Página 2 de 7 PrimeiroPrimeiro 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão

    Citação Postado originalmente por rogeriosims Ver Post
    Questionamento na integra: Consulta Anatel Homologação RB

    Abraço
    Ao meu ver está prefeito o questionamento, aguardo ancioso a resposta.

  2. #22

    Padrão

    É 1929, você cutocou muita gente. Eu fico me perguntando sobre isso, se um switch tem que ser homologado, porque um RB´s não prescisa, já que ela também é um switch e roteador.

    O roteador do Link, ninguém nunca falou nada sobre, pelo menos não vi. E se usar uma porta WAN V.35 direto no servidor? Ela tem que ser homologada? Se não, porque eles estão homologando roteador? Sei que tem uns modelos novos da Cisco que são homologados.

    As instrunções que eu tenho até o presente momento é que só os cartões devem ser homologados, já vefiquei junto a empresa que sou franqueado.

    Na realidade eu acho que a Anatel, quer é ganhar, tudo que você quiser homologar ou licenciar, mesmo que não seja exigido na LGT, ela vai emitir o boleto para você.



  3. #23

    Padrão

    Citação Postado originalmente por sergio Ver Post
    Motorola Canopy, Nano Station.
    Sergio, tem nem uma RB ai não? Mais você usa isso por essa questão?

  4. #24

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    É 1929, você cutocou muita gente. Eu fico me perguntando sobre isso, se um switch tem que ser homologado, porque um RB´s não prescisa, já que ela também é um switch e roteador.

    O roteador do Link, ninguém nunca falou nada sobre, pelo menos não vi. E se usar uma porta WAN V.35 direto no servidor? Ela tem que ser homologada? Se não, porque eles estão homologando roteador? Sei que tem uns modelos novos da Cisco que são homologados.

    As instrunções que eu tenho até o presente momento é que só os cartões devem ser homologados, já vefiquei junto a empresa que sou franqueado.

    Na realidade eu acho que a Anatel, quer é ganhar, tudo que você quiser homologar ou licenciar, mesmo que não seja exigido na LGT, ela vai emitir o boleto para você.
    Os meus 2 roteadores da Cisco, tanto o 1751 para 6MB e o 1721 para 4MB são homologados! E tem um tempinho já!



  5. #25

    Padrão

    Citação Postado originalmente por damacenoneto Ver Post
    eu uso rb com cartao para transmitir sinal, e tbm como switch.... e ae?
    E ae, pergunto eu, Damaceno.

    Pra ti ver como é amplo o entendimento.
    Não estou querendo levantar poeira em salão de baile, mas só trouxe a atenção esta situação porque vejo uma certa incoerência na legislação.

    Tomara que o questionamento feito pelo Rogerio não vá levantar a lebre para aqueles caras da Anatel.
    Como disse o Sérgio, quem redigiu as resoluções nem sabe o que é RB.

    E o que o Josue citou é de fazer pensar também.

  6. #26

    Padrão

    Citação Postado originalmente por jociano Ver Post
    Os meus 2 roteadores da Cisco, tanto o 1751 para 6MB e o 1721 para 4MB são homologados! E tem um tempinho já!

    Beleza, sabe se é exigido homologação nos roteadores também?



  7. #27
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Olá Senhores,

    talvez eu possa ajudá-los. Seguinte:

    A Anatel exige que os equipamentos sejam homologados ou aceitos.
    Isso significa que quando não há equipamentos homologados para determinada função deve ser redigido uma solicitação de análise e aceitação do sistema proposto (assinado por engenheiro da área de elétrica, como é o meu caso). No momento estou fazendo uma dessas para um cliente que teve a SCM outorgada recentemente. Nesse "documento" enumero todos os ítens do sistema. A Anatel analisa e autoriza (ou não) o seu uso.

    Na outra parte que (ainda) vou começar a redigir chama-se "Laudo de Vistoria" enumerando detalhadamente os ítens rádios e antenas de cada estação; ou seja, nesse laudo não solicita os dados de todos os equipamentos como cabos, servidores, sistemas operacionais, etc. Mas, pura e simplesmente, de antenas (código de homolocação, ganho, relação frente-costas, polarização, ângulo de elevação, azimute) e rádios (potência e, é claro, código de homologação).

    Obviamente deixa transparecer omissão na resolução da Anatel. Entretanto, é o engenheiro que deve providenciar e suprir possíveis "inconsistências".

