Página 4 de 15 PrimeiroPrimeiro 123456789 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. É isso mesmo Andrio. Wireless por melhor que seja, já deu o que tinha que dar.
    Com a queda nos preços, os custos de manutenção de rede wireless poderão inviabilizar o sistema. Além disso a instabilidade de uma rede wireless é conhecida de todos. Mesmo os que dizem que sua rede está filé, sempre terão um alto índice de manutenção.
    É incrível como um cliente que normalmente está bem, de uma hora para outra, acusa que está com lentidão. Vai lá e não acha nada. Dali a pouco ele já está normal.
    Eu já cheguei a conclusão que esta instabilidade é uma característica dos protocolos que utilizamos. O protocolo 802.11 não foi feito para este tipo de uso que temos. Nós é que por teimozia continuamos.
    Senão as operadoras já teriam utilizado em larga escala. Mas eles sabem que wi-fi não é tudo aquilo que gostaríamos.
    Microcélulas pode ajudar um pouco mas não vai resolver tudo.

    Por isso que eles se concentram no cabeamento. Até os projetos de 3G eles levam com muita calma, talvêz esperando uma tecnologia mais atraente.

    Para implantar uma rede cabeada precisa de um planejamento muito bom. Eu ainda não cheguei neste estágio. Mas já comecei o meu planejamento.
    Alguns pontos a levar em consideração:

    1- O que se pretende agora e no futuro? Levar só internet e talvêz voip? UTP.
    Se pretende algo como TV, VOD, dai então HPNA3 ou Fibra. Mas não adianta só querer levar o sinal de vídeo. Tem que analisar o mercado para ver se compensa. Direitos de retransmissão de tv é caríssimo.
    Mesmo no UTP , a concentração de clientes é importante, pois voce pode passar cabo por dois ou 3 quarteirões e não ter assinantes ali. Já começa a ficar inviável.

    2- No meu caso só me sobrou levar internet mesmo. Daí que cabeamento UTP resolve. Mas não é tão fácil assim. Continuando com o planejamento.

    3- Próximo passo é contatar a concessionária de energia. Por mais que a prefeitura diga, quem detém a posse dos postes é a concessionária.
    Com a nossa concessionária não teria problemas. Eles cobravam até 15 reais por poste.Mas com a movimentação da Anatel e Aneel, eles mudaram a política de preços. Eu conversei com o responsável pelo setor no Estado e o cara me deu uma aula.
    O último contrato que eles firmaram ficou em 3.68 reais por poste independente do número contratado. Porque baixaram tanto? Para tentar evitar um tabelamento por parte da Anatel e Aneel. Eles fizeram um custo de manutenção para chegar neste preço. Se a Anatel tabelasse em 2.50 como era a notícia corrente, eles teriam prejuízo.

    4- Estudar bem o manual de normas para compartilhamento de infraestrutura. Tem muita exigência que vai surpreender . Por exemplo, aqui é exigido o uso de cordoalha. Não pode fixar nada nos postes a não ser o suporte para os cabos e cordoalha. Tudo o mais tem que ser fixado na cordoalha pelo menos a 60cm do poste. O projeto elaborado por um engenheiro da área, inclui desde posicionamento georeferencial dos postes até estudo de ventos laterais de 140km nos cabos. Não pode injetar corrente alternada. ( ísto é muito compreensível. Vai que dá um acidente e um poste cai. A concessionária desliga a rede para manutenção, mas os cabos do provedor estando energizados com AC, já viu né? )
    Com o projeto de engenharia aprovado pela concessionária, vai tudo para a Anatel e Aneel incluindo o contrato entre as partes, para que seja homologado pelas agências.
    Só daí então é que pode começar a execução. E se eles encontrarem algo fora do projeto as multas são pesadas.
    Só nisso já deve ir mais de 6 meses.

    Neste meio tempo.....

    5- treinar pessoal para instalação e manutenção. Existem normas técnicas para isso.
    Não só a instalação em si, mas também como montar o cenário de trabalho, com uniformes sinalizados, cones de alerta ao trânsito, não bloquear calçadas, etc etc. Todo equipamento deve ter certificação EPI.

    6- Falar em custo por assinante é um pouco genérico no caso de usar cabeamento UTP.
    Eu encaro a implantação da rede como um investimento, assim como um outro negócio qualquer que precisa de investimento em mobiliário, maquinário ou mesmo produtos para revenda. Qualquer comércio para iniciar hoje vai precisar deste investimento. Então encaremos o custo de implantação como se fosse uma máquina que vai trabalhar para lhe dar o retorno.
    Assim que o custo por assinante seria só o cabo de rede desde o switch até a residência.
    Dificilmente vai utilizar mais que 50m de cabo.

    Quanto a injeção de energia DC e dados, tem algumas boas opções no mercado. Um equipamento composto de fonte 800W , nobreak para 10 baterias de 7A, com entrada para fibra, coaxial ou Rj45 fica em 1800 a 2500 reais dependendo do fornecedor. Mas já tudo prontinho. Nestes projetos não dá para improvisar. Tudo precisa ser homologado. Num acidente, se teu equipamento não atender as normas, a responsabilidade cívil pode causar um estrago no teu bolso.
    A cada 100 metros no máximo precisa de um ponto de regeneração da corrente 12V. Neste ponto é que vai incluido um switch. Se for de 8 portas, duas vão ser utilizadas uma para receber os dados e a outra para dar continuidade a rede. Assim só vão sobrar 6 portas para clientes. E pelo que vi nas enclosure dos sistemas homologados, não cabe um switch de mais portas. Poderia até colocar um Compex de mais portas que é bem pequeninho e gerenciável, mas não é homologado.

