+ Responder ao Tópico



  1. #41

    Padrão

    Citação Postado originalmente por fernandofiorentinn Ver Post
    amanha mesmo e tambem umas brocas pra acertar os conectores, vou testar por aqui mesmo o tal cabo de parabolica, hehehe..
    Pra ficar filé em relação ao RGC58, compra um RGC6 com cobre nu, no condutor interno e malha de pelo menos 67%, ou então Quadshield..., não sei ainda os preços desse ultimo... mas vou perseguir esse cabo quadshield... vai ser uma evolução na redução das perdas com relação ao rgc58, garanto...

  2. #42

    Padrão

    rapaz esse quadshield parece que é caro, e quanto ao rgc6 ja achei com 90% de malha...



  3. #43

    Padrão

    90% ja vai dar coro no RGC58,,,
    to precisando comprar pelo menos 10 metros desse quadshield..... se alguem souber... vou usar nos paineis da torre, numa caixa com MKPC-AP que estou montando em outro topico não ia ficar legal com varios RGC-213.. e esses quadshield vão cair como luva. se alguem souber onde compro os quadshield com um preço bom, quero apenas 10 metros... ajuda

  4. #44

    Padrão

    cara..

    eu li quase tudo no tópico.

    li que o cabo atenua menos isso e aquilo.

    o que eu quero saber é como se comporta o espectro e o ruído com o uso deste cabo.

    as vezes, aparentemente, pode parecer que há um ganho usando este cabo de 75 em vez do 50, mas também pode haver algo imperceptível para um cliente, mas se estiverem 100 clientes usando como seria?

    não podemos esquecer que o mais importante do que o ganho é a qualidade do espectro, é o sinal limpo.

    Entendeu agora?



  5. #45

    Padrão

    Citação Postado originalmente por nandofer Ver Post
    90% ja vai dar coro no RGC58,,,
    to precisando comprar pelo menos 10 metros desse quadshield..... se alguem souber... vou usar nos paineis da torre, numa caixa com MKPC-AP que estou montando em outro topico não ia ficar legal com varios RGC-213.. e esses quadshield vão cair como luva. se alguem souber onde compro os quadshield com um preço bom, quero apenas 10 metros... ajuda
    Taí Nandofer o link do cabo:

    Cabos - Orion Industria e Exportação LTDA

    Compra lá e depois nos reporta. Estou curioso, como já te disse em MP.

  6. #46

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    cara..

    não podemos esquecer que o mais importante do que o ganho é a qualidade do espectro, é o sinal limpo.

    Entendeu agora?
    certo, estou montando ainda um projeto com os cabos de 75ohm quadshield pra paineis com 75cm. Acredito que deve ter gente usando esse cabo aki no forum pra montar torres, tem uma pessoa aqui que ja vi que tem muita reputação e disse que estaria usando Quadshield, e quadshield eu so conheço de 75ohms.

    Olha no site QSL.net... esse site tem a reportagem completa vai tirar até as virgulas de duvidas que ficou... Um cabo pode atenuar o ruido tb, desde que atenue todo o sinal é uma forma de atenuação, ou então iria atenuar o ruido de penetração, no caso a malha.

