• MacBook Pro Ganha da Dell

    A Apple mal lançou dua nova série de MacBook Pro, muito mais potente e cheio de novidades para seus consumidores, e muitos analistas já começaram a tecer comparações entre modelos similares de diferentes marcas no mercado. E a bola da vez hoje é a Dell, empresa fabricante de computadores que atende um público bem amplo, seja ele corporativo ou doméstico, abastecendo o mercado com diversos modelos de servidores, desktops, e notebooks. E a comparação de hoje é entre o MacBook Pro de 15 polegadas e o Studio XPS 16 da Dell.

    Claro que no quesito preço, o MacBook Pro da Apple já sai perdendo feio. Normalmente os produtos em lançamento da empresa da maça costumam ser muito mais caros que os dispositivos "equivalentes" da concorrência. Equivalentes entre "aspas" pois a Apple normalmente não lança nada no mercado para competir, mas sim para inovar. Então foi preciso buscar a comparação reversa: quem possui hardware semelhante aos novos MacBook Pro no atual mercado? No caso da Dell, é seu recente modelo Dell Studio XPS 16.

    Sabemos que os produtos da Apple também possuem acabamento e ajustes superiores, mesmo em relação aos seus equivalentes de mercado da concorrência. Vamos começar com o modelo da Apple. O novo MacBook Pro vem embarcado com um processador dual-core (possui dois núcleos distintos integrados em um único chip) Core i7, enquanto o modelo da Dell possui um quad-core (quatro núcleos integrados) Core i7. Ao que parecer mais um ponto para o modelo Dell, se não fossem alguns benchmarks falando muito bem do desempenho do dual-core Core i7, o que cairia e muito a diferença em relação a máquinas embarcadas com um quad-core de mesma tecnologia.

    Um fator que realmente a Apple ganha é na integração da CPU e GPU, onde o uso de um ou de outro dependeria exclusivamente do software em questão a ser executado pelo usuário. Isso aumenta o desempenho da máquina (e dos aplicativos), além de contribuir em muito para o aumento da duração da bateria neste modelo. E o modelo da Dell não possui nenhuma implementação nesse sentido. As baterias de um portátil da Apple costumam ter uma duração muito mais longa que as embarcadas na concorrência.

    Mas o modelo da Dell, Studio XPS 16, sai ganhando no quesito "extras". Ele vem embarcado com drive óptico Blu-ray e um modem 3G embarcado. Já o MacBook Pro não possui nenhum dos itens relacionados. Mas venhamos que4 a Apple sempre perde quando o assunto são os "extras". A própria filosofia da empresa parece ser a de sempre de embarcar seus produtos sem muitos "extras", o que para a maioria dos usuários significa "básico". E normalmente vemos produtos da empresa de Steve Jobs sem câmera integrada, sem entradas USB (iPad), sem tecnologia 3G, ou mesmo sem capacidade de gravação de vídeos em alta definição (iPhone). E a lista não termina aqui, variando de produto para produto que a "Maçã" disponibiliza.

    Sei que você está curioso em saber as características principais entre ambos os modelos. Pois aqui vai! Segue abaixo os principais itens do Dell Studio XPS 16, e do recente MacBook Pro de 15 polegadas da Apple:


    Dell Studio XPS 16

    Sistema Operacional: Windows 7 Home Premium, 64-bit
    Processador: 1.6GHz Core i7-720QM, quad-core
    Display: 15.6-inch WLED LCD (1920x1080) w/ camera
    Processador Gráfico: ATI Mobility Radeon HD 4670 w/ 1GB
    Disco Rígido: 500GB 7200RPM hard disk drive
    Memória RAM: 4GB DDR3
    Drive Óptico: Blu-ray (Lê BD e grava para DVD/CD)
    Comunicação: Gigabit Ethernet, Wi-Fi, Bluetooth
    Tecnologia 3G: ATT Internal Mobile Broadband Card with GPS (5540)
    Som: Soundblaster X-Fi Hi Def Audio, subwoofers
    Portas: 2 USB 2.0, 1 USB 2.0 / e-SATA, Express Card slot, Display Port, HDMI
    Vida Útil da Bateria: mínimo de 4 horas
    Material da Carcaça: plástico e outros compostos
    Preço: US$ 1.666,00


