+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por geba3uer Ver Post
    Amigo como saber onde ah e onde nao disponibilidade pois uma vez pesquizei pelas coordenadas e ficou algo totalmente fora da minha rota
    Aqui no RS ainda é pouca a disponibilidade. Existe a ligação entre Porto Alegre e Passo Fundo da Eletronet, que a Unotel tem acordo com eles. Quem pegou link nesta rota foi o Xandermartini.

    E da ANID, existe o projeto de Porto Alegre a Uruguaiana. Procure pelo Percival, da ANID, que ele poderá antecipar alguma coisa. Ele também frequenta o Under-linux

  2. Citação Postado originalmente por rubensk Ver Post
    40% é a alíquota de ICMS(1/0.25)... eu volto a sugerir que isso pode ser obediência da Oi às determinações do CONFAZ sobre contratação entre empresas de telecom.

    O melhor jeito de saber é pedir a proposta com esse preço e com 40% a mais a discriminação de impostos de ambas.
    Meu contrato é mais antigo, R$ 1.450,00 1 mega com impostos incluso.



  3. Citação Postado originalmente por herlon2008 Ver Post
    O problema são as regras de interconexão, se olhar dentro do site da BRT, vc ira ver que necessita contratar 155 MB, usou ou não usou vc pagam, pelo menos este foi meu entendimento. Se estiver errado, por favor quem tiver conhecimento esclareça.
    Pois é Herlon, isso é uma prática entre todas as operadoras, o link que cada empresa SCM contrata, tecnicamente e juricamente é uma interconexão, veja a definição no próprio regulamento da ANATEL (res. 410/2005):

    V - Interconexão: ligação de Redes de Telecomunicações funcionalmente compatíveis, de modo que os Usuários de serviços de uma das redes possam comunicar-se com Usuários de serviços de outra ou acessar serviços nela disponíveis;

    Essa exigência chega a ser absurda, no mesmo regulamento, diz:

    Art. 8º. Nas negociações destinadas a estabelecer os contratos de interconexão são coibidos os comportamentos prejudiciais à livre, ampla e justa competição entre prestadoras de serviço, no regime público e privado, em especial:
    IV – a exigência de condições abusivas para a celebração do contrato de interconexão;
    V – a obstrução ou demora intencional das negociações;
    Eu não tenho dúvidas que isso se aplica a nós, não tem nada na legislação regulamentando velocidades na interconexão, mas lá diz que exigências abusivas para celebrar este tipo de contrato são coibidas e sujeitas a penalidades.

  4. Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
    Meu contrato é mais antigo, R$ 1.450,00 1 mega com impostos incluso.

    Se fossemos bons de briga, ganharíamos muito, a CONFAZ editou o convênio ICMS 126/98:

    Cláusula décima Na prestação de serviços de comunicação as empresas de telecomunicação relacionadas em Ato Cotepe, decorrente de contrato de interconexão, entre empresas prestadoras de Serviço Telefônico Fixo Comutado - STFC, Serviço Móvel Celular - SMC ou Serviço Móvel Pessoal - SMP, o imposto incidente sobre a remuneração dos meios de rede e sobre o trafego cursado na interconexão será devido apenas sobre o preço do serviço cobrado do usuário final.

    § 1º O disposto nesta cláusula aplica-se, também, a empresas de Serviço Limitado Especializado - SLE, Serviço Móvel Especializado - SME e Serviço de Comunicação Multimídia - SCM, que tenham como tomadoras de serviço as empresas relacionadas em Ato Cotepe, desde que observado, no que couber, o disposto na cláusula nona e as demais obrigações estabelecidas em cada unidade federada.
    Como já fui atrás de saber como inserir minha empresa nesse Ato Cotepe e fui informado que é mais fácil eu ganhar na loteria, então elaborei um documento (em anexo) solicitando ao Governo do Estado, uma lei similar a editada pelo Estado de São Paulo, dando isonomia entre empresas de telecomunicação nesse benefício do ICMS.

    Feliz aquele que mora em São Paulo, pode contratar link de qualquer operadora e se beneficiar do decreto
    48.665/2004, sem precisar estar na máfia do Ato Cotepe.

    Abraços!
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Governo do Estado do Tocantins.pdf  



  5. Citação Postado originalmente por rubensk Ver Post
    É isso sim, se para a Padaria do Manoel os impostos forem só PIS e COFINS, e para o provedor, PIS, COFINS e ICMS.

    Na prática eu não vejo ninguém transferir link de padarias para provedores de verdade, ou seja, os que são SCM.

    O que você pode fazer é já que está ilegal mesmo sem SCM, porque não sonegar imposto ?
    Realmente a Oi não precisaria te vender com ICMS se você não for SCM. Ela fazer isso com ICMS é precaução jurídica da qual ela não é beneficiária, o dinheiro vai pro estado.

    Me desculpe colega, mas, VOCÊ ESTÁ COMPLETAMENTE EQUIVOCADO.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 14
    Último Post: 07-11-2011, 13:24
  2. Respostas: 7
    Último Post: 28-06-2011, 19:01
  3. Respostas: 0
    Último Post: 22-07-2008, 22:35
  4. Tutorial pra quem tem modem usb
    Por LinuxKids no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 30-03-2007, 16:29
  5. Pra quem tem Star One
    Por Nick_Loko no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 26-03-2006, 23:18

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L