Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Justamente, fiz o curso do Zé Alves e não me arrependo.

    Mesmo ele tendo dado dois "PITI" com um dos alunos aprendi muita coisa, e sei bem o que usar e COMO usar nos pop´s.

    Entenda que não saber é o normal da coisa, pois ninguém nasce sabendo procurar o conhecimento que é o grande "barato do negócio".

    Citação Postado originalmente por studiofmnet Ver Post
    ricromero... fazer curso para comprar um equipamento para um pop?
    eu so preciso de uma ajudinha de voces quem ja usa pop, a questão de usar em 2.4 é por que tenho uns clientes longe da minha torre, ai queria fazer o pop para diminuir a distancia.
    Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Não é questão de fazer curso para comprar equipamento, e sim para saber trabalhar bem nesse ramo.

  2. Isso mesmo ouça os mais experientes, em breve estarei fazendo um curso sobre o MK!!!!



  3. Mas Bullet é hardware pra cliente. Põe isso em painel de torre não. É o mesmo que usar NS Loco na torre, isso não é hardware pra torre, é pra casa do cliente.
    (Funcionar funciona, mas até sinal de fumaça funciona, tem que ver se é possível upgrade posterior pra mais usuarios, se aceita muitos clientes com throughput alto, se aceita conexões distantes (>1000m), etc, nesses pontos que Bullet ou NS na torre tropeçam)

    Tem que caprichar em 2,4GHz (Citaram Rocket M2) porque é nessa faixa que está toda a interferencia e baixos ganhos, é nessa frequencia que a zona de fresnel é maior. 5GHz tem zona de fresnel menos (Mais estreita, mais baixa), tem SEMPRE potencias mais altas e ganho maior (E sensibilidade muito maior dependendo do hardware MK), tem menos ruído por conta de AP domestico lixo tipo Dlink, então se for "não-caprichar" em algo, sonegue a atenção em 5GHz, pois tendo sinal suficiente já é suficiente pra pelo menos ter conexão minimamente decente (Enquanto em 2,4GHz tem que se esforçar pra ter conexão ruim, tem que se esforçar muuuuuuuuuito pra ter conexão boa, seja se esforçar com configuração ou seja esforçar seu bolso comprando apenas equip. caro nos clientes tipo NS M2 e Airgrid M2 (Quem errar usando equipamento desse merece apanhar).

    Omnitik tem antena de ganho baixo (2-5dBi), pra cliente proximo (<600m) vai tranquilo, acima disso seria bom setoriais decentes (>14dBi), infelizmente setorial dual-polarization tem poucas opções, dá uma olhada no que tem na wavelan.com.br se achar UBNT BaseStation caros.

    E pense seriamente em usar MK ao invez de hardware de cliente tipo NS ou Bullet na torre. SXT dependendo da versão tão é "hardware pra cliente", vê-se pelo level 3 da licença, fica mais facil entender o que a MK planeja como hardware pra cliente e o que ela planeja como hardware pra provedor, leve a sério a opinião do fabricante afinal ela é embasada por meia duzia de engenheiros.

  4. @studiofmnet pode levar ao pé da letra o que o @rubem postou ai, é bem isso mesmo. Aqui estou estruturando minha rede com os Super POPs da Computech, mas não é tudo aquilo de isolação em relação a ruído, mas mesmo assim é muito bom. E nos clientes, SXT Lite 5 level 3, mas não estou utilizando protocolo prioritário da MK (o NV2), assim também libero para clientes que estão utilizando Nanos, isso na rede 5GHz, para 2GHz é a mesma coisa, Super POPs Mikrotiks. Vale muito a pena.

    Abraço.



  5. Estas considerações do Rubem são bem apropriadas.
    2.4 está complicado. Mas não totalmente impossível...
    Problema é que tem gente que nem sabe o que é ACK , RTS/CTS.

    5.8 é mais confortável para trabalhar. Tendo visada vai de qualquer jeito. Não tem competição com roteadores domésticos, etc etc.
    Mas até quando estas facilidades estarão dando rendimento? Com o uso descontrolado do 5.8 já está ficando complicado achar um espaço livre...
    Quem está respeitando as atribuições das sub-faixas em 5.x? Quem está usando a sub-faixa inicial só para uso indoor? E a sub-faixa intermediária em 5.4 respeitando os limites máximos de potencia e EIRP? Falar em 5.x como a solução é fácil, mas respeitar estas regras é aí que a "porca torce o rabo". o @AndrioPJ foi um dos primeiros a levantar a bandeira em defesa do uso consciente do 5.x.

    Eu ainda vejo algum futuro em 2.4 para atender mobilidade. Apesar de SCM ser outorga não para serviço móvel, como diferenciar isso hoje em dia? Com tablets e smartphones isso se mistura, serviço móvel e serviço nomádico.
    E como dizia o Steve Jobs e o Nicolas Tesla, o mundo vai ser wireless.
    Tablets e smart em 5.8 tem mas não é a tônica do mercado.
    Então porque não pensar numa rede bem calibradinha em 2.4ghz?
    Mas sair um pouco do tradicional.
    Pensar numa rede mesh em 5.8 para interconectar os pontos de acesso em 2.4.
    O mesh do mikrotik é muito prático para isso.
    A cada 500metros ou menos um acesso 2.4 e uma mesh em 5.8 unindo 4 pontos 2.4, e saindo por esta mesh 5.8

    Desta forma não haveria gargalo que é o grande argumento usado numa rede mesh.
    E a economia de canais que isso daria em 2.4? Sim, porque no mesh trabalham todos os rádios no mesmo canal.
    Alguém já testou o mesh do mikrotik? Eu já. Que simplicidade para configurar.
    Com um setup assim dá para atender 2.4ghz em clientes fixos e ainda sobrar algum espaço para a mobilidade.
    Só fica o inconveniente de fornecer planos altos. Mas pergunto? qual é a média de MB que os provedores estão fornecendo hoje em 5.8? 2MB? Alguns elevam para 5MB. Mas 2MB vai tranquilo se a rede 2.4 trafegar em modo G. Tem que isolar datarates de 11bmps. Melhor ainda seria se fosse tudo N. Mas como a maioria dos smartphones ainda não tem recurso N, dá o que pensar.

    Putz! falar em 2 mega em 2.4G parece loucura. Mas daí vai ter que estudar bem o datasheet do AP para entender como conseguir modulações altas. Por isso eu me referi a 500 metros ou menos. Seleciona só data rates altos e em Access list proíbe conectar com sinal pior que -65dbm.
    Bem pessoal, esta acho ser a teoria.
    Pode ser que a prática seja diferente, mas não muito. Nem sempre vai se conseguir trabalhar com data rates alto e -65dbm.
    Eu até hoje não consegui isso. Mas também não coloquei APs para atender clientes com no máximo 300/400 metros.

    Tem um vídeo da Computech onde mostra que a interferencia nem é tanto o problema, mas sim um SNR baixo. Se o SNR for alto, a interferencia será sufocada.... E isso é o sonho de todos.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 7
    Último Post: 23-05-2015, 02:08
  2. Respostas: 14
    Último Post: 24-04-2015, 07:46
  3. Respostas: 20
    Último Post: 22-09-2013, 23:33
  4. Respostas: 12
    Último Post: 07-08-2013, 07:30
  5. Respostas: 8
    Último Post: 28-03-2011, 12:59

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L