• Linux: "Benchmark of Quality" no Relatório da Coverity Scan

    A Coverity Scan considerou o Linux como "Benchmark of Quality", em seu mais recém publicado relatório Coverity Scan Open Source. A empresa, que reúne anualmente milhões de linhas de código de fonte aberta, também utiliza a mesma tecnologia para processos de defect-scanning que ela utiliza com seus clientes corporativos, além de demais processos de varreduras.



    O "padrão industrial aceito" por defect é de 1,0, um em cada mil linhas de código. O Linux 3.8 é de 7,6 milhões de linhas de código, com uma densidade de 0,59, comparando com 2012 (7,4 milhões e uma densidade de 0,66), e 2011 (6,8 milhões e uma densidade de 0,62). Em geral, a qualidade do código fonte aberto é equivalente ao do código proprietário; além disso, a Coverity utiliza uma amostra anônima de seus 300 clientes para dar-lhe uma defect-density de código que não seja open source.

    Ressaltando que o código proprietário tem uma densidade média de defeitos de 0,68, enquanto as médias de código-fonte aberto são de 0.69. Faz dois anos, que o relatório de verificação mostrou densidades abaixo de 1,0.


    Saiba Mais:

    [1] Heise On-line http://www.h-online.com/open/news/it...n-1858366.html

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L