Resultados da Enquete: A sua outorga teve como base esse projeto?

Votantes
60. Você não pode votar nesta enquete
  • Sim

    32 53,33%
  • Não

    28 46,67%
+ Responder ao Tópico

  1. Citação Postado originalmente por ustelecom Ver Post
    Veja só, eu estou perguntando o que é fazer o certo!

    Existe uma premissa que não se pode afastar: direito trabalhista é irrenunciável!

    O que se faz no caso dos advogados é não contratar como empregado e sim associado. Daí não decorrem direitos trabalhistas. Mas isso não dá para fazer no caso de SCM, pois o CREA determina que deve existir um reponsável técnico pela empresa!

    Mas voltando no assunto:

    Fazendo umas contas rápidas:

    06 x 465 (salário mínimo)= 2790,00 por mês (piso mensal de engenheiro)

    2790,00 x 12 = 33480,00 o que ganhará num ano.

    33480,00 x 05 = 167400,00 o que ganhará em 05 anos (período de prescrição das verbas trabalhistas)

    Por outro lado, o que acontece na realidade:

    05 anos pagando um salário mínimo (R$465,00) por mês: R$27.900,00

    Muito bem, vamos supor que depois de 05 anos vc vire para o seu engenheiro e fale: obrigado, nao preciso mais de você. Um grande abraço e felicidades (ou qualquer outra coisa).

    Se ele entrar na justiça do TRABALHO (onde adivinha quem sempre ganha??) cobrando a diferença do que vc pagou para o que está na lei ele vai ganhar!!!!

    Muito cuidado então ao fazer contratos abaixo do piso gente, senão pode ser que depois de alguns anos vc se dê mal...
    Amigo é facil, não cair nas mões do ministerio do trabalho,

    1- Exija que seu engenheiro tenha empres própria. Cnpj tudo certinho
    2- faça todos os contratos com reconhecimento em cartório sobre a prestação de serviços.
    3- Assim voce não terá problemas com o ministerios do trabalho.

    Olés


  2.    Publicidade


  3. Citação Postado originalmente por wimigasltda Ver Post
    Amigo é facil, não cair nas mões do ministerio do trabalho,

    1- Exija que seu engenheiro tenha empres própria. Cnpj tudo certinho
    2- faça todos os contratos com reconhecimento em cartório sobre a prestação de serviços.
    3- Assim voce não terá problemas com o ministerios do trabalho.

    Olés

    Amigo, nao é assim nao...

    1o - vc nao pode colocar uma empresa como responsável técnica de sua empresa SCM. PRECISA SER PESSOA FISICA
    2o - DIREITO TRABALHISTA É IRRENUNCIÁVEL!!! Se está escrito na lei que, por exemplo, um frentista de posto tem que ganhar no mínimo R$3.000,00 por semana, ele tem que ganhar isso! Um contrato em que ele assina abrir mão dos R$3.000,00 e ganhar comente R$500,00 não vale NADA, ABSOLUTAMENTE NADA!

    Na prática o que acontece é que o empregado trabalha o tempo quietinho... Quando é mandado embora coloca a empresa na justiça!

    Esse é o meu alerta pois isso pode acontecer com os contratos "de gaveta" com engenheiros!

  4. Citação Postado originalmente por Aprendiz Ver Post
    Se um cliente paga R$ 50,00, quanto fica para minha empresa e quando fica de impostos.

    Agradeço antecipadamente.
    Aprendiz.

    Sobre a assinatura incidem o ICMS do estado, o PIS (0,65%) e o COFINS (3%), ou seja, a continha fica assim.

    Se o ICMS de PE for 27% você pega o valor da assinatura liquida (sem impostos ainda) e divide pelo índice 0,6935 assim:

    Assinatura bruta = assinatura sem impostos / 0,6935

    Explo.:
    Assinatura liquida = $25,00
    Assinatura bruta = $25 / 0,6935 = $36,04

    Ao contrario para encontrar a assinatura sem impostos é só multiplicar o valor bruto pelo indice que citei;

    Assinatura bruta = $50,00
    Assinatura liquida = $50,00 x 0,6935 = $34,68

    O indice é calculado pela seguinte formula: 1-(ICMS+PIS+COFINS), onde ICMS, PIS e COFINS são os valores em percentual.

    Abraços,

  5. Citação Postado originalmente por outorgas Ver Post
    Prezado Participante,

    Concordo plenamente com suas colocações. Mas se pensarmos assim, todo o mercado de telecomunicações estaria inviabilizado devido os gastos astronômicos para buscar a tão falada legalidade.

    Assim existe uma única forma de fazer esta legalização, sem problemas trabalhistas.

    Contate-me!
    Exatamente.

    O negócio não é invibializar o negócio, mas como sempre temos como dar um "jeitinho brasileiro" para de certa forma não fazer o que deve ser feito.

    Vamos ouvir as colocações do nosso amigo do forum.

    Abraços,

  6. Citação Postado originalmente por wagnerb Ver Post
    Aprendiz.

    Sobre a assinatura incidem o ICMS do estado, o PIS (0,65%) e o COFINS (3%), ou seja, a continha fica assim.

    Se o ICMS de PE for 27% você pega o valor da assinatura liquida (sem impostos ainda) e divide pelo índice 0,6935 assim:

    Assinatura bruta = assinatura sem impostos / 0,6935

    Explo.:
    Assinatura liquida = $25,00
    Assinatura bruta = $25 / 0,6935 = $36,04

    Ao contrario para encontrar a assinatura sem impostos é só multiplicar o valor bruto pelo indice que citei;

    Assinatura bruta = $50,00
    Assinatura liquida = $50,00 x 0,6935 = $34,68

    O indice é calculado pela seguinte formula: 1-(ICMS+PIS+COFINS), onde ICMS, PIS e COFINS são os valores em percentual.

    Abraços,

    Provedor de Internet pode optar pelo Simples Nacional, verifique com o seu contador, tem um novo prazo é agora dia 20/02/2009, veja ai, pelo memos com relação aos impostos melhorou um pouco.

    Valeu

    Portal Link


  7.    Publicidade




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L