• Cybercrime: Prisões e Utilização Massiva do Trojan Blackshades RAT

    No início desta semana, o governo dos EUA anunciou a prisão de mais de 100 pessoas ligadas ao cavalo de Tróia de acesso remoto Blackshades (RAT). Enquanto a maioria dos detidos eram apenas usuários deste RAT, as prisões incluíram seu co-criador, um sueco de 24 anos de idade chamado Alex Yücel. Também foi preso um americano de 23 anos de idade chamado Brendan Johnston, que esteve envolvido na comercialização do RAT para distribuí-lo em vários fóruns de crackers e prestar apoio aos "clientes".


    Blackshades foi vendido como um kit de ferramentas, que foi usado para criar o malware real detectado como WORM_SWISYN.SM . As capacidades reais do malware são bastante semelhantes a outros RATs: ele pode roubar senhas, lançar ataques de negação de serviço, além de baixar e executar malware para o sistema afetado. Ele também pode ser configurado pelo atacante, para se espalhar através de drives USB, se desejar.

    Além de tudo, Blackshades, no entanto, é particularmente famoso por ser usado por supostos perseguidores e outros elementos desagradáveis ​​que tem o costume de espionar mulheres. Blackshades permite ao atacante remoto, ligar o microfone e/ou webcam da vítima no PC. Vale ressaltar que esta mão é a primeira família de malware a incluir este tipo de comportamento, mas esta parece ser uma das "características" do Blackshade mais comumente usadas.


    Saiba Mais:

    [1] Blog Trend Micro - Security Intelligence http://blog.trendmicro.com/trendlabs...el-cybercrime/

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L