• Como Malware Móvel Usa a Web

    Malware móvel pode usar os recursos da web de várias maneiras. Por um lado, em muitos casos, as URLs maliciosas são classificadas como vetores de infecção de malware móvel. Através dessas URLs maliciosas, juntamente com técnicas de engenharia social, os cibercriminosos são capazes de infiltrar aplicativos maliciosos em seus dispositivos. Os ataques de malware móvel muitas vezes, apresentam duas vertentes, e o envolvimento de URLs maliciosas não para por aí.



    Isso porque os cibercriminosos não usam as tais URLs apenas para infectar seus dispositivos com malware; eles também precisam delas para a comunicação. Além disso, malware móvel, como backdoors e downloaders maliciosos precisam desta comunicação, a fim de permanecer desapercebidos e realizar suas atividades maliciosas em seu dispositivo. De todos os aplicativos maliciosos que já foram detectados até agora, 17% possuem URLs maliciosas embutidos nelas. E entre aqueles URLs, 90% são classificados como vetores de infecção.

    Isto significa que quando esses aplicativos são instalados, eles irão se comunicar com essas URLs para baixar outros tipos ou componentes de malware. Ressaltando que cerca de 60% das URLs maliciosos consultado por aplicativos mal-intencionados usam domínios da América do Norte, enquanto 24% e 16% usam domínios do EMEA (Europa, Oriente Médio e África) e domínios da Ásia-Pacífico, respectivamente.


    Saiba Mais:

    [1] Security Intelligence Blog http://blog.trendmicro.com/trendlabs...-intelligence/

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L