• Rapidshare Reduz Velocidade de Download de Usuários Gratuitos

    Mesmo que as votações dos projetos SOPA e PIPA tenham sido adiados, é certo que a discussão sobre propriedade intelectual, pirataria online e direitos autorais está muito longe de terminar. O fechamento do MegaUpload foi um divisor de águas, e, por isso, acredita-se que posturas cuidadosas, mesmo que impopulares, sejam adotadas pelos sites atuantes no mesmo foco.

    Foi o que o Rapidshare começou a fazer desde a semana passada. Diversos usuários gratuitos tem reclamado de baixas velocidades de download no site (~30kbps) e surgiram rumores de que se tratava de uma nova estratégia para incitar internautas a pagarem pelo serviço.

    Quando, porém, foram inquiridos a respeito, a resposta foi surpreendente. Não se trata de uma jogada de marketing para obrigar os internautas a pagarem pelo serviço, mas um gesto no sentido de coibir a pirataria. Como?

    Simples, trabalhando com a hipótese de quem baixa conteúdo pirata quer duas coisas: anonimato e rapidez. A medida tomada pelo Rapidshare limita a velocidade de download dos usuários gratuitos em 30kbps, mas não para todos os tipos de arquivo. Velocidades maiores podem ser liberadas, desde que quem subiu o arquivo para o servidor forneça determinadas informações sobre o uso que faz da sua conta, onde o link para o arquivo no Rapidshare será divulgado, seu endereço de e-mail e número de telefone.

    Trata-se de uma estratégia muito simples, e, por que não, justa. Fazendo com que alguém se responsabilize pelos arquivos que sobe (fornecendo seus dados pessoais e os detalhes mencionados acima) ou que baixa (dificultando os downloads por usuários gratuitos, e, portanto, anônimos), o Rapidshare se isenta da responsabilidade sobre o que hospeda, afastando-se do foco da guerra anti pirataria online e de um destino semelhante ao do MegaUpload.


    Saiba mais:

    [1] TorrentFreak: http://torrentfreak.com/rapidshare-f...inator-120208/
    [2] TorrentFreak: http://torrentfreak.com/rapidshare-s...irates-120224/

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L