    Espero ter ajudado. Qualquer dúvida perguntem.

  8. #28

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Olá Senhores,

    talvez eu possa ajudá-los. Seguinte:

    A Anatel exige que os equipamentos sejam homologados ou aceitos.
    Isso significa que quando não há equipamentos homologados para determinada função deve ser redigido uma solicitação de análise e aceitação do sistema proposto (assinado por engenheiro da área de elétrica, como é o meu caso). No momento estou fazendo uma dessas para um cliente que teve a SCM outorgada recentemente. Nesse "documento" enumero todos os ítens do sistema. A Anatel analisa e autoriza (ou não) o seu uso.

    Na outra parte que (ainda) vou começar a redigir chama-se "Laudo de Vistoria" enumerando detalhadamente os ítens rádios e antenas de cada estação; ou seja, nesse laudo não solicita os dados de todos os equipamentos como cabos, servidores, sistemas operacionais, etc. Mas, pura e simplesmente, de antenas (código de homolocação, ganho, relação frente-costas, polarização, ângulo de elevação, azimute) e rádios (potência e, é claro, código de homologação).

    Obviamente deixa transparecer omissão na resolução da Anatel. Entretanto, é o engenheiro que deve providenciar e suprir possíveis "inconsistências".

    Espero ter ajudado. Qualquer dúvida perguntem.
    Isso é exigido para todos provedores? Nunca tinha ouvido falar sobre isso, mais me parece ser legal. Esse serviço que o Sr. presta, pode ser feito de forma avulsa ou é só para empresa que tem contrato com o Sr.? Pode adiantar valores por aqui mesmo para toda comunidade?



  9. #29
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Isso é exigido para todos provedores? Nunca tinha ouvido falar sobre isso, mais me parece ser legal. Esse serviço que o Sr. presta, pode ser feito de forma avulsa ou é só para empresa que tem contrato com o Sr.? Pode adiantar valores por aqui mesmo para toda comunidade?
    Caro Josue Guedes,

    sim, presto serviços para demais interessados com condições especiais para colegas do Forum. Mas, penso que não posso pôr valores aqui. Somente se autorizado por moderadores do Forum.

  10. #30

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Josue Guedes Ver Post
    Beleza, sabe se é exigido homologação nos roteadores também?
    Olha vou te falar com toda sinceridade, se é exigido eu não sei, mas no manual e em baixo dos roteadores tem a homologação da Anatel, inclusive no roteador é pintando no proprio chassi do roteador e no manuel é impresso a logo e o cód. da homologação!



  11. #31

    Padrão

    Uso um PR-1000 e não vi nada de Anatel nele.

  12. #32

    Padrão

    O Roteador que a BRT colocou aqui está com selo mas o modem não tem nada.
    Pelo contrato, estes equipamentos é responsa deles. Mas agora fiquei com a pulga atrás da orelha.

    Toda essa preocupação surgiu porque estou planejando trocar tudo. Tirar os APS e colocar algo mais profissional lá em cima.

    Mas agora que já estava decidido pelas RB me veio esta dúvida. E como não posso esperar resposta da Anatel para não atrasar minha documentação vou de Nanos, até ter certeza. Depois troco, e levo os Nano para uma repetidora, se liberarem o uso de RBs.

    Josué, no teu caso, que já está com a base cadastrada, o teu parceiro deve já ter feito isso, senão não saía o registro.



  13. #33

    Padrão

    Senhores

    Boa tarde

    Este é meu medo, a lei nao fala, porem ficamos muito na dependencia da boa vontade, inspiração, horospoco, lua e se a esposa do fiscal deu uma com ele logo cedo ou nao, e vai depender muito do que ele interpretar.

    A Consulta que o colega acima fez é justa e vamos aguardar para ver no que da


    Abraços


    Marcelo

  14. #34

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Olá Senhores,

    ... Mas, pura e simplesmente, de antenas (código de homolocação, ganho, relação frente-costas, polarização, ângulo de elevação, azimute) e rádios (potência e, é claro, código de homologação).

    Obviamente deixa transparecer omissão na resolução da Anatel. Entretanto, é o engenheiro que deve providenciar e suprir possíveis "inconsistências".

