• Brasil: Telefonia Detém Grande Parte dos Gastos com Cultura

    De acordo com um levantamento feito pelo IBGE, as famílias brasileiras gastaram 8,6% do orçamento mensal em produtos e serviços relacionados à cultura, entre os anos de 2007 e 2010, sendo o equivalente a R$ 184,57. A maior parte dessa despesa foi destinada ao setor de telefonia, com o equivalente a 42% do total gasto com cultura (R$ 78,26). Na sequência, aparecem as compras de eletrodomésticos, com um percentual de 16% e com lazer e festas (14,1%).



    Gastos com Cultura Superam Gastos com Alimentação, Habitação e Transporte

    Essas informações fazem parte do Sistema de Informações e Indicadores Culturais 2007-2010, divulgado na sexta-feira, dia 18 de outubro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os gastos com cultura, incluindo telefonia, foram menores em comparação às despesas com habitação, alimentação e transporte - grupo em que as famílias mais gastam. Porém, superaram os gastos com assistência à saúde, com vestuário, com educação e despesas diversas. Excluindo as despesas feitas com telefonia, os gastos com cultura representaram 5% do total de despesas das famílias, R$ 106,32.


    Níveis de Renda, Gastos e Grau de Instrução

    As famílias que possuem maior nível de renda (acima de R$ 6.225), gastaram com cultura 9,7% do orçamento total, R$ 707,33, incluindo a telefonia. Aquelas com menor rendimento (R$ 830) gastaram 6%. Nas famílias em que um dos responsáveis tinha nível superior completo, a média de gasto com cultura chegou a 7%, o que representa cerca de seis vezes o valor gasto por famílias nas quais os principais responsáveis não tinham instrução ou fundamental incompleto, equivalente a 5,8%, o equivalente a R$ 97,00.

    Nas famílias em que o principal responsável era do sexo masculino, as despesas equivaleram a 6,5% (R$ 193,09) no período estudado, ante 7,1% (R$ 165,52) naquelas em que a mulher era a chefe da família. Além disso, as pessoas que vivem sozinhas gastaram em média 6% do orçamento com produtos e serviços relacionados à cultura, enquanto casais com filhos, desembolsaram 7%, o equivalente a quase R$ 210,00.


    Negros ou Pardos como Chefes de Família Minimizam Gastos

    Ainda de acordo com a pesquisa feita pelo IBGE, o valor gasto com cultura pelas famílias chefiadas por responsáveis que se declararam negros ou pardos, chegou a 6,6% do orçamento, o equivalente a R$ 125,66 e R$ 130,11, respectivamente. Já nas famílias chefiadas por um responsável que se declarou branco, o gasto equivale a 6,7% do orçamento delas (R$ 237,81). Na terceira edição, o Sistema de Informações e Indicadores Culturais 2007-2010 foi feito em parceria com o Ministério da Cultura, com a intenção de organizar e sistematizar informações para a construção de indicadores relacionados ao setor cultural brasileiro.


    Despesas com Telefonia Celular

    Vale ressaltar que as três faixas salariais mais baixas, tendem a gastar mais em média com telefonia celular do que quem está nas três faixas superiores. Quem ganha até R$ 830 gasta em média R$ 16,42 com telefone por mês, sendo que R$ 8,53 apenas com celulares (contra R$ 7,09 no fixo e R$ 0,79 com pacotes que incluam internet). De forma curiosa, apenas nas duas faixas de maior poder aquisitivo é que se encontram gastos com telefonia celular maiores que com telefonia fixa.


    Saiba Mais:

    [1] Agência Brasil http://agenciabrasil.ebc.com.br/noti...ia-mostra-ibge

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L