Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Antes de trocar de nobreak verifica ele de um modo bem basico, pode ser alimentando uma TV CRT, elas são bem suscetiveis a ruídos na rede AC. Não é comum nobreak jogar ruído na saída, ou derrubar a saída AC, sem junto emitir muito apito, ou sem desligar quando tirado da tomada (Não necessariamente apenas bateria danificada causa isso).

    Fonte de notebook, tendo na saída um consumo tão baixo quanto uma RB com 4 cartões (Provavelmente 24 a 32W), pode ter queda na alimentação (Entrada AC) de 1,5 a 2 segundos sem problemas, e queda na tensão abaixo de uns 95V, depende da fonte mas mesmo com 90-95V elas operam normal (Não diminuem a capacidade maxima).

    Nobreak quando tem alimentação AC deixa a rede AC "passar direto", só tendo um filtro LC simples, o modo "estabilizador" deles é ridículo como estabilizador: Só atua a cada 6 ou 10V e de forma lerda. As fontes de notebook tem uma filtragem basica, mas suficiente nesse caso, tem capacitores de alto valor na entrada (Por isso levam 1 ou 2s pra desligar quando tiradas da tomada), e devido às caracteristicas do chaveamento podem trabalhar com variação de 90 a 240V mesmo, mas variação lenta. Variação rápida pode dar ripple, ou outros transientes quaisquer, pra esses problemas precisaria um filtro de linha (Não as reguas a venda por aí com o nome de 'filtro de linha', menos de R$ 30 provavelmente é regua). No modo AC os nobreak tem o defeito que os estabilizadores tem: Reles chaveando entre os taps do transformador, cada chaveamento de rele gera uma serie de spikes, que viram ripple na saída da fonte da fonte.

    Estabilizador faz isso o tempo todo, nobreak só quando tem rede AC, operando com bateria esse problema some. Não diria que precisa filtro de linha (Decente), se há problema provavelmente é ripple alto na fonte de notebook (Suspeito que um RB dessa nova aceita 500mW de ripple com 1 ou 2 cartões pequenos, mas dependendo do estado dela quando velha pode exigir ripple de apenas 50 a 100mW, coisa que nem toda fonte de notebook consegue ter).

    Eu diria pra antes de trocar algo verificar os cabos de alimentação que vão pras RB's, ninguem dó bola pra eles mas potencial pra Poe dar problema é grande, se for P4 não diminui se o cabo for longo. Se for POE, lembra que por aquele contato minúsculo do RJ45 não tem como circular muita corrente (Pelo amor de Deus, amperagem não existe, ampere é medida de corrente, não de amperagem), o papo de "30m pra POE" é recomendação, funciona com mais, mas assim como tem recomendação pra cumprimento do cabo também existem recomendações pros outros detalhes da instalação, tipo fonte de baixo ripple (Pra não jogar ruído no pares de dados no cabo utp), cabo blindado, RJ45 de qualidade, etc. Se está usando conector P4 e fonte perto da RB isso até pode ser "quase" descartado, mas se está longe da RB tem a queda de tensão pelo cabo e a possibilidade de captação de interferencia cabo, em 10m de fio pode ter até 1V de queda em DC com uns 25W circulando. A queda de tensão nesse caso só é problema porque há um chaveamento, quando há um pico de consumo a fonte demora a conseguir aumentar a saída pra compensar a queda, ocorre ripple. Se fosse por bateria a baixa resistencia interna das bateria permitiria a queda de tensão mas não teria ripple por isso.
    (Um bateria 12V e uma de 6V em serie, ou 9 celulas de chumbo-acido avulsas em serie, pros 18V, não é nada caro isso, na verdade é metade do preço do nobreak)

    Alias, cabo de dados também tem potencial pra derrubar uma RB, assim como mal contato em cartão, mas como são 2 RB's isso é mais descartavel.
    Última edição por rubem; 14-09-2010 às 22:43.

