Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
E não deveria caber UTP. É um projeto mais ambicioso e precisa começar muito bem para não cair no descrédito.
Eu tenho dois motivos para usar UTP para chegar no cliente:
- é muito mais barato para o cliente. Basta um ligar o cabo UTP direto no computador ou em um roteador qualquer que é bem barato, ao invés de ter que colocar uma ONT e provavelmente mais um roteador. O pessoal aqui é muito mão de vaca, só quer saber de preços, não qualidade (que com UTP no final, ainda é muito boa), então tem que dançar conforme a música.
- é muito mais barato para a empresa e para os provedores. Para atender os clientes direto na fibra precisa de uma OLT que suporte muitas ONUs, e essas são bem caras. É mais barato pegar uma OLT, ao menos para começar, que suporte só umas 64 ONUs, sendo que cada uma vai atender de 8 a 16 clientes (estava pensando na solução da FIT Networks). Altos custos na rede vão gerar altos custos para a locação aos provedores, o que vai desestimular a adesão deles (se sair muito mais caro que wireless eu duvido que vão se interessar).

Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
E como serão vários provedores não tem como você escapar do gerenciamento do cabeamento. Você é que será o responsável pelo transporte das comunicações e como tal deverá ter SCM.
É voce que vai ter que fazer o roteamento entre os diversos provedores e nao só a manutenção física em caso de rompimento.
Não vejo necessidade da empresa dona dos cabos ter que gerenciar o transporte.
Cada provedor cuida de seus clientes e como vai atendê-los (link) e separá-los dos clientes dos concorrentes (por nome de serviço no PPPoE ou VLAN/túneis). Para isso eles ligam seus próprios roteadores à rede e configuram nos clientes o nome de serviço do PPPoE ou a VLAN/túnel (com RB [750 ou 951-2n é suficiente] nos clientes dá para fazer).
O máximo que minha empresa teria que fazer seria fiscalizar para ver se não tem nenhum provedor agindo de má fé contra outro na rede.

Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
Quanto a link, já que o projeto é ambicioso, o ideal seria você comprar o link. Em grandes quantidades o preço cai bastante. E daí repassar com algum lucro em cima.
Inicialmente eu estava com a ideia de fazer um provedor, não uma empresa dona de infraestrutura. Foi exatamente a dificuldade e preço de trazer link para cá que me fizeram ter a ideia de cuidar apenas do cabeamento.
Você não faz ideia do quanto é difícil chegar link aqui (na fibra, pela Oi, é R$400 o mega; por rádio é mais barato, mas até hoje não vi nenhum com qualidade descente, tudo igual ADSL dos ruins [comparo com outras regiões, o da Oi é bem estável aqui]).

Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
Melhor do que cada provedor comprar o seu e não conseguir baixar custos para fazer frente aos grandes operadores.
A única grande operadora aqui é a Oi. O que tem muito é provedor wireless e um deles é bem grande.

Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
Dia desses vi uma oferta aqui no Under e contatei o anunciante. O preço para 1GB caia para 36 reais o mega. Percebeu aí onde dá para ganhar também?
Se conseguir chegar 50Mbps aqui é muito. A cidade mais próxima com alguma decência em telecom. é Montes Claros, 190km daqui em linha reta. Precisa de quase 10 repetidoras para chegar lá.

Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
Você está certo com relação a sair na frente. É um projeto ambicioso e talvez impraticável pela mentalidade que existe em muitos provedores. Parece que um quer ver a caveira do outro, enquanto nossos inimigos são as grandes teles.
O facilitador aqui seria que meu sócio é amigo dos donos de uns 3 provedores por aqui, e já trabalhou em vários os outros (alguns nem existem mais, foram comprados). Acho que por aqui ainda não chega a esse nível de rivalidade que você descreve, não entre todos provedores, então ainda há chances.

Citação Postado originalmente por 1929 Ver Post
Num projeto desses o que iria fazer o diferencial seria o atendimento que cada provedor disporia.
Se cada um cuidasse de seu próprio link teria mais um diferencial. Não se pode acabar com a concorrência. É outro motivo pelo qual não acho boa ideia a empresa trazer o link, os preços de todo mundo seriam iguais, ou seriam diferentes com a mesma qualidade. Além de que todos dependeriam de um mesmo link; se ele cai todos provedores cabeados param e os wireless sobrevivem e comemoram.
Agora, se um provedor da cidade quiser vender link para outro pela rede cabeada, é mais um tipo de negócio possível.

A OLT e a máquina de fusão é o que mata (no começo, depois tem o custo dos postes). Acho que nem o projeto do engenheiro sai tão caro quanto esses dois equipamentos.