• Indústrias na Linha de Frente da Guerra Cibernética

    A especialista ThreatTrack Security, publicou um estudo que analisa as vulnerabilidades das duas indústrias que são mais frequentemente alvo de crimes cibernéticos: setor de energia e serviços financeiros. 72% dos entrevistados destas indústrias estão confiantes de que a sua organização vai ser alvo de, um ataque de malware APT ou outra investida ligada ao cybercrime ou a alguma prática de cyber-espionagem sofisticada nos próximos 12 meses, com 38% dos especialistas divindo suas opiniões, dizendo que um ataque seja uma "certeza" ou "altamente provável".


    Ambos os setores de energia e serviços financeiros estão sob pressão constante de ataques, devido aos ativos de alto valor que possuem, o que representa um risco significativo para a economia dos EUA e de infra-estrutura física para redes críticas. De acordo com o Departamento de Segurança Interna dos EUA, o maior percentual (mais da metade) dos incidentes relatados para seu Industrial Control Systems Cyber Emergency Response Team (ICS-CERT), ocorreu no setor de energia. Da mesma forma, em janeiro deste ano, o Financial Industry Regulatory Authority (FINRA), divulgou um aviso de aumento da frequência e sofisticação dos ataques contra as empresas de serviços financeiros.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/secworld.php?id=16818

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L