+ Responder ao Tópico



  1. Nandofer, estive lendo aquele arquivo que você postou.
    E realmente é possível usar cabo de 75 ohms com rádios e antenas de 50ohms.
    Naquele artigo mostrou que pode-se conseguir rendimento, desde que haja um casamento de impedâncias.
    Como se consegue isso? Um dos modos é por usar cabos com comprimento correto ou por promover um acoplamento ou casamento das impedâncias. (Lembrei do Gilvan).
    Citou lá no artigo, que alguns fabricantes usam calibrar suas antenas para cerca de 60ohms, o que facilita este casamento.
    Aqui no Brasil, todas as antenas para wireless são para 50ohms, o que não invalida a informação, mas cria um complicador.
    Mas o que mais eu gostei na informação é que não precisamos nos ater aos 50ohms no cabo. Podemos escolher um cabo que tenha as melhores especificações mesmo com 75ohms e daí partir para o casamento perfeito.
    Este é um conceito que eu já tinha assimilado lá nas baixas frequencias, mas aqui em 2.4 isso é algo que ainda não está bem claro, pelo menos para mim.
    Eu andei fazendo uns testes com stub e deu resultados, mas o trabalho envolvido foi grande, talvêz mais pelo fato de não ter ainda o conhecimento necessário.
    Mas uma coisa é certa. O Gilvan tem razão. Temos como melhorar nossas instalações, na medida que adquirirmos mais experiência nesta área.
    Logicamente, quando usamos um cabo com alto rendimento como o LMR400 ou 600, temos uma "mãozinha" pois são cabos de alto rendimento. Isso facilita algumas coisas. Mas estes cabos são caros e chatos de trabalhar com eles.
    Então porque não usar cabos mais fáceis de trabalhar e mais baratos e conseguir os mesmos resultados? Acho que é isso o que você quiz trazer a atenção ao abrir o tópico.
    Eu vou testar os quadrishield 75 ohms para ver no que vai dar. E não são caros, pois se usar o AP junto da antena, o comprimento será mínimo.
    Mas antes eu precisava assimilar mais sobre as técnicas do Gilvan. O problema é que sempre que sai o curso dele, aparece algo de mais urgente para mim. No mês passado, eu estava lá em Porto Alegre mas em outro curso que não poderia deixar de participar, já que o meu ganha pão ainda não é wireless. E coincidentemente neste 25/04 estarei novamente em Porto Alegre envolvido no meu curso e não poderei ir lá.
    No seu caso específico, melhorou porque o comprimento do cabo promoveu um melhor casamento das impedãncias.

  2. Obrigado, aos que começaram a concordar comigo... estou começando a sentir que este topico realmente está tendo o seu proposito a ser bem sucedido.... estava comedo... agora estou confiante que vamos chegar, todos ao censo comum.



  3. amigo tudo que vc falou está tudo certo,agora sou tecnico tambem de eletronica,como vc sabbe teoria é teoria pratica é pratica.agora pratica sem teoria é furada certo.
    vamos lá quando eu disse multimetro na escala de ohm vc mede a condutividade mas tambem a resistancia que é muito baixa,mas tem diferença de um cabo para outro tendo o mesmo diametro tamanho todas as medidas iguais ,mede o positivo somente marca vai no outro medem, veja que vai dar diferença isso só falando do fio central,a medida vai ficar entre 0 e 1
    tem que ser um multimetro de precisão,quando vc fizer estes teste vc vai perceber a perda de cada um,sequindo aquela teoria ,quando maior a resistencia maior a perda,porque ,pensa o sinal passa ou não passa corrente,todo sinal seja qual for pequeno ou grande,tem que existir corrente,bem eu não vou estender mais,mais já deu pra viajar lá naquelas aulas de fisica ,blz
    eu só quero passar é como eu resolvo meus problemas aqui junto teoria e pratica

  4. Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post

    Citou lá no artigo, que alguns fabricantes usam calibrar suas antenas para cerca de 60ohms, o que facilita este casamento.
    Aqui no Brasil, todas as antenas para wireless são para 50ohms, o que não invalida a informação, mas cria um complicador.
    VC viu que interessante sobre as antenas de 60ohm... achei o maximo eu cai de risos aqui quando li, quebrando muitos paradgmas apresentados por muitas pessoas...

    Então, mas podemos melhorar a ROE sim, mas o tamanho do cabo quase nunca vai fazer a ROE perder a atenuação do cabo, ou seja o ganho... então em todas as hipoteses é vantagem usar o cabo de 75OHM,,, na minha opnião não precisamos ficar zuados da cabeça medindo 5,125cm... até esqueci se é isso mesmo... rsrsrsrssrrss.... mas é a minha opnião, eu mesmo não vou me importar nem um pouco com a ROE,,, acredito que vai ser maior que com cabos de 50ohm... mas nunca superar o ganho obtido na troca do cabo pelo de 75OHM,

    Mas se vc quiser nos mostrar uma hipotese que a ROE vai anular o ganho fazendo o sistema funcionar pior com o cabo de 75OHM... mostrai, tb é facil é só vc calcular sobre tamanhos diferentes... mas acho que não vai conseguir, na verdade eu to com preguiça de checar isso, ajudem vcs agora a melhorar o raciocinio, mostrado no inicio do topico...mostra pra gente ai...

    Na verdade preocupar com o tamanho do cabo vai complicar muito pois os multiplos sao pequenos, e preocupar com a ROE vai melhorar muito pouco o ganho, essa é a minha opnião... para pequenas visadas acho que não compensa, só o ganho do cabo ja está de bom tamanho, mexer coim isso vai dar pequenos ganhos, e tambem não preocupamos com isso nos 50OHM, nos 75OHM, não vou preocupar... mas se quiser me despertar uma falha... estou aberto ao aprimoramento...



  5. Foi mais ou menos isso que observei na prática com a confecção do stub.
    Para situações onde o sinal precisa ser melhorado o stub pode ser uma boa.
    Mas em locais onde já se tem um bom rendimento, tudo isso deixa de ser prioritário. Só o ganho do cabo pode ser o suficiente.
    Nestes caso não vale a pena esquentar a cabeça.

    Mas quando tiver aquele cliente com sinal ruim, atrapalhando toda a rede, isto passa a ter um valor considerável, na medida em que conseguimos melhorar o sinal dele.






Tópicos Similares

  1. Melhor antena para rede wireless em um colégio
    Por leandro.tech no fórum Redes
    Respostas: 15
    Último Post: 01-10-2013, 14:53
  2. Qual a melhor placa para se usar em um PC-AP
    Por warllock01 no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 26-02-2008, 00:57
  3. RGC6 75 Ohms melhor que RGC58 50 Ohms!
    Por cambioco no fórum Redes
    Respostas: 22
    Último Post: 19-09-2007, 21:36
  4. Respostas: 10
    Último Post: 08-01-2007, 11:59
  5. Respostas: 31
    Último Post: 02-10-2006, 12:50

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L