• Navegador Camino Chega ao Fim

    O projeto do navegador Camino acaba de anunciar que será fechado. O navegador tinha certa influência na comunidade Mac OS X ao oferecer um navegador nativo e de código aberto para a plataforma, mas seu desenvolvimento estava ficando cada vez mais lento até que a Mozilla terminou de dar suporte embarcado para o Gecko em 2011. Os desenvolvedores conseguiram até lançar a versão Camino 2.1 no final daquele ano, seguido de duas atualizações de segurança em 2012. Porém, agora o atraso no desenvolvimento e com a necessidade de uma completa reengenharia para permitir o uso de um novo motor para o navegador, os desenvolvedores resolveram encerrar de vez o projeto. Mais importante ainda, eles afirmaram que o navegador não mais receberá atualizações de segurança "tornando-o incrivelmente inseguro para uso".


    A História do Camino

    A última grande atualização do Camino foi a versão 2.1. O projeto que iniciou suas atividades em 2002, reunindo a interface nativa do Mac OS X Cocoa com a biblioteca Gecko da Mozilla. O navegador. O navegador veio como um resultado de um projeto chamado Chimera, desenvolvido por Mike Pinkerton (que hoje lidera a equipe do Chrome para o iOS) e Vidur Apparao - que começaram a incorporar o Gecko em uma aplicação Cocoa. Eles se juntaram a Dave Hyatt (co-criador do Firefox, que passou a fazer parte da equipe de desenvolvimento do Safari e WebKit) e produziram o Chimera 0.1.

    O navegador iria mudar seu nome posteriormente para Camino, por razões legais. O mesmo sobreviveu ao abandono de gerenciamento do projeto pela AOL, graças a um grupo de desenvolvedores que mantiveram esse projeto de código aberto vivo na época. O projeto então veio a se tornar independente da Mozilla Foundation em 2005 e Pinkerton mudou-se para o Google onde ele trabalhava no Camino em seus "vinte por cento do tempo". O Camino 1.0 foi lançado em 2006, o primeiro navegador da família Mozilla com suporte binário universal durante a transição da Apple da arquitetura PowerPC para o uso de processadores Intel. O Camino 2.0 foi lançado em 2009 adicionando abas móveis com previews.

    Mas provavelmente esse não será o fim do Camino. Com o encerramento oficial do projeto, a comunidade poderá adotar seu código e dar continuidade ao seu desenvolvimento. Ou mesmo iniciar um fork deste navegador de código aberto.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Camino browser comes to an end (em Inglês)

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L