+ Responder ao Tópico



  1. Eu notei uma coisa: tem hardware falsificado e hardware compatível com AirOS.

    Qual a diferença? O falsificado é um compatível que diz ser original da UBNT, e o compatível simplesmente funciona sem fazer alarde.

  2. Citação Postado originalmente por EribertoTorres Ver Post
    Eu notei uma coisa: tem hardware falsificado e hardware compatível com AirOS.

    Qual a diferença? O falsificado é um compatível que diz ser original da UBNT, e o compatível simplesmente funciona sem fazer alarde.
    Perfeito Eriberto. Mas cabe uma pergunta: será que é correto outros fabricantes embarcarem o software da Ubiquiti em seus produtos? Não seria também, de certa forma, uma forma de pirataria?



  3. Citação Postado originalmente por Jadir Ver Post
    Perfeito Eriberto. Mas cabe uma pergunta: será que é correto outros fabricantes embarcarem o software da Ubiquiti em seus produtos? Não seria também, de certa forma, uma forma de pirataria?
    Exato, mas ai eu diria que é uma pirataria de software do que de hardware.

    É o mesmo que eu usar um hack para instalar o MacOs em um pc, sendo que ele foi concebido para usar o próprio hardware.

    Nao acho nem ético, nem legal, mas se o fabricante nao embarcar o AirOs durante o processo de fabricacao/venda e o distribuidor também manter esse respeito ao software e o cliente final instalar, ai a pirataria fica direto na mao do usuário, tal qual com o Windows. Vem embarcado de fábrica com 7 starter e o usuário manda colocar o 7 Ultimate.

    E vou mais longe Jadir: estou comecando a entender como funciona o esquema da UBNT, originais, falsificados e piratas. O pirata ou falsificado para eles é o que saiu de alguma fábrica sem o aval/autorizacao deles, e o original eles permitiram que fosse fabricado e comercializado.

  4. No caso documentado pelo Jadir é pirataria mesmo.

    O que caracteriza a pirataria é o uso do mesmo nome de fábrica.

    Os outros podem ser chamados de clones, similares, genéricos, roubo de projeto ou qualquer outra coisa.... Mas levam outro nome de fabricante.
    O problema é o uso do nome comercial que induz o comprador a acreditar que está recebendo sempre o mesmo produto o que não é verdade.

    Agora, se a Ubiquiti está produzindo os mesmos equipamentos em vários fabricantes chineses, pode acontecer de por falta de uma fiscalização na padronização ocorrem direfenças visuais.

    Mas lembrem-se de um detalhe. O que realmente identificou o falso foi a conferencia embutida no novo software, conforme ele citou.

    - - - Atualizado - - -

    No caso documentado pelo Jadir é pirataria mesmo.

    O que caracteriza a pirataria é o uso do mesmo nome de fábrica.

    Os outros podem ser chamados de clones, similares, genéricos ou qualquer outra coisa.... Mas levam outro nome.
    O problema é o uso do nome que induz o comprador a acreditar que está recebendo sempre o mesmo produto o que não é verdade.

    Agora, se a Ubiquiti está produzindo os mesmos equipamentos em vários fabricantes chineses, pode acontecer de por falta de uma fiscalização na padronização ocorrem direfenças visuais.

    Mas lembrem-se de um detalhe. O que realmente identificou o falso foi a conferencia embutida no novo software, conforme ele citou.



  5. Chegaram os UBNT piratas ao Perú, e pelo visto também distribuidos por distribuidor oficial. Estou coletando mais informacoes para descobrir de onde veio esse pirata, se de distribuidor oficial (como parece) ou de revenda (nao me parece).

    Se for comprado com distribuidor oficial, me resta duas alternativas para acreditar na UBNT:

    1- O Distribuidor comprou em qualquer lugar e sacaneou a UBNT involuntariamente;
    2- O produto veio/está defeituoso.

    Se as hipótesis acima nao forem verdade, entao a UBNT sabe sim onde estao os equipamentos falsos, pois nao creio que um distribuidor oficial iria fazer a besteira de comprar em qualquer lugar as pecas.

    Pelo que entendi algumas fábricas fazem as pecas em regime ODM e tem a permissao de vender as mesmas, ai pode haver confusao, pois um projeto pode vazar para uma fábrica que nao tenha a autorizacao e ai rolar a confusao.

    Pouco a pouco estou entendendo como funciona, e acho que a UBNT já deveria ter meios de pressionar as fábricas na China para evitar o problema.

    Vou postar o link para que possam ver a peca peruana.

    http://www.ryohnosuke.com/foros/show...8741#post88741

    Abracos,

    Eriberto

    Ps. Fiquei quase 5 meses esperando uma Nanobridge para repor um RMA, já estou com outra em RMA e o meu distribuidor já nem me responde. Logo terei que levar a terceira e já fico pensando no que fazer.

    EDIT: Eu suspeito que no caso do colega possa ser defeito, tal como aconteceu comigo, e o Jamie me indicou cumprir com o rma, indiquei o mesmo ao rapaz, e indiquei que entre em contato com o suporte da UBNT contado o ocorrido. Espero que seja um alarme falso, mesmo eu ainda estando desacreditado da UBNT, acredito que seja um defeito e nao um produto pirata, pela série do mac 00:27:22 e pela data de compra (setembro/outubro de 2012), se fosse pirata já teria sido identificada antes e nao agora.

    Os manterei informados.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 4
    Último Post: 18-05-2013, 10:55
  2. Diferença entre arquivos
    Por PASCHOAL no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 02-10-2003, 00:08
  3. Diferenças entre RH9 e Conectiva8x
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 16
    Último Post: 10-06-2003, 09:56
  4. DIFERENÇA ENTRE: SETUIDGID e ENVUIDGID
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 06-05-2003, 07:55
  5. Respostas: 7
    Último Post: 14-03-2003, 15:01

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L