Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
+ Responder ao Tópico



  1. #13

    Padrão

    Citação Postado originalmente por tioruan Ver Post
    desiste mas um nao
    Calma um entra e 3 desistem....

  2. #14

    Padrão

    2.4 GHz é a frequência de máxima absorção de energia pela água, justamente por isso é usada também em fornos de micro-ondas. Coincidência ou não, eu sempre achei a propagação em 2.4 GHz mais sensível a chuvas... por mais que num modelo simplificado, quanto mais alta a frequência, maior a influência da chuva.

    2.4 GHz também tem outro grave problema que é o baixo número de canais independentes; só os canais 1, 6 e 11 não tem sobreposição entre si, os outros sobrepõe parcialmente algum desses. 3 canais só se houvesse um único transmissor central na cidade com 3 setores de 120 graus, e a capacidade deles desse para todo mundo... na prática, há competição pelo uso do espectro e seu sucesso vai estrangular o desempenho de tão poucos canais.

    Assim, minha sugestão é usar equipamentos de antena integrada de 5.x GHz que você possa usar tanto em 5.4 quanto 5.8 GHz (homologado para as duas faixas). Assim, você pode começar com 5.8 GHz com antenas de alto ganho e potência no máximo, e ir criando células menores com os equipamentos de 5.4 GHz quando você precisar de mais espectro ou estiver batendo cabeça com mais gente transmitindo. A Nanostation/Nanostation Loco são os rádios mais "na moda" com essa característica.

    Agora você já chegou perto do cliente e precisa checar na mesa do computador do cliente ?
    Aqui valem n opções como distribuir em 2.4 GHz (se seus clientes tiverem notebooks é legal), passar cabo de rede, usar cabo telefônico com HPNA, usar cabo coaxial com HPNAv3, colocar IP DSLAMs em condomínios e distribuir com ADSL... vai depender do perfil do mercado e de uma análise de investimento-retorno.

    Boa sorte!