• Intel: Broadwell com Cache L4 de 128 MB em Futuras CPUs

    Quando a Intel estreou o Haswell neste ano de 2013, ela lançou seu primeiro processador móvel com um cache L4 massivo de 128MB. Apelidado de "Cristal Well" essa coleção de memória on-package (não confundir com on-die) não serve apenas para uso como framebuffer gráfico, mas também como um considerável repositório de memória RAM para todo o núcleo utilizar. O impacto de desempenho para isso é enorme, tanto que os processadores Haswell que utilizam o pool de cache L4, não parecem contabilizar o volume total de CPU da Intel. Atualmente os processadores com pool de cache L4 estão disponíveis apenas para dispositivos móveis. Mas isso pode mudar já para o próximo ano.


    Intel revela sua nova CPU Broadwell com cache L4 de 128 MB.

    Aparentemente o Broadwell-K irá mudar esse cenário. Esses novos chips para desktop com tecnologia de 14 nm aparentemente só dariam o ar da graça no final do ano que vem, mas provavelmente já poderemos ver um desses pulsando em um desktop ainda na primavera (Hemisfério Norte) de 2014 com uma parte Haswell de segunda geração. Ainda sim, esse é um sinal claro de que a Intel pretende integrar esse enorme cache L4 com um padrão em uma larga gama de partes de dispositivos. Utilizando a EDRAM ao invés da SRAM permite que a empresa de processadores crie uma arquitetura dedicada de um transistor por célula, ao invés de configurações 5T comumente utilizadas para os caches L1 e L2. Isso também significa que a memória não é tão rápida quanto aparenta, mas sim, que é capaz de salvar uma enorme quantidade de die space.

    Vale também ressaltar que com um clock de 1.6 GHZ, a latência do L4 é de 50-60 ns, o que é significantemente alta que o L3, mas apenas a metade da velocidade da memória principal.

    Fonte:

    - Slashdot: Intel's 128MB L4 Cache May Be Coming To Broadwell and Other Future CPUs (em Inglês)

    Sobre o Autor: saryshagan


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L