Citação Postado originalmente por Everloko Ver Post
Hoje atualmente ja estou me engressando no sistema do governo
exigencias feitas pela copel e governo
empresa ser SIMPLES NACIONAL
e registro SCM ANATEL

após esses dois parametros
fazem contrato com a copel
e outro que rege os parameros do governo...

oferecer internet a custo baixo e com fiscalização...
256 kbps -- R$ 15,00
512 kbps -- R$ 30,00

1 megabyte - R$ 230,00

atualmente pago 600,00 o megabyte

mas ai vem a pergunta sera vantajoso a provedores wireless.?

temos link a 600,00 mas minha mensalidade é 50,00 para os clientes
depois sera 230,00 mas minha mensalidade sera 15,00 ou 30,00

concerteza a maioria escolhera o plano de 30,00 reais mensais equivalente a 512 kbps
para isso terei que ter uma rede bem estruturada e com um throughput muito bom
porque imagine 200 ou 300 clientes a 512 kbps em sua rede

Caso a se pensar...
Então, colega...
Pelo que eu entendi do decreto, o provedor terá que disponibilizar, da sua capacidade, à população de baixa renda (mediante comprovação do programa bolsa família):
15% à 256k à R$ 15,00
15% à 512k à R$ 30,00
Isso deve corresponder à uns 25% da capacidade do provedor.
Considerando o custo do mega e o incentivo fiscal, mediante o diferimento do ICMS, ainda acho bom negócio. E no programa do governo federal (PNBL) ainda tem um ítem referente à financiamento da atividade dos micros e pequenos provedores, mediante o BNDS à um custo baixíssimo. No decreto estadual só ficou faltando esse último ítem, que também julgo importante.