Página 8 de 10 PrimeiroPrimeiro ... 345678910 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por rjunior543 Ver Post
    Zé, realmente falar de custos é complicado, mas acabei agora de orçar as airgrid M5 de 23 db em uma revenda nacional por 290 reais.
    No PY a mesma airgrid M5 23 db é 120 reais.

    Mas eu comprarei mesclando Br e Py para tanto para incentivar as revendas nacinais quanto me manter no negócio, mas no caso da WDC, elas não estão homologando os equipamentos ubnt, estão montando aqui e homologando com marca propria para cobrarem o que quiser, e aí também não acho nenhuma justiça no processo.
    Acho que como qualquer empresa se a ubiquiti quer vender seu equipamentos no brasil, ele que homologue e certifique, é uma garantia para os consumidores brasileiros. Sabe-se lá se um aparelho deste não venha a dar problemas em marcapassos ou cancer.

    Para mim, me desculpem os colegas mas a linha airmax já está no mercado a 1 ano quem realmente trabalha dentro da lei não está usando, na minha opinião, a Anatel e o governo brasileiro deveriam, proibir a venda e a comerciliazação de procutos como esse em nosso pais, ai sim veriamos os reais interesses destas empresas em regularizar seu produtos para vender em nosso mercado nacional.
    Dai este papo de burocracia ficaria de lado.

  2. Citação Postado originalmente por lgiudice Ver Post
    Porque a nescessidade de fazer o PTP em 900, muito Longe? Pouca visada?
    Sim, como disse no post #3 deste tópico:
    PTP-NLOS de 8 milhas no sul da California para testar se o AirMAX 900 conversa ou não em ambiente poluído. Assim que estiver operando eu posto mais informações.

    Com antenas setoriais a própria abertura da antena será um grande obstáculo para atingir 8 milhas.

    Tem que ser feito com yagi.

    Achei bem legal os nanos 900 mhz. Belezinha, hein?

    ZéAlves



  3. Citação Postado originalmente por pinhais Ver Post
    Kleber já ouviu aquela história: Se você não pode com seu inimigo, você junta se a ele. Na minha opinião acho que deveriamos nos juntar SCM- STFC, e operadoras de telecomunicações.. enviar um oficio, para a Anatel, para proibir a entrada, a venda e a comercialização de produtos deste tipo no mercado brasileiro sem a devida autorização ou certificação da Anatel
    Na verdade proibição já existe e exatamente com esse teor que você mencionou, a resolução 242/2000:

    Art. 20, Parágrafo único. A emissão do documento de homologação é pré-requisito obrigatório para fins de comercialização e utilização, no País (...)
    Nesse mesmo regulamento, a ANATEL justifica essa atitude:
    Art. 2, III, assegurar que os produtos para telecomunicação comercializados no País, em particular aqueles ofertados pelo comércio diretamente ao público, possuam um padrão mínimo de qualidade e adequação aos serviços a que se destinam.
    Citação Postado originalmente por pinhais Ver Post
    Para mim da aquela impressão que somos usados como cobáias de testes já que em país como o nosso, estes entram e saem facilmente.
    A entrada desses equipamentos sem selo de certificação ou homologação no Brasil existe por omissão da alfândega, a Receita Federal deveria trabalhar de mãos dadas com a ANATEL para coibir essa infranção. A turma que puxa mercadoria do Paraguai faz a festa (inclue eu sem hipocrisia). Mas equipamentos que possuem selo da FCC não farão de nós cobaias, porque esse órgão americano é mais rigoroso que a ANATEL.
    Citação Postado originalmente por pinhais Ver Post
    Vamos nos unir a Anatel, e mandar a mesma proibir a venda, a comercialização ou a entrada de produtos wirelles não homolgados e certificados pela Anatel, como forma de proteger, o consumidor, o comprador e o pequeno provedor. Ai quero ver se eles não homologam.
    Deveríamos nos unir e pedir para a ANATEL expandir a definição dela de reconhecimento mútuo na homologação ou certificação dos equipamentos, ou seja, se um equipamento foi aferido e ensaiado por laboratórios estrangeiros afim de homologar ou certificar a uma Agência Internacional como FCC ou CE, esses ensaios DEVERIAM ser reconhecidos aqui sem burocracia, pagaríamos apenas as taxas da ANATEL. Não faz sentido desembolsarmos horrores para testar o testado e certificar o que já foi certificado. Afinal vivemos em um mundo globalizado ou isso é demagogia?

