• Ataques DDoS Ocasionam Prejuízos que Ultrapassam 400 Mil Dólares

    De acordo com um estudo realizado pela Kaspersky Lab e pela B2B International, ficou constatado que um ataque do tipo DDoS pode causar prejuízos consideráveis, apresentando valores médios que variam de 50 mil a 444 mil dólares. Isso tudo dependendo do tamanho da corporação atacada pelos cybercriminosos. Para muitas organizações, esses prejuízos causam um sério impacto sobre o balanço patrimonial, e também prejudicam bastante a reputação da marca, devido à perda de acesso a recursos online para parceiros e clientes. Acontece também que os custos totais acabam refletindo uma série de problemas. Conforme foi divulgado através do levantamento, 61% das empresas vítimas de ataques DDoS, perdeu, temporariamente, o acesso a informações corporativas de extrema importância. Além disso, mais de 30% dessas pessoas não foi capaz de realizar seu core business e exatamente 33% relatou que houve perda de oportunidades de negócios e contratos.


    Além de tudo o que foi mencionado, houve um grande impacto negativo sobre a classificação de crédito da empresa, em 29% dos incidentes gerados por ataques DDoS; e em 26% desses incidentes, houve aumento dos seguros premium. Dentro desta situação, os especialistas incluíram os custos de remediar as consequências de um incidente no cálculo da soma média. Como um bom exemplo, se 65% das empresas consultaram especialistas em segurança de TI, 49% delas pagaram para modificar sua infraestrutura de TI. Além disso, 46% dessas organizações tiveram que recorrer a advogados e 41% delas recorreram a gerenciadores de risco. E estas são apenas as despesas mais comuns.


    Informações Relacionadas à Ocorrências de Ataques do Tipo DDoS e Aumento das Incidências

    Quaisquer tipos de informações sobre os ataques DDoS e suas consequentes interrupções nos negócios, muitas vezes, tornam-se públicas, aumentando ainda mais os riscos. Portanto, 72% das vítimas divulgam informações sobre um ataque DDoS em seus meios, 43% delas conta aos seus clientes sobre o incidente, 36% dessas vítimas relata o problema ao representante de uma autoridade reguladora, e 26% procura a imprensa para falar sobre o assunto. Desta forma, 38% das empresas sofreu perda no que diz respeito à reputação e quase uma em cada três organizações afetadas, precisou procurar o auxílio de consultores de imagem corporativa.


    Considerações Executivas

    Conforme declarou Eugene Vigovsky, Chefe de Proteção de Ataques DDoS da Kaspersky Lab, um ataque dessa natureza, caso seja bem-sucedido, pode danificar serviços essenciais para os negócios, trazendo consequências graves para a empresa. Os recentes ataques realizados contra bancos escandinavos (em especial, sobre o finlandês OP Pohjola Group), causou, por alguns dias, a séria interrupção dos serviços online e interrompeu o processamento das transações bancárias, o que é um problema frequente em situações como esta. É por esse motivo que, hoje em dia, as empresas devem considerar a proteção contra os ataques DDoS como parte integrante de sua política global de segurança de TI. Isso é tão importante quanto se proteger contra a presença de malware, ataques direcionados, vazamento de dados e ocorrências similares. Mesmo que os ataques DDoS já existam há décadas, a dimensão, a frequência e a sofisticação desses ataques vem aumentando de maneira vertiginosa, superando a capacidade da maioria das empresas no que diz respeito aos processos de absorvição. Levando em conta as mudanças rápidas e extraordinárias nos ataques DDoS, as táticas tradicionais de mitigação contra os ataques DDoS, como provisionamento adicional de largura de banda, firewalls, dispositivos de sistemas de prevenção de invasões e a confiança em ISPs, não são mais suficientes para proteger as redes, aplicativos e serviços de uma empresa. No contexto de um mundo em constante crescimento, cada vez mais interconectado e complexo, pode ser muito difícil para as empresas antecipar o próximo ataque ou atividade maliciosa.


    Saiba Mais:

    [1] Silicon News http://www.siliconnews.es/2015/01/29...-las-empresas/

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L