• SUSE Studio 1.3 Voltado para Nuvem

    Com o lançamento no SUSE Studio 1.3, a SUSE está focalizando sua aplicação web para construção e testes de imagens de máquinas virtuais voltadas para a criação de imagens para a nuvem baseadas no OpenStack. E isso inclui a própria distribuição de nuvem da empresa, o SUSE Cloud, a ser incorporada no OpenStack. Essa nova versão também adiciona suporte para o hypervisor da Microsoft, o Hyper-V, e inclui suporte nativo para o KVM. Vale ressaltar que as versões anteriores do SUSE Studio apenas suportavam KVM via formato VMDK do VMWare.


    Interface do SUSE Studio.

    Assim como nas versões anteriores, o SUSE Studio 1.3 também pode criar imagens para os serviços EC2 da Amazon. Os usuários podem efetuar links para suas próprias credenciais AWS através da interface web, o que habilita a publicação de appliances virtuais para o serviço da Amazon diretamente do SUSE Studio. As imagens construídas com o SUSE Studio serão imediatamente importadas para a instância do usuário no SUSE Cloud. Detalhes técnicos dessa funcionalidade, que a SUSE chama de WebHooks, está disponível no blog do SUSE Studio.

    O SUSE Studio 1.3 também oferece uma maneira simples de disponibilizar patches para imagens que já foram implementadas. Os administradores podem adicionar um agente de gerenciamento do SUSE Lifecycle Management Server para suas próprias imagens antes de as construir, permitindo assim que as mesmas sejam construídas de tal maneira que permita sincronização automática com o servidor sem a necessidade de configuração posterior.

    O SUSE Studio 1.3 é a primeira atualização para a aplicação web desde que a versão 1.2 foi lançada em Julho de 2011. O software está disponível como um serviço web e para instalação local (se o usuário assim desejar).

    Saiba Mais:

    - Heise Online: SUSE Studio 1.3 aims for the cloud (em Inglês)

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L