Página 5 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345
+ Responder ao Tópico



  1. #81
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.241

    Padrão Re: Sistema Solar com segundo carregador de Bateria

    sphreak, eu prefiro usar um amperímetro analógico para monitoramento, aliás em qualquer circunstância por que não vai requerer nenhum consumo de energia, ao passo que os digitais no painel fará muita diferença( 0,5 A), seria instalado entre o painel solar e controlador de carga, e para testes entre a saída do controlador e os equipamentos. Muito cuidado que no caso o fim de carga são limitados, não existe uma ampla gama de escala como os digitais.
    Escala final para analógicos: 1, 2, 5, 10, 20, 30, 50, 100 ampères, no caso para corrente contínua. Melhor precisão aproximada ( 1/4 a 3/4) do cursor do ponteiro( galvanômetro); então como exemplo, num aperímetro de 10A a melhor precisão fica entre 2,5 a 7,5 ampères, ainda assim a margem de erro é alta se quisermos ter uma precisão exata, mas para monitoramento diário uma boa solução. Nesses casos, quando a bateria estiver ruim rapidinho ela cai a amperagem indicando como se já estivesse carregado, ou a amperagem está muito alta por muito tempo, mas pode indicar que algum aparelho esteja com defeito.
    Quanto à lampada, em fontes, normalmente usamos 1000 uF para cada ampère, em fonte chaveada costumam usar menos( 30 a 50%), por isso a lampada acendeu, mas é estranho, por que para fontes chaveadas costuma usar um componente( resistor), para descarregar o capacitor ou usam um LED; sem elas a regulagem é maluca podendo queimar o notebook, tablet... Minha fonte, carregador é das antigas, depois que instalei o LED, aliás 4 leds, faz 18 anos que nunca mais queimou, fonte de 50A; essa descarga total não pode é superior a 20 segundos, no carregador de note 5 segundos. Sabem aquela estória? tire o roteador da tomada, conta até 10 e liga de novo, eu prefiro 1 minuto pelo menos e conforme o roteador/modem 15 minutos até mesmo 2 horas.

    A inserção de leds, não pode ser direta. Conforme o led precisa usar um resistor que vai de 560R a 1k2R ou até mais dependendo da necessidade. Para sinalização de painel uso de 3k3, fica bem fraquinho, baixíssimo consumo mas onde a luz é intensa já é de 560R ou menos se o led disponível no mercado for opaco. tipos de LED: opaco, normal, cristalino, alto brilho( mais tipos destes), além de seus tamanhos e formatos e cores; somam-se tipo pisca, bicolor, tricolor etc.

  2. #82

    Padrão Re: Sistema Solar com segundo carregador de Bateria

    Olá pessoal! Estou com outro problema aqui na piscicultura. O negócio cresceu, e tive que investir em paineis solares. Estava tudo bem, mas estou necessitando de mais energia, e meu inversor já está no limite, assim como o meu bolso...
    Então, preciso comprar um inversor para eólico, com dump load. Meu aerogerador é 2000 va, ou 1400 watts, em 220 v. Daí, eu preciso de ajuda para comprar um. Não encontrei nada no mercado livre, que não seja em 1000 w, e 110. Os que encontrei acima de 1000 w, só com baterias. Então, preciso comprar um fora, via aliexpress ou alibaba. O caso é que não tenho conhecimento para optar por um. Preciso de ajuda.



  3. #83

    Padrão Re: Sistema Solar com segundo carregador de Bateria

    O problema de AC é que precisa a onda na mesma fase e amplitude que a rede, por isso aerogerador 220VAC não será pequeno ou barato.

    Quem faz dínamos (Sem controle preciso de tensão) é a Altérima, os alternadores deles pra hidroelétrica são ok, a tensão cai conforme o uso mas é falta de controle de velocidade nas turbinas, se ligar em gerador a gasolina/diesel fica estável. Gerador barato a gasolina (De R$ 600) tem dínamo desse tipo também, é a solução mais barata. Na verdade até muito gerador de R$ 4 mil tem dínamo, e não gerador sem escovas.

    Enfim, dá uma ligada pra eles, alterima.com.br , pra ver se eles vendem alguma solução com pás, porque os geradores deles são bons, essa questão da baixa rotação criar baixa tensão é de dínamo, gerador com excitação eletrônica não permite isso, se for usar um Alterima pra aquecedor ele servirá (Só que com filamento menos quente a água vai aquecer menos), conforme o tipo de aerador da água também servirá (Seria perfeito pra motor com escova, com baixa tensão simplesmente giraria mais devagar, aqueles aeradores comerciais de 1cv não são uma boa).

