• DeclareFácil Auxilia Contribuintes com Declarações do IRPF/2014

    Como já é do conhecimento de todas as pessoas, logo que inicia o ano, começa uma série de obrigações que perturba a vida de milhões de brasileiros: IPTU, IPVA, material escolar e, a partir do mês de março, a entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF), cujo prazo de entrega vai até o dia 30 de abril. A entrega do IRPF, certamente, é uma das obrigações mais difíceis de se cumprir, já que envolve muita dedicação para se analisar por conta própria as recentes mudanças anunciadas pela Receita Federal. E muitas vezes, se a pessoa for proceder sozinha, as chances de errar aumentam consideravelmente.



    Insegurança ao Preencher Dados, Erros Cometidos e Contratação de Profissional para Fazer a Declaração do IRPF

    Apenas no ano de 2013, 1,32 milhão de contribuintes caíram na malha fina, a maior parte deles por cometer erros básicos na hora de preencher os dados para envio da sua declaração. Devido a isso, muitos ficam inseguros e com medo ao fazer a própria declaração. Dessa forma, a partir deste ano, a resposta para os contribuintes de todos lugares do Brasil que sentem insegurança ou procuram um profissional competente e confiável para fazer a sua declaração de imposto de renda (pelo preço que estiverem dispostos a pagar pelo serviço), está no portal de e-marketplace DeclareFácil (www.declarefacil.com.br), que já está em plena atividade.


    Pioneirismo e Qualidade nos Serviços Prestados

    Como um serviço pioneiro no Brasil, a proposta do DeclareFácil é oferecer uma série de profissionais que realizem a tarefa com rapidez, qualidade e muita segurança. De acordo com Vicente Sevilha, CEO do portal DeclareFácil, "tudo é feito através do próprio portal, desde a escolha do profissional e a negociação do preço a pagar pelo serviço até o fornecimento dos documentos e do recibo de entrega da declaração à Receita Federal".

    Caso seja do interesse do declarante a contratação de um consultor pelo DeclareFácil, o primeiro passo é descobrir qual o seu perfil de contribuinte, ou seja, o grau de complexidade da declaração dele, por meio de um formulário com questões de múltipla escolha como "Você tem dependentes?" e "Você é proprietário de empresa?". Em seguida, o portal apresenta a ele uma lista de consultores que poderão auxiliá-lo a fazer a sua declaração. A partir daí, ele escolhe um deles de acordo com o tipo de declaração, preço, avaliação que o consultor recebeu de outros clientes, dentre outros ítens importantes para a reputação do mesmo.


    Pagamento de Honorários e Disponibilidade de Documentos

    A partir do momento em que é definido profissional, o usuário efetua o pagamento de seus honorários, que variam conforme o consultor escolhido, por meio do próprio portal. O portal faz a retenção da quantia, até que ocorra a liberação dela pelo próprio declarante ao prestador do serviço, assim que os trabalhos forem concluídos. O fornecimento dos documentos, bem como a troca de informações entre o declarante e o consultor para o preenchimento da declaração, ocorrerão de forma digital pelo próprio portal. De forma simplificada, os papéis são escaneados ou fotografados e salvos em arquivos. A partir do momento em que for feito o upload para o site, eles ficarão à disposição do consultor.


    Verificando Lançamentos de Informações com Alta Confiabilidade

    Como garantia da qualidade do serviço prestado e para reduzir a chance de possíveis falhas, a declaração de cada usuário, antes de ser entregue à Receita Federal, é conferida por um software exclusivo do portal DeclareFácil. Essa verificação é necessária para constatar se há discrepâncias ou erros de cálculo. Além do mais, essa é uma das fases mais importantes do serviço, verificar se a declaração de imposto de renda está preenchida de forma coerente, além do fato de que o declarante não vai precisar sair de casa para fornecer os documentos pessoalmente nem sequer acessar o site do Fisco para efetuar a entrega da mesma.


    Evitando Transtornos

    O CEO do DeclareFácil, também falou sobre a rapidez e a qualidade dos serviços prestados, aliados a muita segurança e sem que haja perda de tempo, dispensando de uma vez por todas os transtornos de se buscar um profissional de confiança ou a indicação por amigos para realizar o procedimento. O contribuinte tem apenas o trabalho de fornecer as informações e os documentos. Nada além disso.


    Gratuidade dos Serviços

    O DeclareFácil oferece, gratuitamente, vídeos explicativos e tutoriais para quem deseja fazer a própria declaração, além da disponibilidade de fóruns, tira-dúvidas e até a possibilidade de realizar a checagem dos dados do documento do ano anterior. Isso serve para facilitar a vida do contribuinte brasileiro e permitir que profissionais de todo o país tenham uma renda extra, por meio da divulgação e contratação dos seus serviços pelo portal de e-marketplace.

    Em resumo: independentemente de contratar ou não um consultor pelo DeclareFácil, qualquer pessoa pode fornecer uma cópia da declaração de IRPF do exercício 2013, ano-calendário 2012, para que seja analisada a consistência dela pelo software exclusivo do DeclareFácil. Após a checagem, um relatório analítico é enviado para o e-mail do declarante, e isso pode ajudá-lo a perceber pontos frágeis e a corrigi-los na declaração do exercício 2014, ano-calendário 2013.


    Saiba Mais:

    [1] DeclareFácil - IRPF http://irpf2014.com.br/info/dependen...nda-irpf-2014/
    [2] Declare Fácil - Contribuinte http://www.youtube.com/watch?v=MRsM8ShhiuU

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


    Comentários 1 Comentário
    1. Avatar de madasilva
      madasilva -
      Ola! Uma pergunta: o que acontece com quem não declara?, Se a pessoa não entregar a declaração de IRPF, tendo rendimento superior ao que pede para declarar, mesmo que nunca tenha declarado antes? OBrigado, MLD.
    + Enviar Comentário

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L