• Digia Disponibiliza o "Boot to Qt" para Avaliação

    Os desenvolvedores Qt na Digia estavam trabalhando em uma plataforma de sistema operacional comercial chamada "Boot to Qt" e agora estão oferecendo um preview técnico de sua nova tecnoogia. A nova plataforma junta as camadas mais baixas da plataforma de código aberto Android do Google com o framework Qt UI para criar o que a companhia pensa ser a solução para o problema na criação de interfaces de usuário "lisas" em dispositivos embarcados. Para se ter uma ideia das mudanças, os aplicativos Java e o Android Dalvik VM foram substituídos pelas aplicações QML e Qt rodando de forma nativa. Veja o vídeo abaixo:


    O "Boot to Qt" rodando em alguns de dispositivos.

    O "Boot to Qt" já oferece uma pilha de processos de execução simples (single-process-running) com um lançador baseado em QML que permite inicializar outras aplicações também baseadas em QML. Os desenvolvedores afirmam que eles ainda não tem como objetivo o suporte para multi-processo nos planos já para a versão 1.0. A pilha por si mesma inclui o Qt Core, Qt GUI, Qt Network, Qt XML, Qt QML, Qt Quick, Qt Quick Controls, efeitos gráficos e utilitários Qt Graphical como um teclado virtual e opções de controle/reboot para melhor manuseio do dispositivo. Atualmente os desenvolvedores estão com a pilha em execução, e as imagens para avaliação já estão disponíveis para os seguintes dispositivos: Google Nexus 7, BeagleBoard xM e Boundary Devices SabreLite. As mesmas imagens podem ser executadas em plataformas Intel, embora nenhuma delas estejam no momento disponíveis. Como parte de um SDK, também existe um simulador baseado no virtualBox. O SDK é demonstrado em um vídeo (abaixo) com código QML sendo produzido junto ao Qt Creator e sendo executado no simulador e num dispositivo conectado.


    Utilizando o Qt Creator e o Boot para o Qt SDK.

    Por debaixo do framework UI está a camada-base do Android o que torna mais fácil a portabilidade para um grande número de hardware, porém os desenvolvedores esperam ser capazes de mostrar funcionalidade similar com o "Linux tradicional embarcado" em algum momento do verão norte-americano. Um lançamento oficial virá, para todas as variantes, até o final desse ano.

    Ainda de acordo com os desenvolvedores, a plataforma já está executando de forma satisfatória, sendo capaz de efetuar o boot em 12 segundos em um Nexus 7, se comparado aos 30 longos segundos com seu sistema operacional original: o Android. E mesmo sabendo que existem menos serviços para se levantar durante o seu boot, os desenvolvedores acreditam que essa plataforma será a mais indicada para vários casos de uso específicos em dispositivos embarcados. Vale ressaltar que o software e as imagens somente estão disponíveis para avaliação desta aplicação pelos interessados. Maiores detalhes estão disponíveis na página de produto do Boot to Qt. Também vale destacar que, apesar do Boot to Qt ter a base composta pelo Android (que é de código aberto) e com o framework de código aberto Qt, o "Boot 2 Qt" está programado para ser uma plataforma de código fechada e comercial.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Digia previews "Boot to Qt" platform (em Inglês)

    Sobre o Autor: code

    Administrador e Editor do Portal Under-Linux, desenvolvedor Linux e FOSS para Linux, autor de livros e artigos, atuando na área de Educação Digital e P&D com AI.

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L