    Ou teria que usar aqueles inversores grid-tie, aí pode colocar paralelo á rede elétrica, alias, TEM QUE colocar ligado na rede elétrica, só vai funcionar paralelo a um inversor senoidal perfeito (Aqueles de 4000W de R$ 2500).

    Citação Postado originalmente por SANDOR Ver Post
    Meu aerogerador é 2000 va, ou 1400 watts, em 220 v
    Seria o aerador?

    As vezes é mais barato comprar um motor 24V e trocar esse motor. Tem motor 24V de mais de 1cv na casa dos R$ 500 (Usamos um pra betoneira, pra fazer a base de um reservatório australiano longe pra caramba), com 3 painéis de 260W dá pra atender (O cv tem uns 736W de consumo) por umas 6 ou 7 horas. Talvez fique mais em conta pegar aeradores tipo esse: https://produto.mercadolivre.com.br/...-sem-motor-_JM e colocar motor 24V de uns 1/2cv dentro, um painel de 330W (R$ 700) dá conta tranquilo. Difícil é achar esses motores. O que é fácil achar são as bombas de porão 24V, com aquele sistema de aerar com um tubinho na entrada da água dá pra usar pra recircular a água, um painel de 320W dá conta de 2 desse tranquilo, com recalque de talvez 50cm isso circula o prometido: https://produto.mercadolivre.com.br/..._JM?quantity=1 A aeração é um pouco inferior (Na verdade a melhor é com aqueles tufões no fundo (http://www.hidrosul.com.br/produto/s...ivel-spiderjet) mas são bem caros, o dobro do preço da solução com bomba de porão.

    Eu esqueceria AC por enquanto, porque tocar motor AC é complicado pra aerogerador ou painel sem ter baterias envolvidas ou sem inversor grid-tie. Se tem jeito de usar os 24VDC na aeração e bombeamento, use, é mais barato, dura mais, e é mais modular (Pode ligar vários painéis em paralelo, com vários motores em paralelo, hora que desliga um os outros dão um up na velocidade).

    Aerogerador AC com 220V estáveis precisa um sistema de freio, pra ir freando pra não passar da tensão, ou ter gerador com excitação eletrônica, isso não tem como sair nada barato, só um gerador desse (Sem estrutura pras pás e tal) pode passar dos R$ 3 mil, nesse preço dá pra 2 painéis 24V e 4 motores de porão (Pra oxigenar naquele sistema básico: Nem precisa T, pode só fazer um furo e colocar um tubinho com a ponta cortada em 45°, com o corte de costas pra direção da água, assim a água puxa ar, é ultra-mega simples).

  4. #84
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.241

    Padrão Re: Sistema Solar com segundo carregador de Bateria

    Ruben, para podermos vender a energia, aqui pelo menos acho que a Cemig só aceita com linha trifásica e capacidade instalada de 25 KW ou mais.
    Infelizmente tem no mercado, mesmo homologados pela ANEEL inversores que geram ruídos e mais ruídos que se for um rádio-amador de 120, 90, 60, 49 metros será difícil compreender se o sinal for fraco, temos ainda lâmpadas e eletrônicos para piorar, rádios em 31, 25, 19 metros e mesmo na faixa de VHF ou UHF já sofrem menos interferências.
    Motogeradores, inverores e até mesmo no-breaks antigos são mais eficientes na questão de senóide, mas o seu rendimento é baixo, muito baixo por sinal. Meu nobreak por exemplo, 600 VA, acho que o PC, monitor mais amplificador consomem 300 W pelo menos; só tem energia para 4 minutos mas tempo suficiente para desligá-lo, outro PC durava 12 minutos.
    Do jeito que está, acho que seria conveniente termos uma rede de 96 volts corrente continua ou mesmo 108 VDC mas com baterias a 100% atingem 115 VDC ou 144 VDC. Maioria dos eletrônicos existentes no mercado funcionaria normalmente, uma vez que são retificados logo após o circuito LC; Geladeira, ar condicionado, ventilador, microondas ficariam de fora. Infelizmente no eventual choque elétrico pode ser mais perigoso, mas as tomadas sendo norma ABNT de 3 pinos o risco é baixo, teríamos também um melhor rendimento no circuito interno por que não teríamos reatância, capacitância, e indutância sem consumo.



  5. #85

    Padrão Re: Sistema Solar com segundo carregador de Bateria

    "Ou teria que usar aqueles inversores grid-tie, aí pode colocar paralelo á rede elétrica, alias, TEM QUE colocar ligado na rede elétrica, só vai funcionar paralelo a um inversor senoidal perfeito (Aqueles de 4000W de R$ 2500)."

    ESSE é o ponto que eu queria ter chegado, rubem. Gostaria que vc, se possível, me orientasse na compra de um modelo de inversor grid-tie, para que eu pudesse injetar a energia produzida diretamente na rede.