    Assim que uma coisa aparentemente simples como esticar cabos UPT que já estamos acostumados, pode se tornar uma encrenca bem grande se não for feito dentro dos padrões.

    E agora, esperar por melhorias no wi-fi, que como o Andrio disse, é dificil acontecer, ou partir para cabeamento?

  2. as novas tecnologias wireless que vem surgindo podem dar um UPGRADE no throughput da rede, assim como no plano maximo que podemos oferecer para os clientes.
    mas, mesmo que essas novas tecnologias sejam fantasticas, elas nao fazem milagre... se nao souber fazer um bom uso, so vai acabar gerando e sofrendo mais interferencia.

    Eu aqui tenho uma rede muitoo estavel, nao tenho problemas com o sinal.
    Ja ouviram aquele proverbio: Antes de sair para mudar o mundo, dê três voltas dentro de sua própria casa"?"

    Pois é o que eu fiz:
    antes de culpar seu concorrente pela instabilidade de sua rede, antes de culpar seu concorrente pela interferencia sofrida.
    Olhe para sua rede e veja o que poderia fazer, os conceitos que poderia aplicar.


    Aqui uso 5.8 para enlaces e 5.4 para atender clientes, micro-celulas (atendo no maximo 1,5km) e para completar, uso o canal em 10 mhz para atender clientes.
    Com isso tudo, tenho um sinal perfeito nos clientes (mesmo com potencia baixa), um Noise bom, um SNR perfeito... resumindo: qualidade e estabilidade.
    (em 1 mes, se tive 4 chamados nessa area... foi muitooo...)

    Mas sei que nem tudo é um mar de rosas.
    Sei que mesmo com todo meu Cuidado, a estabilidade alcançada na minha rede wireless nao chega nem perto da estabilidade de uma rede cabeada.

    E agora, fazer o que?
    Esperar que o mesmo Cuidado que tenho, seja o cuidado que os terceiros terao (inclusive meu concorrente)? Ou partir para Cabeamento?

    Acredito que no Wireless ainda vai demorar a chegar o dia em que poderemos oferecer Internet, Telefone e TV para cada um dos nosso clientes com Qualidade e Estabilidade.
    Nos resta apenas o Cabeamento (seja HPNA, HFC, com Fibra ou com UTP), onde mesmo que seja com UTP (que é bem usado por todos nos), poderemos oferecer facilmente Internet, VoIP e IPTV.

    Porem, O Cabeamento pode parecer facil (a principio)
    mas tem que planejar muito bem ou a operacao pode inviabilizar o negocio.

    sem contar que nao é somente chegar e esticar o cabo no poste, existem normas que se deve seguir, alem de cursos que se deve ter.

    Falando em cursos, é imprenscidivel o curso NR 10, alem dos EPIs (Equipamentos de Protecao Individual).
    Ja pensou um funcionario seu sem esse Curso e sem os EPIs... encosta em um fio desencapado ou em uma cordoalha energizada? a Empresa esta $@!#%#&*

    Mas como Carlos (1929) e eu dissemos, o cabeamento tem que ser bem analisado, estudado.
    Senao pode ficar inviavel ou ter surpresas futuras que podem desfazer o negocio.


    No meu caso ainda esta compensando usar Wireless, pois nao tenho custos altos para abrir um novo POP. Uma vez que nao tenho custos elevados para levantar a Torre... so preciso do local e dos Equipamentos.
    Com 2 mil de inicio e R$ 190 mensal eu levanto uma nova torre com 24m para atender ate 1,5km...
    (mas essa é outra estoria).

    De qualquer forma, ja estou pensando no futuro:
    - Sou formado em redes
    - Possuo o NR 10 e todos os EPIs, alem das ferramentas para trabalho em postes (alem das ferramentas conhecidas, tenho que citar a escada de 6M em fibra)
    - E estou adquirindo experiencia com a Via Embratel.
    Um dia (quem sabe nesse proximo ano que se entra), dou inicio ao cabeamento da minha propria rede.



  3. melhor coisa.
    cabeia com coaxial o mundo todo, só transmitindo internet pelo coaxial.

    ae cola com alguma operadora de tv a cabo, e aluga a infraestrutura para ela, ela terá de graça os seus clientes, e vc ainda de quebra presta serviço para ela.
    showw

  4. No provedor em que trabalho estamos iniciando um projeto de rede cabeada, ja estamos com 6mil clientes com 2.4 e 5.8 e ja nao esta dando pra fazer mais nada, interferencia ta matando a gente de raiva. a soluçao seria FTTH, equipamentos todos da Furukawa. em relaçao aos postes, somos de Goias, e pelo que ja ficamos sabendo a consecionaria vulgo quebrada CELG, cobra 7 reais por postes, entao estamos com projeto para implantar novos postes, ao lado dos de energia ja existentes, o projeto ficaria mais caro e demorado, mais por outro lado nunca mais iriamos preocupar com aluguel. o projeto esta na fase de construçao passando para fase de financiamento do projeto. qualquer novidade posto aqui pra vcs.



  5. mas pela quantidade de postes vc consegue comprar barato
    e com o tempo seu investimento retorna em 2 anos tranquilo.






Tópicos Similares

  1. interferencia em rede cabeada
    Por arauadbr no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 13
    Último Post: 07-06-2016, 22:46
  2. Respostas: 17
    Último Post: 25-01-2014, 23:47
  3. Latência alta em rede cabeada
    Por Cybervix no fórum Redes
    Respostas: 17
    Último Post: 02-09-2009, 10:44
  4. Segurança, em Rede - "Cabeada ou Wirelles"
    Por LordNycon no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 27-04-2009, 08:53
  5. Respostas: 1
    Último Post: 24-06-2008, 16:00

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L