    Espero ter ajudado. Qualquer dúvida perguntem.
    Ajudou sim, e bastante.
    Suas palavras refletem o espirito da resolução. Tudo que não está homologado precisa pedir autorização. É isso?
    Quando voce diz que nesta declaração vai a relação de equipamentos, descreve também a placa mãe do pc, no caso de usar pc-ap? E aí eles vão ou não liberar esta placa mãe específica, e só para o uso do solicitante? Não seria uma certificação, mas um laudo provido pelo engenheiro responsável pelo projeto.

    E , quando você fala "rádios", subentende que é o conjunto todo, Rb e cartão, pois o cartão sozinho não é o rádio, mas um componente do rádio, não? Pois o cartão sozinho não faz nada. É a RB, com o sistema operacional que proporciona todo o controle em cima do cartão.

    Daí alguém talvêz pergunte: porque existe então cartão homologado se não pode usar sozinho?
    Mas pode ser que eles entendam que estes cartões seriam para reposição em equipamentos hologados como um todo que já os usem. E aí entra a afirmação do Sérgio. Canopy, Nano etc.

    Mas agora é aguardar o pronunciamento deles ao questionamento. Tudo o que falarmos será conceito pessoal.

    Já tô ficando pirado com esse negócio. hehehe



  15. #35
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Ajudou sim, e bastante.
    Suas palavras refletem o espirito da resolução. Tudo que não está homologado precisa pedir autorização. É isso?
    ..................................
    Bem, na verdade não peço homologação de um equipamento por cliente. No projeto da instalação do sistema relaciono os equipamentos, os blocos constituintes, estrutura da rede, links e outros detalhes técnicos. Caso a Anatel aceite o projeto a mesma está autorizando e homologando todo o sistema, incluso os equipamentos.
    ....................
    Quando voce diz que nesta declaração vai a relação de equipamentos, descreve também a placa mãe do pc, no caso de usar pc-ap? E aí eles vão ou não liberar esta placa mãe específica, e só para o uso do solicitante? Não seria uma certificação, mas um laudo provido pelo engenheiro responsável pelo projeto.
    ...........................
    Na declaração que citei são relacionados apenas rádios e antenas. No projeto de instalação é que são relacionados detalhes e estruturas da rede.
    ........................

    E , quando você fala "rádios", subentende que é o conjunto todo, Rb e cartão, pois o cartão sozinho não é o rádio, mas um componente do rádio, não? Pois o cartão sozinho não faz nada. É a RB, com o sistema operacional que proporciona todo o controle em cima do cartão.
    .............................
    A Anatel utiliza o termo transceptor. Nesse termo estão inclusos Rádios (exemplo: AP ou ponto de acesso), placas (PCI, mini PCI ou PCMCIA) ou equipamentos de ponte (bridge), dentre outros.
    ............................

    Daí alguém talvêz pergunte: porque existe então cartão homologado se não pode usar sozinho?
    Mas pode ser que eles entendam que estes cartões seriam para reposição em equipamentos hologados como um todo que já os usem. E aí entra a afirmação do Sérgio. Canopy, Nano etc.
    ...........................
    A homologação é importantíssima para certificar-se de que o equipamento opera corretamente dentro da frequência a que se propõe. Exemplo: um transmissor de FM mal projetado ou fabricado abre tanto no espectro radio-elétrico que pode interferir em frequências próximas de aviação ou de TV.
    ..........................
    Mas agora é aguardar o pronunciamento deles ao questionamento. Tudo o que falarmos será conceito pessoal.
    ..........................
    No meu caso não estou falando de conceitos próprios, mas de legislação e de tecnologia.
    .........................

    Já tô ficando pirado com esse negócio. hehehe
    ............................................
    Não fique, pois as coisas são "um pouquinho" mais complexas do que imagina.
    ............................................

  16. #36
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Poxa,

    fui responder os questionamentos, mas ficou bem confuso. Vou repetir...rsrs

    Postado Originalmente por 1929
    Ajudou sim, e bastante.
    Suas palavras refletem o espirito da resolução. Tudo que não está homologado precisa pedir autorização. É isso?
    ..................................
    Bem, na verdade não peço homologação de um equipamento por cliente. No projeto da instalação do sistema relaciono os equipamentos, os blocos constituintes, estrutura da rede, links e outros detalhes técnicos. Caso a Anatel aceite o projeto a mesma está autorizando e homologando todo o sistema, incluso os equipamentos.
    ....................
    Quando voce diz que nesta declaração vai a relação de equipamentos, descreve também a placa mãe do pc, no caso de usar pc-ap? E aí eles vão ou não liberar esta placa mãe específica, e só para o uso do solicitante? Não seria uma certificação, mas um laudo provido pelo engenheiro responsável pelo projeto.
    ...........................
    Na declaração que citei são relacionados apenas rádios e antenas. No projeto de instalação é que são relacionados detalhes e estruturas da rede.
    ........................

