• 2011 Marcado com Crescimento do Crimeware

    A propagação das mais diversas formas de crimeware, surgiram no semestre que encerrou em junho de 2011, com uma grande ocorrência de malware para roubo e mantendo um novo patamar de contágio, de acordo com um levantamento da APWG. Nos primeiros seis meses de 2011, os dados de roubo via trojans, malware e genéricos, aumentou de 36 por cento relacionado ao que foi detectado em janeiro de 2011, para mais de 45 por cento em abril, posteriormente, mantendo uma proporção de mais de 40% para o resto do período.

    A alta anterior para esta métrica foi de 44%, em um aumento de um mês, em agosto de 2010. Esta métrica é um indicador chave das tendências do cibercrime, e roubo de dados utilizando malware é tipicamente projetado para enviar informações de máquinas infectadas, para controlá-los, e/ou para abrir backdoors sobre eles.

    Patrik Runald, Gerente Sênior de Pesquisa de Segurança para o Websense, disse: "O primeiro semestre de 2011 viu um aumento não só na quantidade de amostras maliciosas recebidas, mas o mais importante ainda, em arquivos de malware indo atrás de informações confidenciais, como dados de cartão de crédito, números de segurança social e credenciais para acessar sites de instituições financeiros.

    "Com o cibercrime sendo uma indústria gerando centenas de milhões de dólares para os bandidos virtuais, é claro que esta é uma tendência que veremos crescer por um longo tempo", disse Runald. Da mesma forma, de acordo com Eduardo D'Antona, Diretor Técnico do PandaLabs, os trojans representaram 72% das amostras novas criadas em H1, de 2011. Isso surge como um aumento substancial de H2, de 2010, quando trojans representaram apenas 55% do total dos conjuntos de amostras.

    Enquanto de maneira convencional, os ataques de spam baseados em phishing não estão atingindo o crescimento global mês-a-mês implacável com o decorrer dos anos. Entretanto, há indícios de que novos e importantes pontos de phishing dentro dos mercados emergentes de muitas nações, já estariam aparecendo.

    Ihab Shraim, CSO, Network e Engineering Systems, disse: No primeiro semestre de 2011, MarkMonitor viu um aumento significativo de ataques de phishing quando comparado com 2010. Além disso, ataques de phishing estão cada vez mais presentes na segmentação marcas mundiais e, principalmente, em mercados emergentes como a América Latina, Oriente Médio e Ásia. Como a maioria sabe, o crimeware automatiza as atividades cibercriminosas.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/malware_news.php?id=1944





Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L