• ABIN: Token de Criptografia para Comunicações

    Nesta última quarta-feira, dia 14 de agosto, a alta administração será apresentada a um novo sistema de proteção de comunicações intragovernamentais, ou seja, um token com algoritmo de criptografia para garantir a inviolabilidade das trocas de informações. A ferramenta funciona, por exemplo, enviar e-mails entre os ministros de Estado. De acordo com Raphael Mandarino, diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações da Presidência da República, haverá uma demonstração desse sistema de criptografia ao Comitê Gestor e os órgãos interessados já podem fazer suas solicitações.


    Demonstração do Token

    Mandarino também acrescentou que esse é um algoritmo desenvolvido totalmente no Brasil, pela Abin, assim como o próprio token. Dessa forma, haverá uma demonstração do token durante a reunião do Comitê Gestor da Segurança da Informação, formado pelos ministérios da Justiça, Defesa, Relações Exteriores, Fazenda, Previdência Social, Saúde, Desenvolvimento, Minas e Energia, Planejamento, Comunicações, Ciência e Tecnologia, CGU e AGU, além das pastas diretamente ligadas à Presidência como a Casa Civil, o Gabinete de Segurança Institucional e a Secretaria de Comunicação.



    Criptografia como Ferramenta de Defesa

    Raphael Mandarino, que participou de audiência pública na Câmara sobre as denúncias de espionagem dos Estados Unidos, defendeu o uso da criptografia como uma das principais ferramentas de defesa do governo, mesmo ressaltando que a nova ferramenta de criptografia já estava prevista na regulamentação da Lei de Acesso da Informação, por conta das informações classificadas.


    Backdoor e Mobilidade das Leis

    A fragilidade dos equipamentos é grande, tem backdoor até pela lei, americana ou do país onde são fabricados. Porém, essas leis não ficam apenas em território nacional, pois elas viajam o mundo inteiro. Para proteger informações, é necessário um sistema criptográfico bem forte, e com algoritmo de Estado. No caso, há dois algoritmos feitos em parceria com o Cepesc da Abin que já têm 12 ou 13 anos de uso, apresentando plenitude em sua segurança.

    Além disso, o diretor do Cepesc, ou seja, do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento para Segurança das Comunicações da Abin, Otávio Cunha da Silva, explicou que a tendência é que a garantia da segurança da informação seja levada a todos órgãos da administração pública. De acordo com ele, os desenvolvimentos são nacionais, sem nenhum tipo de colaboração com os órgãos internacionais. São algoritmos desenvolvidos por brasileiros, para defender as comunicações brasileiras.


    Domínio da Tecnologia e Importância da Criptografia

    Na opinião do diretor do Cepesc, diante desse problema que está em pauta na mídia mundial, o domínio da tecnologia é a grande solução. Há dificuldade, complexidade, ônus, mas é necessário colocar isso em evidência. E nesse contexto, a criptografia é um fator de extrema importância. Portanto, não há a possibilidade de imaginarmos que essas coisas não acontecerão nem agora ou no futuro. Ainda conforme disse o diretor, nos cabe criptografar nossas informações, e cuidar de estender a proteção sobre nossas redes.


    Saiba Mais:

    [1] ABIN http://www.abin.gov.br/modules/masto...sh/?tac=CEPESC
    [2] Convergência Digital http://convergenciadigital.uol.com.b...3#.Ug1emZI73eI

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L