    Apple 15-inch MacBook Pro

    Sistema Operacional: Mac OS X Snow Leopard
    Processador: 2.66GHz Intel Core i7, dual-core
    Display: 15-inch 1440-by-900-pixel LED-backlit glossy c/camera
    Processador Gráfico: Nvidia GeForce GT 330M w/ 256MB plus Intel graphics (switchable)
    Disco Rígido: 500GB 5400RPM hard disk drive
    Memória RAN: 4GB DDR3
    Drive Óptico: SuperDrive 8x (DVD+R DL/DVD+RW/CD-RW)
    Comunicação: Gigabit Ethernet, Wi-Fi, Bluetooth
    Tecnologia 3G: N/A
    Som: Stereo speakers com subwoofers
    Portas: FireWire, Mini DisplayPort, 2 USB 2.0
    Vida útil da Bateria: Entre 8 e 9 horas
    Material da Carcaça: Alumínio
    Preço: US$ 2.199,00


    Percebam que o modelo da Apple possui a mesma capacidade de disco rígido, mas perde em velocidade. O disco rígido no modelo da Dell trabalha a 7200 RPM (Rotações Por Minuto), enquanto o modelo presente no MacBook Pro, trabalha a apenas 5400 RPM.. Claro que na perda de desempenho entre os discos, o modelo da Apple apenas ganha em consumo de energia, mas perde em eficiência de transmissão (Entrada/Saída) de dados.

    A capacidade de memória RAM dos dois modelos é idêntica em quantidade. pena que não há registro do clock de ambas as memórias, mas saiba que isso não influenciaria de forma tão significativa entre ambos os modelos. O Modelo da Dell já vem com o Windows 7 Home Premium como sistema operacional, e o modelo da Apple, com a última versão disponível do Mac OS X.

    Voltando a falar de processadores, podemos dizer que a diferença entre um quad-core e um dual-core do Core i7 da Intel cai ainda mais quando o assunto é clock. O Macbook Por vem com um dual-core Core i7 com clock de 2,67 GHz (giga-hertz), enquanto mesmo vindo com um quad-core Core i7, o Studio XPS 16 da Dell possui um clock muito inferior, com apenas 1,67 GHz. A diferença de clock entre cada núcleo presente é de aproximadamente 1 GHz (não que essa diferença seja linear e cumulativa, mesmo sendo "núcleos distintos" em um mesmo chip).


    Personalização

    Ambos os modelos em seus respectivos sites podem der personalizados e mais capacidade e funcionalidade pode ser adicionada aos modelos. O que vamos mostrar aqui é a capacidade de expansão máxima (e seu preço final) para ambos os modelos, a começar pelo Studio XPS 16 da Dell.

    Dell Studio XPS 16

    No site da Dell, o modelo inicial do Studio XPS 16 começa com US$ 1.549,00. Seu processador básico é o quad-core Core i7 de 1,6 GHZ, e por mais US$ 530,00 você poderá substituí-lo pelo quad-core Core i7 de 1,73 GHz. O ganho parece ser insignificante em relação ao clock, mas em modo Turbo, o modelo passa de 2,8 GHz com 6MB de cache, para 3,06 GHz com 8MB de cache.

    Caso você deseje trocar o sistema operacional Windows 7 Home Premium que vem embarcado, pelo mais avançado, o Windows 7 Ultimate, acrescente mais US$ 150,00 no valor. Diferente dos modelos da Apple, toda a concorrência possui opções de "personalização" para o sistema operacional Windows.

    A Dell possui vários planos de garantia e serviços, sendo o que vem embarcado por padrão em todos os produtos é o Plano básico que dá garantia de 2 anos. A garantia mais cara é a Premium, com 3 anos de garantia, acrescentando mais US$ 368,00 ao valor total.

