• Big Data: Movimento de 630 Bilhões até Final Deste Ano

    O mercado brasileiro de Big Data, incluindo hardware à frente de software e serviços, vai movimentar cerca de R$ 630 milhões (o equivalente a US$ 285 milhões) até o mês de dezembro desse ano DE 2013. Sob a ótiCa mundial, as soluções de hardware, software e serviços voltadas para análise das informações vão gerar uma receita de US$ 11 bilhões em 2013, o que já coloca a indústria de Big Data em um patamar de relevância para o desempenho da indústria de TI. Nos dias de hoje, ela já está à frente, por exemplo, da área de software voltado para a segurança, que movimentará em torno de US$ 200 milhões.


    Big Data, Business Intelligence e CRM

    De acordo com Samuel Carvalho, executivo da IDC Brasil, "no Brasil, um dos maiores desafios é evitar que haja confusão entre Big Data, Business Intelligence e CRM. Ele também reforçou que essa interseção não é, hoje, de todo o mal, porque dá uma enorme ajuda para que as empresas possam entender os seus dados.



    Ainda de acordo com os dados que foram divulgados pela consultoria que nesta terça-feira, 27 de agosto realizou o IDC Brazil BI& Big Data Conference, na capital paulista, no ano de 2017 a indústria de Big Data deverá movimentar US$ 1 bilhão no Brasil. Segundo César Longa, gerente do programa de software da IDC Latinoamérica, nesse continente esse montante ficará em US$ 600 milhões em 2013 e chegará a US$ 1,9 bilhão, daqui a cinco anos.


    Finanças, Telecomunicações e Exigências Feitas pelo Público Consumidor

    Longa também diz que as verticais tradicionais - finanças e telecom - são as que mais tem interesse em soluções de Big Data; seja para investir em hardware, com o intuito de acelerar o processamento dos seus dados para ganhar agilidade, seja em software para análise mais ativa das informações. Além disso, também há boas surpresas nesse contexto, porque o governo está muito interessado e precisa do Big Data para tentar atender melhor ao cidadão, que hoje faz muito mais exigências principalmente com a facilidade de utilizar as redes sociais. Vale ressaltar que o setor do comércio também é uma vertical que aposta fortemente nas soluções do Big Data.


    Big Data e Qualidade no Relacionamento com Cliente

    Na sequência desses fatos, Samuel Carvalho observou que todas as empresas que estão indo em direção ao Big Data tem em mente prover melhorias no relacionamento com o cliente. Essas corporações precisam ser pró-ativas quando se tratar dos anseios dos clientes, e dessa forma, o Big Data permite que haja essa ação mais efetiva. Além do mais, os analistas da IDC garantem que quem ficar de fora do Big Data, perderá a sua vez para a concorrência, que é alta. Samuel Carvalho disse ainda que para se ter uma ideia, segundo dados mundiais que foram divulgados, hoje, mais de 20% das informações poderiam ser compartilhadas em várias verticais. Entretanto, menos de 1% delas é identificada.

    A IDC constatou ainda que mais de 30% das empresas situadas na América Latina, que dizem possuir soluções de Big Data, enfrentam muitos problemas. Conforme acrescentaram os analistas da IDC, nesse contexto é que entra a confusão que o mercado faz entre BI, CRM e Analytics como Big Data. Essas soluções são bastante colaborativas, mas não são Big Data. Além de tudo isso, há uma informação importante sobre a área de TI, que responde por apenas 10% dos investimentos em Big Data. Dessa maneira, há uma grande necessidade na mudança de pensamento do gestor de TI precisa ser bem diferente. Surge a necessidade de entender e atender a demanda de negócios, do marketing, porque um novo momento começa a surgir.


    Big Data

    Big Data, para quem ainda não entendeu exatamente do que se trata, embora a expressão seja simples e sugestiva, Big Data é um termo bastante popular utilizado para descrever o crescimento, a disponibilidade e o uso exponencial de informações estruturadas e não estruturadas. Muito tem sido escrito sobre isso e de que forma ele pode servir como base para promover a inovação, a diferenciação e o crescimento. De acordo com informações do IDC, é bastante imperativo que os líderes das organizações de TI se concentrem ao máximo no crescente volume, na variedade e na velocidade de informações que constituem o Big Data.


    Volume de Dados e Redução nos Custos de Armazenamento

    Há muitos fatores que contribuem, fortemente, para o aumento do volume de dados. Muitas transações de dados armazenadas ao longo dos anos, dados de texto constantemente em streaming nas mídias sociais, o aumento da quantidade de dados de sensores que estão sendo coletados, dentre outros. Em outras épocas, o volume de dados excessivo criou um problema de armazenamento. Porém, com os atuais custos de armazenamento decrescentes, outras questões acabaram surgindo, incluindo os meios para determinar a importância entre os grandes volumes de dados e como criar valor a partir dessa relevância.


    Dados em uma Diversidade de Formatos

    Os dados de hoje surgem em todos os tipos de formatos; sejam bancos de dados tradicionais, hierarquias de dados criados por usuários finais e sistemas OLAP, arquivos de texto, e-mails, medidores e sensores de coleta de dados, vídeo, áudio, dados de ações do mercado e até mesmo transações financeiras. Através de algumas estimativas, 80 por cento dos dados de uma organização não é numérico, mas estes dados também precisam ser incluídos nas análises e nos processos de tomadas de decisões das empresas.


    Velocidade, Produtividade e Desafios Organizacionais

    Segundo informações do Gartner, a questão da velocidade significa tanto o quão rápido os dados estão sendo produzidos quanto o quão rápido esses mesmos dados devem ser tratados, com a intenção prioritária de atender a demanda. Além disso, etiquetas RFID e contadores inteligentes estão impulsionando uma necessidade crescente de lidar com torrentes de dados em tempo real. Portato, reagir de forma rápida o suficiente para lidar com a velocidade ainda é um enorme desafio para grande parte das organizações.


    Saiba Mais:

    [1] Cloud Computing - Convergência Digital http://convergenciadigital.uol.com.b...7#.Uh0lIRs71ZY

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L