  4. Citação Postado originalmente por kleberbrasil Ver Post
    Quer ver funcionar, é só acionar o ministério Público Federal, contra a Anatel. você vai ver, se a Anatel a Policia militar, policial estadual, policia federal, policia civil, não, classificarão estes equipamentos como crime federal, assim como fazem com o cigarro, bebidas e fumo.

    Amigo, dai qualquer autoridade, que seja vai poder prender ou apreender, este tipo de equipamento mesmo trazendo do paraguai.
    Não sou contra quem usa, ou o equipamento em si, mas sim contra a empresa que fabrica, no caso a UBNT.
    Quem está dentro da lei não podem usar.Geralmente isso cai nas mãos de quem quer testar ou de quem quer usar mesmo sem legalizar seu provedor.
    Última edição por pinhais; 03-08-2010 às 08:40.



  5. Pinhais, aqui estou com apenas uma setorial instalada e 3 clientes em diferentes distancias e velocidades para testar o equipamento M5.
    O equipamento é fenomenal, o teste era para ser de 30 dias mas já estou a 40 dias instalado porque sairam as noticias que estava "em processo de homologação", inclusive a setorial e o Bullet foram homologados, mas se em mais 20 dias não sair a homologação vou cancelar os testes e mofar com 50 airgrids que já tenho aqui, ou eu mesmo vou tentar um meio de homologar (ou vender tudo no mercado livre).
    Tem muito equipamento SDH que em montante não vende nem metade do que tem vendido a UBNT em nosso país e que são homologados. O descaso no caso das linhas "populares", vai da fabricante aos vendedores que enquanto vendem não querem nem saber de mais nada.
    Se homologarem realmente as airgrids, eu vou comprar mais 50 kits da empresa responsavel pela homologação, mesmo pagando quase 3 vezes o preço praticado no PY, para incentivar a homologação de outros equipamentos.
    Quanto a ANATEL e a venda proibida, isso é tudo culpa da omissão das autoridades.
    Uns anos atrás surgiram sites de venda de medicamentos importados na internet e a ANVISA e a PF cairam de cima, prenderam um monte de gente, fecharam varios sites e hoje estes sites praticamente não existem no Brasil e os que existem no exterior não conseguem enviar para o Brasil.
    Agora os equipamentos não homologados, basta digitar no google a linha X que em 2 segundos o resultado retorna com dezenas de opções de lojas com a linha completa e não homologada. Inclusive as maiores revendas do ramo trabalham com estes produtos ilegais normalmente e todo mundo finge que não vê.

    Enfim, se alguém tiver um passo a passo dos procedimentos de homologação de um produto, favor postar para que possamos ver por detalhes os custos e dificuldades de homologação de forma a talvez nos associarmos para a homologação ou entrarmos em contato com uma revenda e nos comprometermos a comprar uma quantidade x para tentar reduzir preços ou mesmo incentivar a homologação rapida...






Tópicos Similares

  1. incompatibilidade entre linha ubnt e intelbras?
    Por icarooo no fórum Intelbras
    Respostas: 24
    Último Post: 23-02-2017, 07:46
  2. Preço abusivo da linha Wom Mimo
    Por icarooo no fórum Intelbras
    Respostas: 22
    Último Post: 16-05-2016, 21:35
  3. Acessar pelo MK, Linha UBNT via SHH (Sem Senha)
    Por rodolfofp no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 16-06-2014, 12:14
  4. Montar Provedor WI-FI com linha UBNT
    Por bytegomes no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 3
    Último Post: 21-02-2014, 09:33
  5. ubnt- linha "m5" output power
    Por adielsonjunior no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 04-02-2012, 11:30

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L