• Comportamento Humano, Ações de Malware e Métodos de Defesa

    Instalando o software de segurança de computadores, atualização de aplicativos regularmente e tomando cuidado para não abrir e-mails de remetentes desconhecidos, são apenas alguns exemplos de formas de reduzir o risco de infecção por software malicioso. No entanto, mesmo a maioria dos usuários preocupados com a segurança estão em risco de serem atacados novamente através de vulnerabilidades desconhecidas, e até mesmo os melhores mecanismos de segurança podem sofrer um bypass.




    "A realidade é que os ataques bem sucedidos envolvendo ações de malware, dependem de fatores tecnológicos e humanos", diz o professor José Fernandez. "Embora tenha havido uma pesquisa significativa sobre os aspectos técnicos, tem havido muito menos estudos sobre o comportamento humano e como isso afeta as medidas de malware e os métodos de defesa a serem utilizados para coibir essas ações. Como resultado, ninguém no momento pode realmente dizer o quão importante esses fatores são.

    Portanto, é necessário dar uma olhada mais de perto sobre o impacto que ambos os fatores, tecnológicos e humanos, têm sobre o sucesso ou o fracasso dos mecanismos de proteção. Para responder a esse tipo de pergunta, o professor Fernandez e sua equipe, inspirou-se no método de ensaio clínico para projetar o primeiro estudo aplicado à segurança do computador.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/malware_news.php?id=2656

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L