• Falha no Site do Governo Favoreceu Criação de Trojan para Chrome e Linux

    De acordo com uma descoberta feita pelos pesquisadores do Laboratório de Investigação da ESET América Latina, foram detectados trojans bancários capazes de afetar diretamente usuários do navegador de Internet Google Chrome. Apenas instalando uma extensão maliciosa no navegador, os desenvolvedores dessa ameaça aumentaram a possibilidade de roubar credenciais e dados bancários de usuários finais, sendo bem sucedidos em suas investidas.



    Além disso, os cibercriminosos tiraram proveito de um erro de projeto do servidor do governo brasileiro, para propagar esse código malicioso. Eles utilizaram um endereço de e-mail de domínio legítimo (gov.br) e assim, foram capazes de se manterem anônimos. O objetivo principal desse plugin malicioso seria a realização de uma interceptação de todas as páginas Web, nas quais as vítimas em questão estivessem navegando em busca de sites de bancos, pertencentes a entidades financeiras brasileiras.

    Além dessas ameaças, os criminosos desenvolveram um trojan bancário capaz de afetar o sistema Linux que possui características similares a códigos maliciosos para Windows. Embora este sistema operacional seja popular no uso para servidores web e dispositivos móveis como Android, ele ainda não é tão utilizado por usuários finais quanto o Windows. Porém, isso não quer dizer que ele não poderá ser atacado.


    Saiba Mais:

    [1] Convergência Digital http://convergenciadigital.uol.com.b...8#.Ul8m_vk71nR

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L