• BeagleBone: Uma Variante Hardware-Hacker do BeagleBoard

    O BeagleBone foi anunciado pelos desenvolvedores do BeagleBoard, como um hardware de código aberto, de baixo custo, expansível, como uma variante orientada hardware-hacker do BeagleBoard original, que custará 89 dólares. O BeagleBone traz em seu contexto de funcionamento, um processador 720Mhz ARM Cortex A8 com 256MB de DDR2 RAM, utilizando o TI AM335x.

    O board inclui uma porta USB 2.0, uma porta Ethernet 10/100, slot microSD e uma porta USB 2.0 (dispositivo flexível). Existem também controladores periféricos 2x 46-pin em headers de expansão, permitindo cinco portas seriais e dois buses I2C. O compacto de 8,6 cm por 5,3 cm (3,4 polegadas por 2,1 polegadas) é complementado com um cartão MicroSD de 2 GB, carregado com a distribuição Ångström Linux a partir do OpenEmbedded, Node.js e IDE Cloud9.

    Isso deve permitir que um desenvolvedor BeagleBone se conecte a um servidor Web, execute o IDE Cloud9, e trabalhe diretamente no código JavaScript para o runtime Node.js. As instruções para baixar e compilar a distribuição, estão disponíveis com a configuração apropriada do ambiente ("MACHINE = beaglebone bitbake cloud9-image").

    Segundo os desenvolvedores BeagleBoard, o BeagleBone também é um dispositivo mais fácil de clonar, e os esquemas para isso já estão disponíveis. Placas de expansão para HDMI, VGA ou ecrãs LCD são planejadas, e uma placa DVI-D está em fase de experiência.

    Além de tudo isso, os headers do BeagleBone não são, porém, compatíveis com as expansões do popular Arduino, e embora seja possível criar um adaptador, os desenvolvedores acreditam que iriam subutilizar o sistema baseado em Linux e competir em lugares para os quais um Arduino seria realmente a solução adequada. As versões de produção do BeagleBone devem vigorar antes do final de novembro.


    Links de Interesse:

    -BeagleBoard
    -Angstrom Distribution

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L