    Bem, eu realmente não posso garantir que o ruido não aumente. Pode ser que se a fonte gere ruidos, ele tb deixe passar na mesma proporção os ruidos. É uma forma de ganho bruto e provavelmente vai acompanhar tanto pra o sinal quanto ao ruido. Vou fazer os testres e ficar atento ao SNR. Agora, o ruido não tem porque aumentar muito em relação ao sinal... os dois vao acompanhar o ganho que a menor atenuação vai proporcionar. Por exemplo.... se colocar ele e na recepçção o MK apresentar um ruido de fundo de -101dbm com o cabo correto de 50ohm.... pode ser que com ele apresente -99dbm, pois não tem um filtro pra ganho apenas do sinal. O ganho no cabo vai ser de sinal e de ruido... isso é uma coisa facil de entender. Agora, que o cabo vai tipo ser uma fonte de ruido,,, isso não concordo. Tem outra tb ele vai apresentar uma ROE, e esta pode retornar anulando o ruido como uma perda de DB... tb do sinal...porem nos calculos, nos testes, e comprovado no site do QSL.net... esse retorno ainda não chega a ser consideravel como o ganho em db que o cabo proporciona. Olha... eu vi funcionando e fiquei bobo e fui estudar sobre, to fazendo testes sobre... ai mesmo só colocando 100 clientes em pratica. Outra, hj 2.4ghz ta poluido mesmo, é muito estreita a faixa de 11 ou ate´mesmo os 14 canais... pra muita gente... e ainda num sistema usando os cabos com os 50ohms,, temos problemas até certo ponto pois assumimos uma outra polarização de antenas. Acredito que o uso desse cabo não vai ser o vilão quanto a poluição do spectro, agora isso de poluição eu não posso provar, mas pelos meus conhecimentos não vai ser o vilao da poluição não. Ele pode enxergar um ganho de ruido a mais, pois tb vai ter um ganho total a mais, de sinal tb, agora se vc não aumentar a fonte de RF, se ela nao distorcer, não ceifar, etc... não teria pq... é só manter os niveis de potencia em baixa... como vai se ter um ganho a mais, melhorando o ganho do conjunto CABO/ANTENAS, é motivo sim pra diminuição da potencia... e ai sim podemos enxergar uma melhoria. OK?

    Mas no site do QSL.net vc vai achar todas as respostas.



  7. #47

    Padrão

    Citação Postado originalmente por fernandofiorentinn Ver Post
    kkkk nao entendi seu comentario 1929, quando o karioka disse colorado , ela tava falando da minha cidade : Colorado do Oeste-Rondonia, mas veja eu ja perguntei em um post atras sobre se usar um cabo de 75 omis com uma antena de 50 omis daria certo, tai o nosso amigo que vivenciou na pratica esse processo, pra mim nao importa quao teórico sejam os "graduados" aqui do forum nem quanta reputation eles tenham, este forum entrou em uma nova era a era da "prática", taí o Gilvan que não me deixa mentir (sozinho) rsrs, de tanto praticar o velho enlouqueceu, levo um tombo da torre e voltou ao passado e ainda praticou radiofrequencia com aparelhos pre-historicos... kkkkkk, pode um troço desse?
    Não importa, espero que esse velho maroto nao esteja de brincadeira, prq vou atravessar o pais pra fazer o curso dele fim de ano,(porra vou sacrificar minhas ferias em Santa Catarina) se nao compensar eu mando ele de volta ao passado, quanto ao cabo vou comprar alguns metros amanha mesmo e tambem umas brocas pra acertar os conectores, vou testar por aqui mesmo o tal cabo de parabolica, hehehe..
    Putz, "viajei na maionese". Com a vitória do meu time no Gauchão já estava achando que ele era colorado. Como tem muito gaucho aí em Rondônia, logo pensei que fosse.
    Eu comentei com o Nandofer em MP, sobre uma polêmica que tinha surgido sobre o cabo quadrishield de 75ohms. Só não me lembrava que era contigo.
    Quando citei coincidência, não estava diminuindo o fato. Pelo contrário, assim como meu time conseguiu dois títulos seguidos, 2008 e 2009, com o mesmo escore em cima da mesma cidade é muita coincidência , coisa que eu não acredito, mas sim de competência, o mesmo ocorre com o caso relatado pelo Nandofer.
    No início achei até que poderia ter sido coincidência, mas é muita coincidencia. O cabo cortado no comprimento certo pra casar a impedância. Daí tanto vai 50 ou 75. E como é um cabo de baixas perdas melhor ainda. Se fosse um cabo de perdas maiores talvêz não tivesse o mesmo resultado. Como o Nandofer citou, a impedância é um dos fatores, mas tem outras características no cabo como isolação, menores perdas que podem dar um resultado positivo ou negativo nestas frequencias onde injetamos baixas potencias.
    Eu particularmente acho que o 50 ohms de boa qualidade é o ideal, mas se tiver um de 75 também de boa qualidade, será o caso de fazer o ajuste correto e vai dar certo também.
    E aí a palavra fica com o Gilvan e com quem já fez o curso com ele. Eu ainda não fiz.

