivos Android, por parte da companhia. Há exatamente uma semana atrás o mesmo aconteceu com a Apple, em um processo contra a empresa de Steve Jobs, contra a violação de privacidade de usuários ocorrida com seu iPhone, de forma similar ao Android.

    De acordo com um relatório feito hoje pelo Detroit News, o processo contra a Gigante da Internet está movimentando cerca de US$ 50 milhões, e tem por intuito fazer o Google parar de rastrear e coletar dados de localização de seus usuários que possuam dispositivos Android.

    O processo deu entrada ontem na Corte de Detroit, em nome de Julie Brown e Kayla Molasky, que estão em busca de status de ação coletiva para esse processo. O advogado de ambas, Steven Bujad, argumenta na ação que o rastreamento de localização dos proprietários de dispositivos embarcados com o sistema operacional Android "coloca os usuários em sérios riscos de invasões, incluindo perseguição".


    Google Admite Coleta de Dados

    Tudo começou na semana passada quando o Google admitiu qu coletava informações de localização -- incluindo localização atual de GPS, timestamps, endereços de redes Wi-Fi próximas, e IDs de dispositivos -- de dispositivos embarcados com Android, mas afirmou que essa ação não resultava no rastreamento específico de indivíduos. De acordo com a empresa os usuários poderiam desabilitar a funcionalidade de GPS, mas isso resultaria em quase nenhuma funcionalidade ou serviço disponível pelo aparelho, e o usuário teria a sua disposição apenas o uso isolado de mapas (sem a localização atual do indivíduo) e outros serviços de localização à parte.

    Em contrapartida, o Google afirmou em um pronunciamento que "Nós estamos ansiosos por colaborar com os responsáveis políticos sobre como protegemos a privacidade de nossos usuários [com dispositivos] móveis" e completou que "Todo compartilhamento de informação no Android é opcional por parte do usuário. Nós oferecemos aos nossos usuários informações e controle sobre a coleta, compartilhamento e uso [dos dados de] Android. Todo dado de localização que é enviado para os servidores de localização do Google é feito de forma anônima, e não pode ser vinculado ou rastreável para um usuário específico".

    Procurado, aparentemente o Google não quis comentar sobre o processo em questão.


    Apple Processada

    Já o processo contra a Apple foi iniciado na Flórida na semana passada e também busca o status de ação conjunta, onde acusa a empresa da maçã de violar a privacidade dos seus usuários através dos serviços de localização do iPhone, assim como nas categorias de Fraude Digital (Computer Fraud) e Abuso (Abuse Act), ao manter um log das localizações de seus usuários sem oferecer aos mesmos uma maneira de desabilitar essa "funcionalidade".

    A problemática teve início na semana passada quando dois pesquisadores disseram ter descoberto que o iPhone coletava e armazenava em logs os dados de localização corrente de seus usuários sem a permissão dos mesmos, ou mesmo um alerta de que estava efetuando tal funcionalidade. O mesmo estaria armazenando esses dados de forma não-criptografada nos próprios dispositivos de seus usuários.


    Links de Interesse:

    - Google sued over Android data location collection

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L