• IBM Adquire SoftLayer por US$ 2 Bilhões

    Mais uma grande aquisição no mercado digital. A IBM concordou em adquirir a SoftLayer Technologies, a reconhecida firma privada de computação na nuvem, em um acordo no valor de US$ 2 bilhões. O aquisição foi anunciada ontem, dia 4 de Junho de 2013 e as ações da IBM chegaram a cair 52 centavos de dólar, ou 0,22 por cento do valor por ação, indo para o valor final de US$ 208,43 a unidade após o anúncio da compra. Maiores detalhes sobre a aquisição não foram informados para o público. Em um anúncio no mesmo dia, a IBM disse que poderia combinar os serviços de nuvem pública da SoftLayer, baseado em Dallas, com seu próprio portfólio de serviços de nuvem corporativa, criando uma nova IBM Cloud Services Division, divisão exclusiva para serviços de nuvem.


    Servidores da SoftLayer.

    Competição Acirrada

    A IBM está claramente competindo com a Amazon, Google e Microsoft no oferecimento de serviços de nuvem para clientes empresariais. A computação na nuvem permite que indivíduos e instituições armazenem dados de computador e programas em servidores remotos, eliminando a necessidade de manter seus próprios servidores e software, seja local ou remotamente. "Com a SoftLayer, a IBM irá acelerar a construção de sua infraestrutura pública de nuvem, para dar aos seus clientes uma escolha mais ampla de ofertas de nuvem para impulsionar a inovação empresarial", anunciou em um comunicado, Erich Clementi, vice-presidente sênior da IBM Global Technology Services.

    De acordo com o The New York Times, a IBM já investiu cerca de US$ 4,5 bilhões em um número de outras aquisições desde o ano de 2007, no intuito de expandir seus serviços de nuvem, com uma ênfase em software para gerenciamento de negócios.

    A SoftLayer

    Com oito anos no mercado, a SoftLayer possui em torno de 21.000 clientes e mantêm 13 centrais de dados ao redor do mundo (mais especificamente nos Estados Unidos, Europa e Ásia). A IBM prevê que sua receita na nuvem irá alcançar US$ 7 bilhões por ano até o final de 2015. A computação na nuvem é uma das áreas que a IBM espera reativar o crescimento de sua receita, que ficou estagnada nos anos recentes.

    "A SoftLayer possui um histórico forte de empresa nascida-na-nuvem, e nosso movimento hoje com a IBM irá expandir rapidamente essa assinatura global, assim como permitir que nós possamos ir mais fundo nesse enorme mercado empresarial", disse Lance Crosby, CEO da SoftLayer. De acordo com um porta-voz da IBM, Crosby será mantido como chefe-executivo da SoftLayer.

    A SoftLayer é uma empresa bem conhecida no brasil, tendo aqui em território tupiniquim muitos clientes de seus serviços de nuvem. E não somente pelo serviço de qualidade que a empresa oferece, mas também pelo preço. Os custos de aquisição de um servidor (físico, compartilhado ou de nuvem) no brasil são proibitivos. Em parte culpa dos altos impostos que o governo impões, em parte os altos lucros que as empresas querem de retorno rápido de seus investimentos. Agora é aguardar para ver o que melhora (e o que piora) com a aquisição da SoftLayer pela IBM.

    Saiba Mais:

    - The Washington Post: IBM buying Dallas-based SoftLayer in major cloud-computing deal (em Inglês)
    - Newsday: IBM snaps up SoftLayer in deal reportedly worth $2 billion (em Inglês)

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L