  8. #48

    Padrão

    Querem ficar bons....

    estuda aki...

    Low Cost Wireless Network How-To

    "To invent, you need a good imagination and a pile of junk" -- Thomas Alva Edison (1847-1931) Descobri esse site hj mesmo... por causa das pedradas que recebi... kkkk otima literatura.... muita pratica que tem nesse site... descreve o que aprendi. Satisfação compartilhar sem precisar ficar tentando explicar por aqui, já está tudo verificado... e outras pessoas mesmo que o já fizeram.



  9. #49

    Padrão

    Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Taí Nandofer o link do cabo:

    Cabos - Orion Industria e Exportação LTDA

    Compra lá e depois nos reporta. Estou curioso, como já te disse em MP.
    Eu vi essa paradinha ai a uns dias atraz qdo bati quadshield no goolee... mas tava querendo mais baratex.... não é paoduragem nao...gastei 5 conto esse mes com equipamentos, vou dar mais umas pesquisadas.

  10. #50

    Padrão

    Bom Nando, veja como a capacitancia e uma consecuencia, (guarde seu milhao, e coma asado com salsinha por cima),e e justamente o que se quer que o cabo tenha de menos, primeiro vc esta comparando o cabo RGC58 ao RG6 , na qual deberia comparar a atenuacao ao RG59. Por exemplo tem dieletrico de ar, de espuma , de plastico, ect. o de ar vai ter muito menos capacidade que o de plastico.como o cabo RGC58 tem uma distancia menor entre seu condutores e ovio que a capacitancia vai ser menor.A tabela aquela referese a atenuacao quando o cazamento de impedancias e perfeito, agora se vc usa um cabo de uma impedancia e antena de outra, niguem sabe o que pode acontecer. Enquanto a medir a resistencia do cabo com um multimetro, me desculpe quem fez isso, mas nao tem nada a ver, ja que eses 50 ohmo e reatancia e nao resitencia, nao tem como vc detectar nada com o multimetro. Trishield, quadrishield, Nao altera em nada a impedancia nem as perdas, simplesmete adiciona uma camada extra de blindagem.



  11. #51

    Padrão

    Citação Postado originalmente por johnicar Ver Post
    Bom Nando, veja como a capacitancia e uma consecuencia, (guarde seu milhao, e coma asado com salsinha por cima),e e justamente o que se quer que o cabo tenha de menos, primeiro vc esta comparando o cabo RGC58 ao RG6 , na qual deberia comparar a atenuacao ao RG59. Por exemplo tem dieletrico de ar, de espuma , de plastico, ect. o de ar vai ter muito menos capacidade que o de plastico.como o cabo RGC58 tem uma distancia menor entre seu condutores e ovio que a capacitancia vai ser menor.A tabela aquela referese a atenuacao quando o cazamento de impedancias e perfeito, agora se vc usa um cabo de uma impedancia e antena de outra, niguem sabe o que pode acontecer. Enquanto a medir a resistencia do cabo com um multimetro, me desculpe quem fez isso, mas nao tem nada a ver, ja que eses 50 ohmo e reatancia e nao resitencia, nao tem como vc detectar nada com o multimetro. Trishield, quadrishield, Nao altera em nada a impedancia nem as perdas, simplesmete adiciona uma camada extra de blindagem.