  2. Bom galera, primeiramente obrigado pela ajuda... eh o seguinte, realizei a troca do nobreak, aparentemente a bateria dele deu pau, pois ficava apitando direto, e só ficava normal na energia, a bateria nao segurava... mandei para uma eletronica para ver qual problema... no lugar dele coloquei um nobreak de reserva, um Staytion Microsol 1200Va... tah segurando legal na bateria tudo normal... porém ainda estou com o mesmo problema com as RB´s... eles reiniciam do nada e a data zera... não passam nem 2 dias ligados direto....
    Qual proximo passo, seria trocar os cabos que estão subindo energia para torre?
    Obrigado pela antenção de todos.



  3. Um problema que tenho com fontes POE, seja Kodama ou da Ankaa, somente quando agregados a nobreaks SMS dos baixinhos novos (Plastico), é:
    Quando em AC, esses nobreaks atuam como estabilizadores, chaveando a cada pico 2 reles pra em tese estabilizar a tensão. Esses chaveamentos levam um tempo, tipo 0,5S, e o tempo pro CI ler a queda de tensão é de mais uns 0,2S. Significa um possivel queda de 0,7S.
    Essas fontes POE são de uns 10W na prática, acho que o capacitor de saída é pequeno, porque: Os radios travam por uns segundos quando o relé dos nobreaks atua, uns segundos ou até 30 segundos pra ser exato, não ativei o log pra ver se reiniciam mas o fato é que a conexão cai e/ou eles não respondem por esse tempo.

    Com nobreak SMS Net isso não acontece (Ele não chaveia rele toda hora), com nobreak Eaton idem, direto na tomada nada acontece. Como em todo lugar tem desses SMS novos, baixinhos, de 400 ou 600VA, o jeito foi: Colocar um capacitor em paralelo com a saída da fonte POE (Ou no AP). Primeiro coloquei de 1000uF 25V, mas por receio de ser pouco (Em meia hora de testes funcionou) troquei por 2700uF 25V. Depois que tira da tomada leva uns 3s pros AP's desligarem, de tão bom que ficou.
    Não é normal a rede AC variar desse jeito, aqui começou isso a poucas semanas, por isso apareceram muitos nobreaks, e esses SMS novos não dão problema nos gabinetes, só alguns monitores samsung também piscam ou reiniciam quando o nobreak estala relé, e sabemos que monitor samsung é ótimo em estufar capacitor na fonte interna dele, provavelmente os que piscam são os que já estão com capacitores secando ou inchando.

    Pra colocar capacitor paralelo a saída é simples, no cabo POE o positivo é os pinos 4 e 5, e o negativo é os pinos 7 e 8, só ver qual par de fios está em cada, abrir o cabo a uns palmos da fonte (Ou da RB, ou no meio do caminho, etc) e soldar o capacitor. O capacitor é polarizado, tem o polo negativo informado na carcaça, não tem como se perder, por precaução confirma com o multimetro a polarização no cabo. O capacitor deve ter tensão bem acima da tensão da fonte. Se for fonte de 12V, use capacitores de 16V, se for fonte de 18V, capacitores de 25V, se for fonte de 24 ou 36V use capacitor de 50V, etc, use capacitor de no mínimo 140% da tensão maxima da fonte. A capacitancia depende do consumo, pra RB600 com 4 cartões acho que teria que se capacacitor de 2700uF ou 3300uF.
    Se o consumo da RB for realmente alto isso não irá ajudar muito, coloquei em RB433 com 3 cartões de 22dB e os logs de falha na alimentação sumiram, mas imagino que isso não se aplique a qualquer consumo maior.

    Digo pra testar isso porque um capacitor desse custa uns R$ 5-8 numa loja nem tão cara, quanto maior a tensão e capacitancia maior o preço, mas acho um custo muuuito menor que trocar fonte ou cabos, e a instalação é simples (Não vou fazer desenho, google tá aí pra isso), desde que não inverta a polarização nem use tensão baixa demais ou capacitancia pequena (Menos de 1000uF) não tem como não melhorar a qualidade da alimentação.