    O Studio XPS 16 pode vir embarcado de fábrica com conectividade móvel, a escolher entre as três empresas locais (Estados Unidos), a ATT, a Sprint e a Verizon. Independente do plano escolhido, você irá adicionar ao valor US$ 125,00. Já a memória RAM pode sair de 4GB para 8GB por mais US$ 150,00. O display é padrão e não possui opções: você terá a sua disposição o Gull HP Widescreen de 15,6 polegadas com tecnologia WLED LCD, com 1920 x 1080 de resolução máxima com uma câmera integrada de 2 MP (mega-pixel).

    O disco rígido deste modelo é o de maior capacidade entre as opções disponíveis e não pode ser alterado; apenas reduzido em capacidade de armazenamento e velocidade. Mas caso você esteja pensando em sacrificar o espaço em disco para poder ter armazenamento SSD e muita economia da bateria de seu laptop, por mais US$ 445,00 você substitui o seu HDD de 500GB por um SSD de 256 GB.

    O modelo da Dell já vem nesse valor com tecnologia Wireless 370 com módulo Bluetooth (2.1+EDR), e você já poderá levar para casa um mouse de laptop da Microsoft com conexão via Bluetooth, por mais US$ 50,00.

    Sua conexão Wireless embarcada é a Intel Centrino Advanced-N 6200, que já vem incluída no preço. mas você pode trocar para a Intel Centrino Advanced-N + WiMAX 6250 sem alterações no preço, que a Dell recomenda para esse portátil. O drive óptico Blu-Ray de maior capacidade já vem embarcado por mais US$ 150,00.

    Se você já escolheu o Microsoft Windows 7 Ultimate, poderá aqui escolher o Microsoft Office 2007 por mais US$ 399,00. Lembre-se que para os proprietários do Office 2007, a Microsoft vai garantir upgrade gratuito para o Office 2010, assim que o conjunto de aplicativos para escritório da empresa de Redmond for lançado em maio deste ano. Ainda falando em software, este modelo já vem com o anti-vírus da McAffe instalado e funcional por 15 meses. Mas você pode expandir a proteção de seu computador para até 36 meses por mais US$ 40,00.

    O processo permitirá ao comprador adquirir outra miríade de softwares e periféricos junto a esse portátil, mas sairia do escopo desta análise. O preço do produto final sai em US$ 3.407,00.

    MacBook Pro de 15 polegadas

    Neste modelo, você também poderá expandir a memória RAM para 8GB, por mais US$ 400,00. Já no caso do disco rígido, assim como no modelo Studio XPS 16 da Dell, você tem a opção de trocar seu HDD por um modelo SSD aumentar ainda mais o tempo de vida útil de sua bateria, além de evitar problemas de danificação do disco por queda do aparelho. No caso do MacBook Pro, vocẽ poderá trocar o HDD de 500GB por um SSD de 512GB por mais US$1.250,00.

    Nos modelos da Apple você pode alterar o display de fábrica. O embarcado é um modelo básico, que pode se expandido para um modelo anti-reflexo de mesma capacidade de resolução por mais US$ 160,00.

    Assim como nas opções do modelo da Dell, no da Apple você também poderá adquirir uma miríade de software e periféricos, onde o preço final de seu produto será também, estratosférico. O preço final deste produto sairá por US$ 4.049,00. Se você tentar igualar o macBook em capacidade de disco e colocar apenas o SSD de 256GB, o preço final do produto sairá por US$ 3.399,00.


    Conclusão

    Por incrível que pareça, ao equiparar em hardware ambos os portáteis com o máximo de upgrade que suas lojas oferecem a seus futuros clientes, veremos que o modelo da Apple dispara em desempenho mas seus preços ficam cada vez mais próximos. E você? O que achou entre ambos os modelos? Ou melhor perguntando: se você tivesse que comprar um notebook e tivesse esses dois modelos a sua disposição, qual você escolheria? E por quê? Deixe sua resposta nos comentários.


