+ Responder ao Tópico

  1. E tô vendo a durabilidade alta nuns sistemas solares, coisa tipo 5 anos de Freedom com carga todo dia até 14V, então tô procurando jeito simples de fazer carga cíclica pra sair da flutuação.

    Andei fazendo uns mini-nobreak com fonte 12V, subi pra 13,2 a 13,8V (Geralmente é só aumentar um pouco o resistor do feedback, fonte 12V 2A ou mesmo nas 12V 1A só tem 1 resistor da saída até o CI ou optoacoplador, é bem fácil identificar), me pareceu que a 13,2V as baterias duraram muito mais (Tô com um em casa, bateria CSB 5Ah, fonte 12V 2A alterada pra 13,2V, alimenta um modem ADSL e um roteador wifi, a bateria já era velha quando coloquei isso a uns 3 anos).

    A vontade que tenho é fazer carga cíclica e desligar via rele até que uma queda na eletricidade desarme ele, mas bolar alguma tensão de flutuação a 13,2V mas com corrente ultra-baixa tipo 10 ou 20mA (Muito fabricante de bateria recomenda isso), pra fazer "exatamente" o que a teoria recomenda:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         680Fig05.gif
Visualizações:	36
Tamanho: 	3,1 KB
ID:      	62347

    (Porque controlador solar caro diz fazer isso, se a bateria já está carregada eles fazem uma flutuação com corrente muito baixa. E as baterias ligadas neles sempre duram muito mais que nos nobreaks AC ou DC que nem são usadas todo dia)

  2. Meu sistema, todo o sistema é alimentado diretamente da bateria sem usar relê de comutação nem nada mas usa-se quatro resistores de 0,22R x 10W acoplados a emissores dos 4 transistores e na outra ponta são unidos e ligados em série com um diodo tipo scotch de 25A para evitar o "reverse" da bateria sobre os transistores e dá uma limitância de carga de 8A para cada transistor; como existe certas ocasiões em que necessito de 30A para eventuais manutenções não posso alterar o projeto, do contrário não seria necessário uma fonte com mais de 3A e seu resistor seria de 2R. Montei um painel onde é marcado a votalgem na saída da fonte( 13,8 V), corrente e temperatura sobre os transistores por serem de alta potencia e requer dissipador. Baterias automotivas duram cerca de 2 anos já usadas, nova usei 4 anos mas paguei o triplo kkkk.
    Já fiz usando para carregar sem o resistor, mas com alguns dias, a bateria chega a ferver, mesmo ajustado a 13,8V, e se desligar da energia ligando a fonte quando a carga atingir 11,25V, ao atingir em torno de 13,4 a bateria esquenta um pouco depois fica como se estivesse equilibrado caindo a temperatura no corpo da bateria. Não sei como se monta um esquema elétrico, do contrário eu montaria com todo prazer e sei de cabeça.



  3. Olá Rubem, no caso a fonte A poderia ser um painel solar?

    Tenho um sistema composto por:

    - um motor de limpador de para brisas - operação contínua (24 h) - ? Ah;
    - uma bomba brushless - operação contínua (24 h) - 1,0 Ah;
    - Uma bomba de porão - operação 2 h/dia - 7 Ah

    Disponho de:
    - uma bateria 90 Ah;
    - uma fonte chaveada 12 v (9V a 14,9V) e 30 A;
    - Um controlador carga de 20 A.

    Poderia utilizar o painel solar ligado ao controlador e a fonte chaveada como a fonte B do seu esquema?

    Imaginei um relê fotoelétrico para acionamento da fonte, que ficaria ligada a noite. Haveria uma outra alternativa para acionamento da fonte apenas quando a carga da bateria baixasse de 10,5 V?

    Essa disposição justifica-se por ser a região (litoral sul) sujeita a períodos longos com baixa insolação no inverno, quando a fonte assumiria a alimentação do sistema.

    Como seria o esquema dessas ligações?

    Agradeço imensamente qualquer ajuda, pois possuo pouco conhecimento em eletrônica e tenho tido dificuldades com alguns "técnicos" que após os palpites viram as costas para as consequências.

  4. Minha internet está terrível hoje, tentei responder 3x e caiu, então vai em partes, vou te dar 3 ou 4 opções.

    A mais barata é só colocar um painel de uns 95W ( http://www.neosolar.com.br/loja/pain...-2-3-95wp.html ) paralelo a fonte, colocando um diodo pra energia do painel não ir pra fonte:

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         paralelo.jpg
Visualizações:	20
Tamanho: 	49,1 KB
ID:      	64154

    Um diodo de 10A serve, mas eu superdimensionaria porque nesse caso um diodo bem maior simplesmente vai dissipar melhor o calor, usaria um diodo de 20A, 50A, ou mesmo um desse:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...0-ou-95pf8-_JM

    Não precisa diodo nos painéis porque eles já tem diodo na saída (Todo painel que vi até hoje tinha diodo)

    Basicamente nas 6 ou 7 horas em que o sol estiver no ângulo certo do painel a tensão no painel será mais alta que a tensão na fonte (Ajusta a fonte pra uns 13V), e nesses casos em paralelo o consumo sai de onde há tensão maior.
    Se não tiver sol, ou for de noite, o consumo sai automaticamente da fonte.

    Nessas horas com sol forte a fonte vai ficar ligada e gastando uns 5 ou 10W (Depende da fonte), já que não há consumo na saída ela consome só um pouco.



    Nesse caso pode deixar a bateria separado, pra emergências.
    (É que se descarregar a bateria até 10,5V todo dia, isso dá um ciclo de 90% de descarga por dia, isso detona com a vida útil da bateria em menos de 1 ano)



    Antes que a Oi derrube minha internet vou enviar essa opção, mais tarde envio outras mais complexas e caras se tiver internet...

  5. Ah, e confirma se seu limpador de para-brisas é marítimo, de 30W.

    Os automotivos tem até 90W porque um carro a 120km/h faz muita força contrária quando o limpador está ligado, ele tem que funcionar nesses casos, com um vento enorme. O limpador traseiro dos carros não recebe muito vento por isso pode ser de 30W, mas o dianteiro que eu saiba é de 65 a 90W, isso é um consumo alto pra caramba! Limpador de embarcação não recebe muito vento, pode ser de 30W já que barcos não costumam ir a 100-150km/h que eu saiba :-)

    Se for marítimo, isso dá uns 2,5A por hora, ou 60Ah.dia, mais 24Ah.dia do motor contínuo, mais 14Ah.dia das 2h de bomba de porão. Som 60+24+14 = 98Ah.dia. Em 12V isso dá 1176Wh.dia.






Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L