• Roubo e Posterior Venda de Dados Fomenta Lucratividade do Cybercrime

    No último mês de outubro, a Adobe sofreu uma séria investida cracker e estimou que cerca de 3 milhões de dados pessoais tinham sido comprometidos. Apenas alguns dias atrás, a empresa disse que os crackers tiveram acesso a 38 milhões de contas criptografadas, incluindo detalhes de cartão de crédito e débito. É claro que pode demorar algum tempo para que uma empresa possa descobrir que seus servidores foram alvo de atividades cybercriminosas, para estabelecer o detalhe e a escala do ataque. Em alguns casos, para as pequenas empresas, pode nem haver o conhecimento de que seus servidores foram comprometidos.


    Nas camadas mais escondidas da grande rede, a chamada Deep Web, um cracker está vendendo acesso a três servidores comprometidos, localizados nos EUA, pelo preço der US$ 180. A taxa cobrada é geralmente $ 100 para cada servidor, diz o vendedor, por isso eles fazem uma espécie de "promoção" para atrair compradores, que poderão usar os servidores para lançar ataques de phishing, criar falso registro em detalhes ou lançar ataques em direção a outros servidores.


    Saiba Mais:

    [1] Blog Bull Guard http://blog.bullguard.com/2013/11/an...d-details.html

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L