    Eu acredito que com o conhecimento que vc tem e que tenho tb podemos chegar a um ponto comum. Eu já concordei que a capacitancia é uma concequencia... mas é a grandesa que permite a nós medir o que a distancia faz de diferença nesses cabos, entao, não faria sentido falar da distancia, falamos logo dá capacitancia. Não acho certo comparar com o RG59, ele não tem as mesmas caracteristicas do RGC58, agora, o RGC59 também não é parametro pois o condutor interno dele é muito mais fino, e então não tendo os condutores semelhantes não podemos justificar uma comparação JUSTA. Proponho aqui mostrar uma comparação justa, entre cabos de 50OHM e cabos de 75OHM e o minimo que se pode exigir pra isso é os mesmos terem condutores com condutividade semelhante. Vamos aproximas o maximo as caracteristicas do condutor interno e externo dos cabos, e sem duvida todos os dois de 75 e de 50 tem que ter aquele papel laminado de aluminio. Não poddemos comparar um OMEGA com um PRISM... É melhor comparar um VECTRA com outro VECTRA... é mais ou menos por ai. Agora, só para informar os caros amigos, o RGC59 tem uma atenuação menor que o RGC58, mesmo os condutores do RGC59 não chegarem nem na sola do RGC58. Entao esta provado mais uma vez, que essa discrepancia se da pela capacitancia que um cabo tem a mais que o outro, em outras palavras 50OHM atenua muito mais que 75OHM.

    Gente, antes de falar que a ROE será maior despresando esse ganho mostrado nos datasheets e tabelas, é só a gente calcular como está no site do QSL.net.
    Última edição por nandofer; 23-04-2009 às 11:45.

  12. #52

    Padrão

    Citação Postado originalmente por johnicar Ver Post
    de plastico, ect. o de ar vai ter muito menos capacidade que o de plastico.como o cabo RGC58 tem uma distancia menor entre seu condutores e ovio que a capacitancia vai ser menor.
    Opa opa opa.... você esta enganado nisso ai. Se o cabo apresentou 50OHM de impedancia nominal, isso exatamente significa que ele tem uma capacitancia nominal X, e se o cabo apresentou uma impedancia nominal de 75OHM ele vai ter uma capacitancia sempre <X, isso é mais que certo e facil de compreender. O RGC58 sempre teve e sempre terá uma capacitancia maior que o RGC59 e o RGC6.

    Todo o cabo de 50OHM tem uma capacitancia maior que todo cabo de 75OHM, desde que respeitadas suas regras de semelhança.

    Todo cabo de 50OHM tem uma atenuação maior em RF em relação a todo carbo de 75OHM, desde que respeitadas suas regras de semelhança.

    As regras de semelhanças são:

    Condutividade do condutor interno{Essa vem do diametro e do tipo de material, influenciata pelo tamanho}
    Condutifidade do condutor da MALHA{Essa vem do tipo de material, influenciata pelo tamanho e pela densidade}
    Aquela fita Aluminizada antes da malha, que proporciona um VP maior, tem que ser respeitada na comparação dos cabos TB.

    Então ta claro isso ai. OK?

    E o RGC59 ganhou ainda em atenuação do RGC58. Mais uma vez mostrando que na quebra de braço entre 50OHM e 75OHM o 75OHM se sai melhor em RF, mesmo o RGC59 sento um cabo com condutor central e condutor da malha, muito inferiores. Só pra ter ideia a resistividade do condutor central do RGC58 chega a ser mais de 4 vezes melhor do que o RGC59 e ainda o RGC59 tem uma atenuação menor em todas as faixas de RF.

    Ta claro isso ou num ta gente.

