• Snowden: EUA Hackeando China e Hong Kong por Anos

    Edward Snowden, o denunciante das ações da NSA, provocou uma mudança de direção no debate que estava se arrastando por meses em torno dos supostos ataques de hacker da China contra o governo e empresas nos Estados Unidos. Booz Allen Hamilton, ex-empregado e empreiteiro para a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA - US National Security Agency) contou ao jornal South China Morning Post localizado em Hong Kong, que a referida agência de inteligência Norte-Americana tem lançado ataques hacker contra alvos na ilha de Hong Kong, assim como em vários alvos no território continental da China.


    Aparentemente, ocorreram centenas de ataques desse tipo desde o ano de 2009. O jornal afirmou em sua matéria que mais de 6.000 ataques hacker têm sido realizado em todo o mundo. E, de acordo com Swoden, a NSA efetua hacks principalmente os grandes nódulos de rede para acessar a comunicação de milhares de computadores ao mesmo tempo, ao invés de atacar cada um deles individualmente. Em Hong Kong e China, os ataques estavam focalizados contra universidades, oficiais de governo, companhias e estudantes, disse o denunciante.

    Nos Estados Unidos, o chefe da NSA, General Keith B. Alexander, tem questões levantadas pelos representantes no Congresso. O The New York Times reportou que Alexander defende as práticas de coleta de dados da NSA. O jornal destacou o mesmo dizendo que "dúzias" de ameaças terroristas foram impedidas pela avaliação dos logs de telefone efetuadas pela agência. A Senadora Dianne Feinstein notou que os dados são destruídos após cinco anos e apenas são examinados em caso de suspeita de uma conexão com Al Qaeda ou Irã. Aparentemente, nenhuma chamada por telefone pode ser examinada sem um mandato.

    Porém, se os relatórios de Snowden forem precisos, os Estados Unidos terão de colocar em perspectiva suas atuais acusações contra o governo Chinês. O governo Norte-Americano havia lançado uma ofensiva do tipo PR, baseada no relatório da firma de segurança Mandiant, sobre os ataques cibernéticos da China. O relatório provou a existência de um grupo de hackers profissionais sustentados pelo governo, que ataca alvos nos Estados Unidos. Os dois países entraram em um ciclo de acusações mútuas, com o Secretário de Defesa e o Secretário de Estado Norte-Americano exercendo pressão pública no governo Chinês para que o mesmo admitisse e parasse com os ataques, e o governo Chinês se defendendo contra as acusações, apontando que eles também estavam sendo vítimas de ataques hacker - provavelmente originários dos Estados Unidos.

    Até o momento Snowden continua em Hong Kong tentando asilo político em vários países no mundo, provavelmente através de suas embaixadas. Recentemente o governo Australiano recusou o pedido de asilo político alegando que o mesmo precisa ser feito pessoalmente no país. Snowden já revelou duas informações bombásticas sobre seu país de origem - os Estados Unidos - e existe a possibilidade de que mais sujeira seja jogada no ventilador pelo denunciante.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Snowden: US has been hacking Hong Kong and China for years (em Inglês)

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L