• Maioria das Pessoas Ainda Desinteressada Sobre Ameaças à Privacidade

    Enquanto os ladrões cibernéticos continuam a violar as grandes corporações, como JP Morgan e, na semana passada, o Salvation Army e Home Depot, os americanos ainda parecem estar despreocupados com a crescente crise cyber, de acordo com idRADAR. 73 por cento dos entrevistados, disse que não fez nada para proteger sua privacidade ou impedir que seus cartões de crédito e débito estivessem sendo usados de forma fraudulenta. Este registro é ligeiramente melhor do que os resultados do inquérito lançado em junho, que era de 80 por cento.


    Nesse contexto, o CEO da idRADAR, Tom Feige disse que "com todas as notícias sobre novas situações de cracking, e novas revelações de quadrilhas de cybercriminosos na China e na Rússia atuando para roubar registros pessoais e confidenciais do governo, as pessoas precisam acordar e reconhecer a crise e se proteger". Além do mais, a A pesquisa mostrou que a grande maioria das pessoas nem sequer tem tempo para alterar suas senhas. Apenas 11 por cento delas adota novas senhas mensalmente; 58 por cento disse que iria fazê-lo apenas quando forçados por um site ou vendedor - o que representa dois por cento menos do que disseram que seria feito em junho. Além disso, 64 por cento dos consumidores disse que ainda usa seus cartões de débito, apesar das advertências por varejistas sobre o aumento do risco de débito sobre cartões de crédito.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/secworld.php?id=17354

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L