  4. Boa explicação Rubem,

    mas, quanto ao problema do colega não temos como afirmar qual é o problema da rede dele. Somente podemos especular, pois a causa do problema pode ser algo inesperado; ou seja, algo que só teríamos condições de verificar no local. É necessário testar cada item, como fontes, nobreaks, cabos e conectores elétricos.

    Inicialmente o sintoma de nobreak desligando, conforme eu disse antes, geralmente é bateria ou algum problema com relé ou regulador de tensão. O colega verificou e constatou que a bateria interna estava ruim. Um dos problemas resolvidos.

    O segundo passo seria tirar a fonte PoE, pois o seu uso é problemático quando atinge determinada carga elétrica no consumo dos equipamentos. Há uma perda considerável em cabos longos de fonte PoE, sobretudo utilizando cabo UTP tendo em vista que o mesmo tem espessura/diâmetro insuficiente para transportar alta corrente e alta tensão elétricas, principalmente em corrente contínua.

    Muitos incorrem em um grave erro: por exemplo, utilizam 30 metros de cabo UTP em fonte PoE. Isso é "suicídio" ou aniquilação do sinal elétrico! O correto é subir cabo com corrente alternada até a caixa hermética deixando a conversão para contínua o mais próximo possível da RB.

    Routerboard necessitam de fontes estabilizadas e retificadas de, no mínimo, meia onda, mas preferencialmente senoidal (onda completa). Caso os componentes da fonte não consigam retificar corretamente a senóide a RB trabalhará de forma instável, causando anomalias do tipo constatada pelo colega.



  5. A preocupação com retificação de onda completa e não apenas meia onda a meu ver só é válida para fontes com trafo, porque em fontes chaveadas devido a alta frequencia de chaveamento sempre se usa meia onda na saída e há fontes de ripple baixo (Minha referencia sempre são as da Ubiquiti, 100mV de ripple em fonte de 18 ou 24V).

    Eu diria que um grande problema é POE de tensão baixa com cabo longo, e com RJ45 barato. Nos compramos um provedor já montado, e tinha um monte de cagadas do tipo, RJ45 derretendo (48V, uns 1A de consumo), 40m de POE com fonte de 18V (Essa reiniciava de hora em hora), fonte 18V com trafo (De scanner) que também travava, e coisas do tipo.
    Alias, semana passada tive que trocar a fonte de uma repetição, o log sempre tinha umas 8 a 12 mensagens de falha na alimentação por dia, eu nunca dei bola porque quase não tem clientes e ninguem reclamava. Mas essa semana acabou a energia por varias horas, o nobreak zerou, na hora que voltou a energia a fonte queimou. Me obriguei a trocar (14m de andaimes e uma trabalheira enorme), era uma Hayama, queimou o fusivel na entrada. Mas, e aí vem o motivo dos logs de erro, ao dar uma geral nela pra deixar de reserva, meço a capacitancia dos capacitores de saída, 2 de 1000uF 35V, estavam secando, ESR alta e etc, enfim, fonte Hayama 24V 3A, com 10 meses de uso os capacitores secaram, um na verdade quando tirei ví que inchou pra baixo, mas enfim, RB433 com 3 cartões de 22dB, trafego baixissimo de 700Kbps ao todo e olhe lá, os capacitores não deram conta do recado, os logs de erro começaram a surgir aos montes depois de 6 meses de uso, imagino então que em 6 meses a capacitancia baixou (Ou a ESR subiu) a um nível crítico, se tivesse colocado capacitor na saída (Se fosse em torre ou algo mais facil pra trocar antes) poderia usar a fonte por muito mais tempo.






Tópicos Similares

  1. Mikrotik Reiniciando Direto !
    Por novatto no fórum Redes
    Respostas: 7
    Último Post: 14-07-2014, 11:16
  2. Respostas: 9
    Último Post: 22-05-2009, 10:47
  3. quando eu vou entrar via ftp ele entrar direto na raiz
    Por bouncer no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 04-03-2004, 09:07
  4. Diretos de root
    Por Speed no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 21-08-2003, 17:34
  5. Drive da HP grava DVD direto do videocassete
    Por leonsimpai no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 13-08-2003, 10:07

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L