  6. #86

    Padrão

    Inversor Grid-tie paralelo a inversor comum raramente dura, seria realmente melhor investir em ligar ele na rede elétrica.

    Pra poder pedir pra sua concessionária trocar seu relógio atual, que só gira pra um lado, só marca consumo, trocando por um bidirecional, que "gira pra trás" quando você produz ao invés de consumir, precisa um projeto. O inversor grid-tie precisa ser homologado pelo Inmetro. E só algumas exigem painéis homologados (Não tá nas regras da Aneel então fazem só por burocracia).

    A lista de inversores grid-tie homologados tá aqui: http://www.inmetro.gov.br/consumidor...es_On-Grid.pdf

    Se ver lojas tipo essa, se organizar por preço (Menor para o maior), os 2 mais baratos tem homologação, o 3º não tem, e por aí vai, eles colocam um ícone com o IN azul no Inmetro pra mostrar quais são homologados: https://www.minhacasasolar.com.br/in...sores-grid-tie

    A Neosolar só tem modelos mais potentes: https://www.neosolar.com.br/loja/inv...d-tie.html?p=3

    (Veja que no caso do Fronius Primo, o modelo homologado é o 3.0-1, enquanto o 3.0 não é homologado!)

    Tem que montar um projeto, enviar pra cia elétrica ou direto pra Aneel (Cada cia elétrica com suas regras), eles autorizam a montagem daquele projeto, aí sim você compra tudo, e instala. Depois de instalado avisa a cia elétrica que está tudo pronto, eles farão uma vistoria, e se tudo tiver ok trocam o medidor por um bidirecional, e ligar o inversor na rede. Tem que ver se a Neosolar ou a MinhaCasaSolar manda uns projetos padrão pra todas as cias elétricas (Que todas aceitam), um deles manda.

    Se quiser começar com a opção mais barata ( https://www.minhacasasolar.com.br/pr...ecos1000-79065) veja que ele trabalha só acima de 45V mas nominalmente é 60V, então precisa 3 painéis em série (Painéis de mais de 200W são nominalmente 24V, mas com pouco sol tem só uns 21-22V). Seriam 3 painéis desse o mínimo pra ligar o inversor: https://www.minhacasasolar.com.br/pr...0-6-275p-79315

    Só que como esses painéis são pequenos, o pico será de 825W gerados, vai ter umas 5h de geração na média, então 4125Wh por dia, ou 4kWh por dia de sol. Se tiver sol o mês todo seriam 120kWh a menos na conta.

    Se for usar como referência o aerador, ele consome 1400W, ou 1,4kW, esses 120kWh dariam então pra compensar 85 horas dele ligado. Basicamente 2,8 horas por dia (2 horas e 48 minutos).

    Dá pra usar 4 painéis de 275W, aumenta pra uns 150kWh no mês se tiver sol todo dia. Dá R$ 4 mil só em painéis e inversor. Vai muito fio, o projeto exige caixa, disjuntores, e conectores de engate rápido, uns R$ 200 em coisa pequena, com os suportes a parte porque depende de onde vai colocar (Telhado, pergolado, chão...), se tiver telhado já no ângulo e orientação ideais gasta R$ 50, se estiver tudo na orientação errada talvez R$ 1 mil em suportes.

    Não tem muita opção de inversor homologado, então se quiser maior, ou colocar 2 de 1000W, ou um de 3000W. Só que esses (https://www.minhacasasolar.com.br/pr...si-3k-tl-79318) precisam tensão maior, ou seja, obrigatoriamente precisa mais painéis em série, eles não ligam com só 3 painéis, pode começar digamos com só 5 painéis desses: https://www.minhacasasolar.com.br/pr...3u-365ms-79325 e depois colocar mais 5 de 275W paralelos, depende do orçamento, tem fazenda por aqui botando sistema grid-tie trifásico de mais de 50kW pra tocar agroindustria inteira, coisa tipo R$ 400 mil investidos. De R$ 4 mil pra cima tem de tudo, mas que dá pra fazer projeto pra trocar medidor e ter crédito uma hora pra consumir em outra, é desse Ecosolys pra cima, R$ 4 mil tá até barato já que a 3 anos atrás não tinha nada homologado que ficasse abaixo de uns R$ 8 mil.

    As vezes vale a pena procurar empresa de energia solar local pra ver se eles assinam projeto e montam tudo se você comprar via web o equipamento, eles não terão como fazer o mesmo preço da web em tudo, geralmente fica bem mais caro. Ou se eles pelo menos fazem o projeto pra você enviar, já que as praxes de cada cia são bem locais as vezes, o eng. que atende minha cidade topa quase qualquer coisa, em outras regiões tem vistoria muito mais chata exigindo mais detalhes bobos (Até extintor exigem acima de certa potência).