    Gente gente... :-) rsrssrsrs



  13. #53

    Padrão

    valew fernando,mas vamos lá é o sequinte quando eu disse que meço com multimetro e resistencia do cabo,não é a capacitencia de 50ohns muito menos 750hos,que eu quero dizer é a consistencia do cabo mediante a marca tem cabo de boa qualidade que a perca é minima e outros é maior.isso no teste na escala de ohms ,é logico se vc colocar num cliente que o cabo é muito grande acima de 10mts tem que ser um cabo de perca minima não precisa ser cabo rgc213.no mundo wi-fi tudi é relativo,isso que nois estamos discutindo tem que ir lá atras desde propagação do sinal vindo pelo ar ,a antena recebendo.passando pelo cabo e plaquinha,e estou tanto acostumado com esse tpo se serviço,não só em wirelles,e sinal de celular,quando chego na casa de um cliente parece que até "vejo"o sinal qual o tipo de cabo antena etc....

  14. #54

    Padrão

    Citação Postado originalmente por karioka Ver Post
    não só em wirelles,e sinal de celular,quando chego na casa de um cliente parece que até "vejo"o sinal qual o tipo de cabo antena etc....
    Todos nos que mexemos com RF deveriamos estar escolados com relação a todos esses parametros apresentados em um datasheet...

    Funcionar funciona... não precisa ser uma pessoa com conhecimentos avançados pra colocar pra funcionar. Assumindo que não se conhece todos os parametros de um datasheet de um cabo, antena e transceptor, é quase inadimissivel sair do padrão que é montado esse sistema. Quando montei o topico, era certo que os testes de um multimetro, não iria comprovar nada. Um multimetro, no caso so serveria pra teste de condutividade, ele aplica uma corrente continua e faz um calculo estatico de condutividade. Isso em RF não serve pra medir atenuações, a não ser verificações criticas como na confecção de um conector a malha estar encostando no conector central. É possivel tb nas escalas de Megaohm,,, verificar se o cabo teve algum problema com humidade, pois ele tem que ter uma resistividade infinita para uma corrente continua, após carregada toda a sua capacidade de capacitancia. Mas é isso... não vamos mudar de assunto... pois o multimetro aqui nesse topico não iria ajudar muito pois, apenas mediria a resistividade, e o que proponho já esta sendo apresentado como resistividade entre nos datasheets dos cabos de 50 ohm e 75ohm... é como se vc tivesse fazendo uma analise estatica... e o assunto fosse dinamico.

    Mas é isso ai... nao to falando pra mudar nada... estou falando que convem todos nos do underlinux, saberem tudo que está especificado num datasheet, saberem pra assim ficarmos mais interados....
    Última edição por nandofer; 23-04-2009 às 12:46.



  15. #55

    Padrão

    se você quer qualidade na montagem da torre principal use cabo LMR-600 ou superior dependendo da metragem.

  16. #56
    Avatar de leandrolopeswifi
    Ingresso
    Oct 2008
    Localização
    Porto Alegre - RS - Brasil
    Posts
    1.750
    Posts de Blog
    1

    Padrão

    Citação Postado originalmente por nandofer Ver Post
    Boa Tarde pessoal!

    Quero dizer que ja vi muita briga com relação a esse assunto. Foram os topicos que deram mais criticas e problemas. Já digo que o objetivo não é gerar polemica e vou trabalhar com os dados fornecidos pelos datasheets dos fabricantes dos cabos.

    No inicio usava somente RGC-213, depois comecei a usar RGC-58 nos clientes, procurando manter até 10metros. Consegui trabalhar com clientes com 9metros de RGC-58 85% malha da condutti com até 2,74KM de visada perfeita pra uma onmini AQUARIO de 15Dbi. Essa onmini funciona hoje com 20 simultaneos de pico e atende clientes com 128K e 256Kbps. Compro o RGC-58 85% a R$120,00 o rolo de 100mts.

