• Cybercriminosos Montam Estratégias para Atingir PMEs com Uso de Keyloggers

    A popularidade e as atividades dos trojans Zeus/Zbot, tornaram-se quase um autêntico sinônimo de malware bancário, designando da forma mais clara e objetiva todo e qualquer investida contra o setor em questão. Entretanto, existem muitos mais tipos de software malicioso que permitem que os bankers possam roubar dinheiro de suas vítimas. E alguns desses programas nefastos, caso estejam nas mãos "certas", podem fazer com que uma quantidade absurda de dinheiro vá parar nas mãos dos cybercriminosos, que cada vez mais investem contra o setor financeiro.

    Como exemplo disso, o quadro abaixo mostra atividades do "Predator Pain" e do "Limitless", dois tipos de keyloggers/RATs que são capazes de coletar e fazer uma exfiltração nos seguintes tipos de informações de máquinas infectadas:


    Exercida por cybercriminosos que atuam contra a segmentação das pequenas e médias empresas em Hong Kong, as práticas maliciosas renderam-lhes 75 milhões de dólares no primeiro semestre deste ano, como foi estimado pelo Commercial Crime Bureau of Hong Kong Police Force. "Considere o seguinte: isso significa que os cybercriminosos em uma única cidade, dentro de seis meses, igualaram todas as perdas do Zbot até o presente", disse o pesquisador de ameaças sênior Ryan Flores, em nome da Trend Micro. Ao contrário do conhecido e ardiloso trojan Zeus, Predator Pain e Limitless são keyloggers relativamente simples. Eles, de maneira indiscriminada, roubam credenciais Web e credenciais do cliente de e-mail, bem como fazem a captura de teclas e de tela.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/malware_news.php?id=2914

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L