    Notícias Relacionadas:

    - Estatísticas dos Usuários do iPad
    - Apple Interessada em Chips AMD
    - Dell Lançando Tablets com Android


    Links de Interesse:

    - cSpec shootout: MacBook Pro takes on Dell


    Sobre o Autor: saryshagan


    Comentários 12 Comentários
    1. Avatar de Streit
      Streit -
      Achu que a DELL é uma otima marca , mas nao temos como comparar um dell e um macbook , ate porque a macbook praticamente é desenvolvida para rodar melhor em seu sistema ja os dells não.

      Logico que a Apple é sonho de comsumo de muitos + eu que so um cliente Dell garanto que ela nao deixa a desejar em nem 1 aspecto , principalmente na questao de garantia.

      Eu acabei queimando o hd por mal uso , tirei ele e liguei errado em outro pc e queime o mesmo , a minha garantia cobril , minha tela eu risquei e adivinha ? trocaram a tela do mesmo tbm.
      Quando comprei meu dell eu coloquei garantia em que eles efetuam as trocas e manutençoes em minha casa , e garantia CompleteCare.

      Não me arrependi nem 1 pouco, isso eu garanto.
      Telho um Inspiron 1525.
    1. Avatar de tuxdahora
      tuxdahora -
      E num Dell você pode colocar Linux a hora quem bem entender :-D Não é uma plataforma fechada para outros sistemas operacionais como os produtos da Apple.
    1. Avatar de osmano807
      osmano807 -
      Citação Postado originalmente por tuxdahora Ver Post
      E num Dell você pode colocar Linux a hora quem bem entender :-D Não é uma plataforma fechada para outros sistemas operacionais como os produtos da Apple.
      Engano seu, dá para colocar Linux sim em Mac. Na verdade, conseguiram colocar Linux até no iPhone uma vez.
    1. Avatar de MarcusMaciel
      MarcusMaciel -
      realmente,

      da pra instalar tanto linux, quanto linux quanto qualquer outro que rode num pc normal....
    1. Avatar de tuxdahora
      tuxdahora -
      Estou falando "sem hackeamento", como se faz com qualquer outro PC, onde você coloca o seu CD do Linux e efetua a instalação normalmente. Instalações "normais" de Linux que todo mundo faz em PCs "normais".

      Até onde sei, ninguém estará comprando um Mac para hackear o mesmo e instalar um Linux. É muito mais vantajoso, inclusive no lado financeiro, comprar um PC "normal" para usar com Linux, e não um Mac. Isso sem contar os possíveis problemas com drivers e funcionalidades específicas do hardware utilizado pela Apple, que mesmo estando em plataforma Intel (e sem contar todos os possíveis bloqueios existentes em seu hardware) não daria para simplesmente pegar "a sua distro favorita" e efetuar uma instalação "trivial".
    1. Avatar de tuxdahora
      tuxdahora -
      A Apple até tem processos de instalação para Linux, que não são triviais, como todos estão acostumados ao instalar seus Linux em PCs "comuns". Como mostra o BootCamp da Apple:

      Apple - Support - Boot Camp

      E até um voltado para Ubuntu:

      Triple Boot via BootCamp Ubuntu - OnMac.net Wiki

      Mas eles não são o modelo de instalação trivial que a maioria esmagadora dos usuários está acostumado a trabalhar quando o assunto é instalação de Linux. E nesses casos, a instalação é dual-boot, ou triple-boot. Não há casos ensinando o usuário a "limar" o sistema operacional hospedeiro da máquina e ficar somente com o Linux; uma "modalidade" que tem se expandido recentemente entre os usuários domésticos de PCs.