    Começou a confusão quando uma cliente de outro provedor me ligou pedindo pra que eu fornecesse sinal pra ela. Percebi que a antena dela estava a uns 15metros da placa PCI ralink 2561t dela, e vi que o cabo era fino. Sem me preocupar alinhei a antena e vi o sinal dando 100% ou -51dbm. Pingou o MK beleza, mesmo com 30000bytes de buffer ficou em torno de 180ms. Gostei. Fui investigar e medi o cabo dela que dava 17metros de comprimento. Anotei o nome do cabo RGC6 de 60% de malha. No google earth a visada era de 2,1KM. Gostei muito do resultado daquele cabo que um concorrente estava usando. Comecei a pesquisar aqui e vi muitas brigas por causa dos 75OHM aqui no forum. Então parti pros DATAsheets dos fabricantes e fiquei surpreso.


    Cabo | Atenuação e Potência Remanescente em 10 mts*
    Lembrando que DLC58 é o mesmo RGC58.
    Estive olhando os Serie 6 e os DLC6 que tambem são equivalentes aos RGC6 com algumas variações como Quadshield trishield, condutor central variando entre aço cobreado e cobre nu.

    Bom Galera o que me surpreendeu é como esses cabos de 75OHMs RGC6(DLC-6 e cabos serie 6) tem o mesmo diametro do condutor interno do RGC-58(1,02mm) e o RGC58 tem uma atenuação de 58% a mais em 10 metros.SALVE os RGC6 em 2,45GHz.

    Vi que esses cabos 75ohms, tem eles com 60% de malha e 90% de malha e ainda tem uns com Trishield e Quadshield, concerteza melhorando e muito a inmunidade a ruidos. Velocidades de propagação chegam a superar em 2% a dos RGC58 e RGC213, tendo modelos com 84% de VP.

    Estou consciente que estes cabos são melhores que os melhores RGC58, mesmo usando eles em sistemas WI-FI (50ohm).

    Não tenho como medir ROE, mas não vou me importar com isso já que na pratica vi uma placa RALINK funcionando melhor que qualquer RGC58, com 17Metros de cabo RGC6 e a cliente me disse que tinha comprado o kit a mais de 1,5 anos(Não Queimou)

    Pensei, 75OHM maior que os 50OHM do cabo correto. OK então está errado em usar. Verifiquei e vi que a capacitancia desse cabo é menor, então o sinal ficaria com uma amplitude maior trafegando nesse cabo correto, concerteza os ruidos tb. Mas não vou levar nada disso em consideração, porque também as antenas muitas delas são fechadas em CURTO circuito, e mesmo que apresentem 50OHM considerando ressonancia de 2,4GHz, e se tiver descasamento de impedancia por causa do cabo, Não QUEIMA o equipamento, pois 1,5 ANOS do equipamento dela e nao queimou. Outra, como o cabo´tem uma impedancia maior que a da ANTENA, acredito que a impedancia final se dara pela antena que tem uma impedancia menor, sendo a impedancia do cabo maior, não apresentará problemas.

    Bom fecha aqui minha experiencia vivida com esses cabos de 75OHM, e estou providenciando a compra de um rolo de 100mts com Quadshield, condutor central de cobre nu, e uma broca de 7mm, pra refurar a porca dos meus conectores SMA e N-femea, para nao ter dificuldades em colocar os conectores nesses cabos. EM 10 METROS SÃO 2.2dbs de potencia a mais...
    Tai explicado porque fica melhor...

    Agradecer não toma tempo quanto fazer um topico desses....


    Cara, já tive essa mesma impressão com uns cabos que testei, mas esses eram da STARONE da embratel. acredito que alguns cabos de 75 ohms podem sim ser usados pra determinadas metragens em wifi.
    Valeu pelo post.
    Abraço.



  17. #57

    Padrão

    Citação Postado originalmente por lucianogf Ver Post
    se você quer qualidade na montagem da torre principal use cabo LMR-600 ou superior dependendo da metragem.

    Ai vc apelou, vc já viu o tamanho da caixa de PVC que so montando o PC-AP? Então os nem os cabos RGC-213 ficariam legais, faz se ideia os LMR-600.

