• Plataformas Móveis: Ameaças Aumentaram nos Últimos Meses

    Segundo informações da Lookout, as ocorrência de malware em sistemas móveis tem aumentado de maneira absurda nos últimos meses, e os usuários do Android são os que tem duas vezes mais chances de encontrar um malware hoje do que encontrariam há poucos meses. Com base em dados coletados de mais de 700 mil aplicativos e 10 milhões de aparelhos em todo o mundo, a empresa estima que, entre meio milhão e um milhão de usuários tenham sido afetados por malware móvel no primeiro semestre de 2011.

    Simultaneamente, ameaças baseadas na Web que funcionam em várias plataformas, surgiram como uma parte significativa do cenário de ameaças, com três de cada dez usuários móveis propensos a clicar em um link suspeito, incluindo links maliciosos e phishing, ao longo de um ano.

    Nas últimas semanas, alguns especialistas observaram que os criadores de malware estão utilizando novas técnicas para garantir ampla distribuição. Os atacantes estão empregando uma tática chamada malvertising, através da qual eles usam anúncios para celular para direcionar os usuários para um site malicioso, que desencadeia um download automático do malware.

    Duas das ameaças mais evidentes, DroidDream e GGTracker, foram publicados em novas aplicações ao longo do primeiro semestre do ano. Durante este período, os criadores do DroidDream lançaram mais de 80 aplicações únicas, com variações de malware para assumir o controle de telefone de um usuário. Semelhante ao DroidDream, os autores do GGTracker continuam a publicar novos aplicativos infectados em lojas de aplicativos e sites de download.


    Medidas Preventivas Sempre Devem ser Reforçadas

    Mesmo com os constantes ataques e os danos causados por eles, ainda tem muita gente desatenta, achando que não será vítima de nenhum tipo de ação maliciosa. A questão da segurança deve ser sempre reforçada, para que esses números de potenciais infecções possam ser controlados.
    Os usuários só devem baixar aplicativos de fontes confiáveis, tais como lojas de aplicativos renomadas e sites de download. Lembre-se de olhar para o nome do desenvolvedor, suas análises e classificações em relação ao grau de confiabilidade.

    Depois de clicar em um web link, preste muita atenção para o endereço para se certificar que ele seja correspondente ao do site que dizia ser; faça o download de uma ferramenta de segurança, que verifica se existe malware e spyware em todos os aplicativos baixados, e pode ajudar a localizar um dispositivo perdido ou roubado.

    Verifique também se o seu aplicativo de segurança oferece proteção contra sites inseguros; esteja alerta para o comportamento incomum em um telefone. Este comportamento pode ser um sinal de que o telefone está infectado, e pode incluir mensagens de texto incomuns, encargos para a conta de telefone, e de repente, diminuir o ciclo de vida da bateria.


    Links de Interesse:


    -Mobile Threats Soared in Past Six Months



    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L