      O mais próximo dos processos de instalação "comuns" de Linux, até agora só no site do Ubuntu, através desse link:

      https://help.ubuntu.com/community/MacBookPro

      Que não é idêntico ao processo que todos estamos acostumados a fazer com a instalação de qualquer distribuição Linux, mas ainda sim é o mais próximo. E as outras distribuições? Alguém saberia sobre outras distribuições, procedimentos o mais próximos possíveis do "comum", ou mesmo, garantir que são idênticos ao "método tradicional de instalação" de "qualquer" distribuição Linux em "qualquer" PC, para efetuar em um MacBook Pro, por exemplo?

      Quando questionei no primeiro comentário, quis dizer sobre a "facilidade" de instalação de um Linux em um hardware da Apple. Ou melhor dizendo, um procedimento de instalação idêntico que todos os usuários Linux estão acostumados a fazer com suas distribuições Linux preferidas em qualquer hardware PC que eles adquiram.

      E depois de tudo isso ainda faço uma pergunta: você compraria um Mac, mas especificamente o MacBook Pro, só para instalar um Linux nele? Ou ficaria com o PC "tradicional"?
    1. Avatar de osmano807
      osmano807 -
      Citação Postado originalmente por tuxdahora Ver Post
      Estou falando "sem hackeamento", como se faz com qualquer outro PC, onde você coloca o seu CD do Linux e efetua a instalação normalmente. Instalações "normais" de Linux que todo mundo faz em PCs "normais".

      Até onde sei, ninguém estará comprando um Mac para hackear o mesmo e instalar um Linux. É muito mais vantajoso, inclusive no lado financeiro, comprar um PC "normal" para usar com Linux, e não um Mac. Isso sem contar os possíveis problemas com drivers e funcionalidades específicas do hardware utilizado pela Apple, que mesmo estando em plataforma Intel (e sem contar todos os possíveis bloqueios existentes em seu hardware) não daria para simplesmente pegar "a sua distro favorita" e efetuar uma instalação "trivial".
      Sim, é "sem hackeamento" mesmo, só colocar o CD e pronto.
      Só o windows que é meio complicado, creio que ele não suporta EFI nativo, por isso do Boot Camp.

      O Kernel já suporta grande maioria do hardware dos Macs. WiFi então, nem se fala, é um monte Atheros...

      Pra pegar pesado: Ubuntu suporta.
    1. Avatar de osmano807
      osmano807 -
      Citação Postado originalmente por tuxdahora Ver Post
      A Apple até tem processos de instalação para Linux, que não são triviais, como todos estão acostumados ao instalar seus Linux em PCs "comuns". Como mostra o BootCamp da Apple:

      Apple - Support - Boot Camp

      E até um voltado para Ubuntu:

      Triple Boot via BootCamp Ubuntu - OnMac.net Wiki

      Mas eles não são o modelo de instalação trivial que a maioria esmagadora dos usuários está acostumado a trabalhar quando o assunto é instalação de Linux. E nesses casos, a instalação é dual-boot, ou triple-boot. Não há casos ensinando o usuário a "limar" o sistema operacional hospedeiro da máquina e ficar somente com o Linux; uma "modalidade" que tem se expandido recentemente entre os usuários domésticos de PCs.

      O mais próximo dos processos de instalação "comuns" de Linux, até agora só no site do Ubuntu, através desse link:

      https://help.ubuntu.com/community/MacBookPro

      Que não é idêntico ao processo que todos estamos acostumados a fazer com a instalação de qualquer distribuição Linux, mas ainda sim é o mais próximo. E as outras distribuições? Alguém saberia sobre outras distribuições, procedimentos o mais próximos possíveis do "comum", ou mesmo, garantir que são idênticos ao "método tradicional de instalação" de "qualquer" distribuição Linux em "qualquer" PC, para efetuar em um MacBook Pro, por exemplo?

      Quando questionei no primeiro comentário, quis dizer sobre a "facilidade" de instalação de um Linux em um hardware da Apple. Ou melhor dizendo, um procedimento de instalação idêntico que todos os usuários Linux estão acostumados a fazer com suas distribuições Linux preferidas em qualquer hardware PC que eles adquiram.

