Página 4 de 13 PrimeiroPrimeiro 123456789 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico

  1. Só acrescentando, PWM é um modo de "controlar" a tensão usando um liga-desliga, na eletronica não existe torneira, você não "limita" a tensão com uma torneira, ou você "desperdiça" parte da energia na forma de calor usando resistores, ou você liga-de-desliga varias vezes por segundo de modo a ter menor energia "por segundo".

    É algo tipo ver algo olhando atravez do ventilador, se o ventilador estiver devagar você verá o objeto por meio das pás do ventilador, se aumentar a velocidade do ventilador você verá o objeto simplesmente mais escuro, porque nem toda a luz refletida por ele chega até você.

    Quem já teve luz estroboscopica? Aquelas de zona, digo, de boate/balada/casa nortuna/festa, numas você tem um ajuste de velocidade, mais lento ela pisca coisa tipo 1x por segundo, conforme aumenta a velocidade vai pra 2x por segundo, quando chega lá pelas 30 vezes por segundo nosso olho mal nota a diferença entre a lampada piscando e uma luz lampada acessa direto (Incandescente). Piscando 60x por segundo (Tipo fluorescente faz) ninguém nota que a lampada pisca.

    PWM é algo parecido, liga-e-desliga tão rapido que um mísero capacitor depois desse liga-e-desliga é suficiente pra filtrar a alimentação e parecer que tem menos tensão mesmo. Se você liga e desliga uma chave 50x por segundo em intervalor igual, 50% do tempo ligado e 50% do tempo desligado, você terá 50% da energia, se fizer isso numa fonte de 24V e colocar uma bobina e capacitor logo depois você fará uma "queda" pra 12V, exatamente 50%. Mas a bobina e capacitor tem que ter ajustes bem específicos pra que um pouco de oscilação não passe, e no nosso uso (RB's, CPE's, notebooks, switches, roteadores) o consumo nunca é fixo, sempre varia, então teria que ter bobina e capacitor de variação inteligente, e isso não existe, acaba ocorrendo ripple se fizer um PWM simples. A bateria serve como filtragem junto com o capacitor, mas ela tem que ser grande comparado a fonte.

    Vejam mais em:
    https://www.youtube.com/results?sear...que+%C3%A9+pwm
    e
    http://www.mecatronicaatual.com.br/e...1226-o-que-pwm

    Não é um problema um controlador solar usar PWM, é uma caracteristica, é só a gente saber lidar com essa característica. O jeito simples é usar fonte de tensão proxima a da bateria (0,5V acima da flutuação tá ótimo) e não usar fonte de corrente alta demais, o que seria um problema até pra bateria (Carrega menos e dura menos se usar corrente de carga alta. Carga rápida não é nada bom pra bateria estacionária, automotiva, nem mesmo pra pilhas NiMH, é uma comodidade que só cria mais lixo, porque as celulas pifam mais cedo).


  2.    Publicidade


  3. Arthur estou usando dessa forma da foto a 3 semanas, controlador fuleira de 75,00 c/ fonte fag 24v 10a c/ 2x bateria de 7a.

    Fiz como o Rubens recomendo acima, ajustei a fonte para enviar 27.2v para o controlador os rb912 no final de um cabo poe de 40mts estao recebendo 26.1 e mesmo com processador em 100% nao vi ainda cair a baixo de 25.5.

    Se for usar esses controlador fuleira vai precisar comprar um diodo pra instalar entre o positico da fonte e do controlador do contrario quando cair a energia ele fica enviando energia de volta a fonte. Dica essa do nosso amigo de forum JoseAldair

  4. Estou pensando em usar uma fonte de 10A também para sustentar duas 12V/70Ah em série e um controlador de carga solar pra suportar 2 RB1100AHx2 e 4 Netbox/Basebox 5.

  5. rubem fiz o teste com uma fonte 14v 10 amp, com uma bateria estacionaria de 70amp, acontecê que a fonte fica fazendo barulho, parece que esta forçando a fonte, e a alimentação que sai do controlador é a mesma da entrada 13,8v, esses controladores não fica fixo 12v na saida? oque entra sai?, ta meio estranho isso aqui.

  6. quantos % de corrente preciso para carregar uma bateria de 70amp com eficiência?
    walews




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L