Página 6 de 19 PrimeiroPrimeiro ... 234567891011 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Estabilizador é um bicho muito lento, a eventual alta tensão passa pelo trafo (Na regulação é auto-trafo, mas na aferição de nível de tensão é isolado, cerca de 15V de referencia), é retificado, e depois vai pro micon que faz a comparação, micon com tempo de processamento pra acionar um rele de 100mS, mas isso é tempo de processamento, pra acionar um rele ele manda a tensão pra um transistor, que conduz em mais algumas duzias de microsegundos, e então mais duzias de microsegundos depois o rele fecha o contato. É comum demora tipo 150mS pra chavear um novo tap do trafo. E em 150mS você tem quase 10 ciclos (60Hz significa um ciclo a cada 16mS) que passaram RETO, sem estabilização nenhuma.

    O POUCO que estabilizador filtra é porque um auto-trafo de 127>115V, ou o uso mais idiota em 220>115V (50% de PERDA), atenua variações rapidas no seu enrolamento. SEM acionar nenhum tap do trafo já existe um mínimo de filtragem, e isso já resolve pra muitas fontes vagabundas ou sobrecarregadas.
    Poucos estabilizadores tem uma filtragem LC decente na entrada, não servem nem como filtro de linha, a parte boa de UBNT é que as fontes UBNT tem filtro LC. A parte ruim é que ela tenta manter ripple baixo e tensão de saída bem estabilizada então usa componentes mais afrescalhados, bom seria uma fonte mais paruda, tipo as baratas 15V 1A, mas com filtro LC decente na entrada (Já que estabilizador não costuma ter isso, e filtro de linha não existe mais).

    Estabilização de energia LENTA como os estabilizadores comerciais com reles não servem pra nada pra fonte chaveada (O chaveamento leva em conta variação na entrada, sofre com transiente, e chaveamento de rele GERA transiente na rede!), o pouco de proteção que possibilitam é por atuar como auto-trafo o tempo todo (Como não existe rede 115V no brasil, e eles tem saída 115V, geralmente ficam acionando algum tap do trafo o tempo todo).

    Rede eletrica mal-feita (Emenda de fios, fita isolante gosmenta que atrapalha a condutividade das emendas mal-feitas, fios finos, mal-parafusados em interruptores, tomadas ou disjuntores...) gera transiente ou spikes quando aciona coisa tipo motor de geladeira, interruptor de luz, altera a resistencia quando a tensão baixa devido a fiação fina, pra esse tipo de lugar um auto-trafo de 50VA ou um filtro de linha (Filtro LC duplo) são mais que suficientes, custam micharia perto do preço de estabilizador, fora que pra eles (Auto-trafo ou filtro LC) queimarem precisa alto consumo (Mais de 25W com FP de 0,5 no auto-trafo de 50VA), enquanto estabilizador de 300VA trava rele, cria curto em trafo, chamusca rele, estoura trilha, queima micon, enfim, tem potencial pra durar muito pouco nesses ambientes (2 anos é pouco. Auto-trafo dura 20 anos).

  2. Pessoal, desculpem o off topic mas achei interessante e gostaria que alguém me explicasse como funciona a régua poe "Giga". Até onde sei a porta giga usa todos os 4 pares (8 fios), e o poe como fica??



  3. Power-over-datalines usa pinos 3 e 6 com negativo, e 1 e 2 com positivo, é o contrário do POE normal, que usa esses pinos com dados.

    O que tem é inserção e retirada da tensão pelo trafo/driver acoplador, um tap do enrolamento. A maioria dos trafos/drivers usados em 10/100 tem esse tap central, até dá pra adaptar isso em alguns aparelhos, mas trafo/driver comum tem enrolamento muito fino e aguenta apenas corrente baixa, por isso se RECOMENDA usar 48V, pra ter a mínima corrente possível (100mA em 48V pra um hipotético NS Loco, contra 400mA em 12V) passando pelo trafo/driver, porque engrossar demais o enrolamento deste resulta em perda de sensibilidade ou aumento do tamanho e custo, se aumentar o tamanho passa a ter indutancia parasita por perto e tal, enfim, o negocio é usar 48V mesmo (Mas pra isso tem que usar VRM mais caro, não é qualquer NS da vida que precisaria disso, ele é hardware domestico, não precisa gigabit).

    Na 2ª figura tem uma layout bem compreensível:
    http://hw-server.com/firemni_clanky/...a_jakosti.html

  4. kkkk, me perdi todo nestas figuras, mais ta valendo, quero aprender.

    Vlw rubem vc é o cara.



  5. Você coloca tensão no centro do trafo e os 2 fios do par tem a tensão, mas existe sinal entre os 2 fios (AC).

    Poderia usar um capacitor pra isolar o sinal da alta tensão, alguns sistemas antigos de PLC (Dados via rede eletrica) usavam isso, mas capacitor atenua algumas frequencias altas, pra coisa tipo 1Mbps pode usar, mas acima disso precisa essa estratégia do trafo.
    E esse tipo de trafo é barato, o custo de implementar power over datalines é baixo, o problema está no VRM aguentar as tensões típicas dessas fontes, que vão a até 58V (E a maioria dos CI's pra step-down suportam até 40 ou 45V).

    É tão barato quanto trocar o trafo/driver de UBNT. Ou o CI da lan, se comprar no Ebay tem alguns de US$ 3 a 8. Quem reclama de custo de reparo é porque manda pra empresa de reparo, e estas tem que cobrar caro, emitir NFS tem custo, importar componente legalmente idem, salario de profissional da area não pode ser baixo... enfim, quem quer usar equipamento fragil em instalação eletrica ruim, em area de condutividade de solo baixa, tem que dar seus pulos pra reparar isso localmente, estação de ar-quente hoje custa o que um alicate de crimpar RJ45 custava em 1996, tem ferramenta que é basica pra quem quer ir além de brincar de Lego (Encaixar e desencaixar até achar algo que funcione).






Tópicos Similares

  1. Respostas: 22
    Último Post: 07-07-2009, 12:48
  2. Cache full! Solução ou problema?
    Por JHONNE no fórum Redes
    Respostas: 20
    Último Post: 12-11-2008, 06:33
  3. Solução para problemas com Hotmail
    Por SSiNET no fórum Redes
    Respostas: 11
    Último Post: 23-08-2008, 15:45
  4. Respostas: 41
    Último Post: 17-08-2008, 23:11
  5. Respostas: 12
    Último Post: 15-10-2007, 13:04

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L