    O tamanho do cabo será de no maximo 1 Mtro.
    Preciso de flexibilidade e pouco espaço a ser ocupado.(maleabilidade)
    Preciso de preço e qualidade.

    falar em LMR-600 é o extremo, pareceu uma apelação forte. Mas entendi seu ponto de vista.

  18. #58

    Padrão

    O que provoca a atenuação de um sinal de 2.4GHz(que vou chamar de sinal de RF) é muito diferente do que provoca a perda ohmica de um sinal DC. O sinal deRF só se propaga na superfície dos condutores (efeito skin), portanto para um sinal de RF é importante apenas a área externa(quadrado do diâmetro) do condutor central e do condutor externo (a malha do cabo coaxial). Se o condutor central é de cobre maciço ou cobre furado (tipo cabo LMR900 e LMR1200) não tem importância. Também não influi para atenuação do sinal de RF a densidade de malha (esta é importante para isolação de interferências e para dar maior resitência na fixação do conector)). Outro fator de perda na propagação em 2.4GHz é o material usado como dielétrico e a sua área transversal. Dielétrico é o material plástico que separa o condutor central da malha. Os cabos RG têm perdas maiores por que os tipos RGC/DLC pois são feito de polietileno sólido (capacitância mais alta),e os DLC são de polietileno expandido ou células de nitrogênio(capacitância mais baixa) .

    Idealmente o dielétrico com menor perda seria vácuo ou ar , mas como tem que separar os condutores temos que ter um material isolante (plástico). O cabos tipo DLC , tem o dielétrico fabricado com injeção de nitrogênio que formam células de gás. Ou seja, ficam mais próximos do meio de propagação ideal que é o ar/vácuo.

    Então para definir a atenuação num cabo do sinal de RF (não é perda ôhmica) temos :
    diâmetro do condutor central , diâmetro do malha e tipo de material usado no dielétrico

    Agora comparar o DLC6 (diâmetro de 6.9mm) com o DLC58 (diâmetro de 5mm) é injusto. A área transversal do DLC6 é simplesmente 1,9 vezes maior que o DLC58. Teria que comparar cabos de mesmas dimensões.



  19. #59

    Padrão

    Citação Postado originalmente por abelardo Ver Post
    tipo de material usado no dielétrico

    Agora comparar o DLC6 (diâmetro de 6.9mm) com o DLC58 (diâmetro de 5mm) é injusto. A área transversal do DLC6 é simplesmente 1,9 vezes maior que o DLC58. Teria que comparar cabos de mesmas dimensões.
    Entao compara com o RGC59. Outra coisa, se mexer no dieletrico mexe na capacitancia, e em nenhum momento falei que é a resistencia ohmica que determina, disse que a capacitancia que determina a impedanccia nominal do cabo.... vc falou falou... e no final chegou na mesma coisa


    outra, a densidade da malha, eu disse pq é importante comparar cabos semelhantes, pois poderiam querer aparecer alguns por aqui comparando cabos com uma malha muito diferente e ai poderia aparecer algum cabo de 50ohm com uma atenuação menor. Olha, compara a atenuação do RGC58 com o RGC59 entao, e me fala se o fator determinante não e a capacitancia, vc falou de dieletrico, isso é muito bonito falar, mas nao admitir que e a capacitancia, é incrivel isso, admitem que é a dimenssao do dieletrico, mas nao a capacitancia, ja que alterar a dimenssao do deletrico muda diretamente a capacitancia.

  20. #60

    Padrão

    Olha , você tem razão. Eu não discordei que a capacitância altera a impedância e/ou a atenuação. O que eu tentei foi dizer o que altera a atenuação. Por exemplo para alterar a capacitância mantendo-se as dimensões, pode se alterar o dielétrico. O que explica a diferença entre cabo de mesmas dimensões com o RG213 e DLC213 : a atenuação do DLC213 é metade do RG213, pois o DLC213 tem o dielétrico diferente.