    E , quando você fala "rádios", subentende que é o conjunto todo, Rb e cartão, pois o cartão sozinho não é o rádio, mas um componente do rádio, não? Pois o cartão sozinho não faz nada. É a RB, com o sistema operacional que proporciona todo o controle em cima do cartão.
    .............................
    A Anatel utiliza o termo transceptor. Nesse termo estão inclusos Rádios (exemplo: AP ou ponto de acesso), placas (PCI, mini PCI ou PCMCIA) ou equipamentos de ponte (bridge), dentre outros.
    ............................

    Daí alguém talvêz pergunte: porque existe então cartão homologado se não pode usar sozinho?
    Mas pode ser que eles entendam que estes cartões seriam para reposição em equipamentos hologados como um todo que já os usem. E aí entra a afirmação do Sérgio. Canopy, Nano etc.
    ...........................
    A homologação é importantíssima para certificar-se de que o equipamento opera corretamente dentro da frequência a que se propõe. Exemplo: um transmissor de FM mal projetado ou fabricado abre tanto no espectro radio-elétrico que pode interferir em frequências próximas de aviação ou de TV.
    ..........................
    Mas agora é aguardar o pronunciamento deles ao questionamento. Tudo o que falarmos será conceito pessoal.
    ..........................
    No meu caso não estou falando de conceitos próprios, mas de legislação e de tecnologia.
    .........................

    Já tô ficando pirado com esse negócio. hehehe



  17. #37

    Padrão

    quem trabalha com parceria scm tev que prencher um documento com todos os equipamentos que constavam no provedor, eu me lembro de ter feio isso, inclusive o engenheiro resonsavel me disse pra coloca a rb que usava, mas a situação muda constantemente, esse equipamentos ja nao existem mais.. ai fica minha duvida minhas rbs atuais valem ou não?

  18. #38

    Padrão

    ps: são do mesmo modelo que constavam no projeto original...



  19. #39

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MarceloGOIAS Ver Post
    Mas agora é aguardar o pronunciamento deles ao questionamento. Tudo o que falarmos será conceito pessoal.
    ..........................
    No meu caso não estou falando de conceitos próprios, mas de legislação e de tecnologia.
    .........................

    Já tô ficando pirado com esse negócio. hehehe
    Puxa, amigo, fui mal.
    Acabei embolando tudo. Certamente com relação aos procedimentos técnicos você é a pessoa para falar, visto que lida com isso diariamente.
    Você deu um parecer bem técnico. Se no projeto vai relacionado a RB, e eles liberam o registro, então eles não poderiam querer complicar no futuro sobre o uso dela.
    Acho até que pensando nestes aspectos que voce citou, não há dúvida alguma sobre a legalidade do uso de RBs.
    Tomara que o questionamento do Rogério não levante a lebre.

  20. #40
    Eng. Eletricista/Eletrôni Avatar de MarceloGOIAS
    Ingresso
    Feb 2007
    Localização
    Goiânia
    Posts
    2.120
    Posts de Blog
    2

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Puxa, amigo, fui mal.
    Acabei embolando tudo. Certamente com relação aos procedimentos técnicos você é a pessoa para falar, visto que lida com isso diariamente.
    Você deu um parecer bem técnico. Se no projeto vai relacionado a RB, e eles liberam o registro, então eles não poderiam querer complicar no futuro sobre o uso dela.
    Acho até que pensando nestes aspectos que voce citou, não há dúvida alguma sobre a legalidade do uso de RBs.
    Tomara que o questionamento do Rogério não levante a lebre.

    Claro, tudo bem!

    Mas perdi o "fio da meada": qual o questionamento que o colega Rogério fez à Anatel?

    Independentemente de qual seja o questionamento a Anatel recebe regularmente uma quantidade muito grande de consultas. Pouco provável que haja alguém catalogando toda e qualquer consulta. Geralmente são respondidas e arquivadas.