      E depois de tudo isso ainda faço uma pergunta: você compraria um Mac, mas especificamente o MacBook Pro, só para instalar um Linux nele? Ou ficaria com o PC "tradicional"?
      Eu compraria um MacBook Pro para ficar com o Mac OS.
    1. Avatar de tuxdahora
      tuxdahora -
      Citação Postado originalmente por osmano807 Ver Post
      Eu compraria um MacBook Pro para ficar com o Mac OS.
      Ai não vale Você desviou das opções de resposta Vamos ser mais direto: Você compraria um macBook Pro só para apagar o Mac OS X e instalar Linux? Ou compraria um notebook PC de hardware equivalente para fazer isso?
    1. Avatar de osmano807
      osmano807 -
      Citação Postado originalmente por tuxdahora Ver Post
      Ai não vale Você desviou das opções de resposta Vamos ser mais direto: Você compraria um macBook Pro só para apagar o Mac OS X e instalar Linux? Ou compraria um notebook PC de hardware equivalente para fazer isso?
      Humm...um notebook furreca ou um Apple? Se eu tivesse o dinheiro pra gastar, Apple. Como não tenho, fico com um HP mesmo...
    1. Avatar de alamdias
      alamdias -
      Opa.

      Pra mim, o teste é nulo.

      1-) Diferença entre as CPu´s
      2-) Estão comparando empresa X com OS de empresa ZZ, e outra empresa que faz o hard e o soft.

      Mesma coisa comparar um modelo de carro que produz o próprio combustível.

      Diferenças como rotações dos hd etc.. é uma coisa, comparar 2 nucleos com 4 , é outra, mas que o de 2 saia ganhando..

      É sabido, que os Mac, são de longe uma tecnologia "superior" mais bem "acabada", mas Dell é Dell, se separarmos só aqui na cidade, temos mais de 60 instalados em cliente, sem nunca ter dado problema.

      Compararam um Utilitário SUV V6, com um esportivo V4 ! Cada um na sua, mas em funções diferentes

      Abraços
    1. Avatar de saryshagan
      saryshagan -
      Citação Postado originalmente por alamdias Ver Post
      Opa.

      Pra mim, o teste é nulo.

      1-) Diferença entre as CPu´s
      2-) Estão comparando empresa X com OS de empresa ZZ, e outra empresa que faz o hard e o soft.

      Mesma coisa comparar um modelo de carro que produz o próprio combustível.

      Diferenças como rotações dos hd etc.. é uma coisa, comparar 2 nucleos com 4 , é outra, mas que o de 2 saia ganhando..

      É sabido, que os Mac, são de longe uma tecnologia "superior" mais bem "acabada", mas Dell é Dell, se separarmos só aqui na cidade, temos mais de 60 instalados em cliente, sem nunca ter dado problema.

      Compararam um Utilitário SUV V6, com um esportivo V4 ! Cada um na sua, mas em funções diferentes

      Abraços
      O teste, ou melhor, a comparação (afinal não efetuamos nenhum teste com os notebooks) tem sua validade. Pense bem! Quando se compara veículos, faz-se com os de capacidades "semelhantes" que sejam de empresas diferentes/concorrentes. E esse modelo de notebook da Dell é o mais próximo em hardware com o novo MacBook Pro recém-lançado pela Apple.

      E dentro dessas diferenças, é permitido ter pequenas variações como as diferenças de capacidade de CPU. E ainda explicamos no texto que existem testes para essas CPUs, que mesmo tendo diferença de 100% em quantidade de núcleos, a diferença total de desempenho entre elas é pequena e surpreende.

      Como as empresas trabalham com diferentes sistemas operacionais, não entramos no mérito de avaliar nada, como foi relatado no texto. Apenas citamos o que os usuários poderiam fazer para "personalizar" esses respectivos notebooks em seus sites de compra. E mostramos que ambos os modelos possuem uma miríade de possibilidades de configurações, de hardware, de software e até mesmo de periféricos.

      Agora quem deve sempre decidir se compra um modelo ou outro é o consumidor.
    + Enviar Comentário

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L